Marcelo já teve alta (e não disse nada sobre o veto)

José Sena Goulão / Lusa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, despede-se do pessoal médico do Hospital Curry Cabral

O presidente da República já teve alta. Marcelo Rebelo Sousa deixou esta manhã o Hospital Curry Cabral, em Lisboa, onde foi operado a uma hérnia umbilical.

O Presidente da República, que foi operado de urgência esta quinta-feira a uma hérnia umbilical, foi aplaudido por doentes e pessoal médico à saída do Hospital Curry Cabral, em Lisboa, e deixou palavras de agradecimento à equipa médica, ao centro hospitalar e ao Serviço Nacional de Saúde, salientando o “inexcedível apoio” que recebeu.

“Com todos os altos e baixos, o que tem de bom e o que tem de mau, o Serviço Nacional de Saúde é uma conquista da democracia portuguesa muito importante e eu desejo as maiores felicidades agora, neste começo de ano em que vai ter, como é todos os anos, um surto de gripe para enfrentar e certamente enfrentará bem”, afirmou o presidente.

“Merecem uma palavra especial os que estão internados em unidades hospitalares ou semelhantes ou os que estão doentes em casa. Portanto, o meu pensamento está com eles e desejo umas entradas melhores do que as saídas”, acrescentou.

Nada sobre o veto

Marcelo Rebelo de Sousa, que partir do hospital promulgou quatro diplomas, irá agora decidir nos próximos dias se vai promulgar ou vetar as alterações ao regime da fiscalização e financiamento dos partidos políticos.

Numa declaração aos jornalistas após ter alta do Hospital Curry Cabral, Marcelo Rebelo de Sousa explicou como irá proceder relativamente ao diploma que aguarda promulgação ou veto em Belém, desde o dia 22.

“Hoje estamos no domingo, amanhã é feriado e, portanto, nos dias úteis seguintes a estes dias decidirei uma de duas coisas. Ou promulgo o diploma, ou envio uma mensagem à Assembleia da República a explicar o veto político”, disse Marcelo Rebelo de Sousa.

Questionado sobre se já teria tomado uma decisão, o Presidente da República respondeu que decidirá “no momento em que entender”. O prazo para promulgação ou veto termina dia 11 de janeiro.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Tribunal aceita afastamento de juiz Paulo Registo do caso Football Leaks

O Tribunal da Relação de Lisboa (TRL) aceitou o pedido de escusa apresentado pelo juiz Paulo Registo, a quem foi distribuído o processo de Rui Pinto, criador do Football Leaks. Segundo o acórdão do TRL, a …

Governador do Rio de Janeiro acusado de fraude com hospitais de campanha

O Ministério Público brasileiro indicou ter reunido provas de que o governador do Rio de Janeiro comandou uma organização que defraudou a construção de hospitais de campanha, no âmbito do combate à covid-19. De acordo com …

Centeno já cativou mais de 1025 milhões de euros no Orçamento de 2020

As cativações no Orçamento do Estado (OE) para 2020 ascendem a 1025,5 milhões de euros, revelou o boletim da Direção-Geral do Orçamento relativo a abril, montante inferior ao do OE 2019. Segundo avançou o Expresso esta …

Supremo Tribunal anula presidência parlamentar de Juan Guaidó

Esta terça-feira, o Supremo Tribunal de Justiça da Venezuela reconheceu como presidente do parlamento Luís Parra, um dissidente da oposição. O Supremo Tribunal de Justiça da Venezuela (STJ) declarou nula a junta de direção da Assembleia …

Há 285 novos casos de covid-19. São quase todos na Grande Lisboa

A região de Lisboa continua a registar o maior número de novos casos de covid-19 registados no país. A Direcção Geral de Saúde (DGS) anuncia hoje 31.292 infectados com o coronavírus, mais 285 do que …

Com bens arrestados e a filha a pagar contas, é quase impossível cobrar multa de 3,7 milhões a Ricardo Salgado

O Tribunal Constitucional confirmou a multa de 3,7 milhões de euros que foi aplicada pelo Banco de Portugal ao banqueiro Ricardo Salgado, mas é quase impossível cobrar esse valor. O ex-presidente do BES tem os …

França suspende tratamentos com hidroxicloroquina

O Governo francês decidiu esta quarta-feira suspender os tratamentos à base de hidroxicloroquina para pacientes infetados com a covid-19. O Executivo revogou o decreto de 11 de maio que autorizava a prescrição e a administração …

Decisão unânime. Deputados vão pedir para ver contrato de venda do Novo Banco (e para ouvir Carlos Costa)

Os deputados da comissão de orçamento e Finanças aprovaram esta quarta-feira por unanimidade o requerimento do Bloco de Esquerda para que seja entregue ao parlamento o contrato de venda do Novo Banco ao Lone Star. Segundo …

Portugal poderá receber 26,3 mil milhões de Bruxelas. 15,5 mil milhões a fundo perdido

Portugal poderá receber 26,3 mil milhões de euros em subvenções e empréstimos no âmbito do Fundo de Recuperação da União Europeia (UE), após a crise da covid-19, que ascende a um total de 750 mil …

"Taxa covid" cobrada por clínicas e hospitais privados não é ilegal (e pode alastrar ao comércio)

Aumentaram, nos últimos dias, as queixas à DECO, a Associação de Defesa do Consumidor, relacionadas com o pagamento de taxas adicionais no acesso a hospitais e clínicas privadas. Taxas que se destinam a pagar os …