Marcelo e Costa visitam Pedrógão, PSD quer é saber onde está o dinheiro

(dr) António Cotrim

Dois meses depois do maior incêndio de Portugal, o Presidente da República e o primeiro ministro visitam o local. A oposição exige, por sua vez, saber “o que tem sido feito com o dinheiro doado”.

O incêndio que matou 64 pessoas aconteceu há dois meses. O tempo passa e muitas polémicas envolveram o fogo: desde as falhas no sistema de comunicação, à lista de vítimas mortais, com muitas outras questões políticas à volta.

Esta quinta-feira, Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa deslocam-se a Figueiró dos Vinhos, Pedrógão Grande e Castanheira de Pera, pelas 15:30, segundo o Diário de Notícias.

Depois de uma reunião na Câmara de Figueiró dos Vinhos, a comitiva vai visitar, em Pedrógão Grande, as casas em reconstrução – Aldeia das Freiras, Vila Facaia e Aldeia de Figueira, Graça – e a Unidade de Missão para a Valorização do Interior.

Após as visitas está prevista uma reunião na Câmara Municipal de Castanheira de Pera, onde acontecerá pelas 17:30, uma reunião com os presidentes das autarquias afetadas pelos fogos. Em seguida realiza-se a habitual reunião semanal entre o Presidente da República e o primeiro-ministro.

Segundo o Jornal de Notícias, mais de 53 mil hectares de floresta arderam, num incêndio que devastou nove municípios. O fogo lavrou durante uma semana e causou um prejuízo de 497 milhões de euros.

Segundo o Público, no local, a esperança já veste verde. Junto ao solo, veem-se os fetos renascer e os eucaliptos a rebentar. O corte dos pinheiros mortos já começou, enquanto a regeneração natural vai avançando.

Para ajudar “à regeneração natural” e a erguer o Centro do país, a Comissão Europeia libertou 45 milhões de euros para apoiar a reconstrução de Pedrógão. A mudança no Programa Regional da Política de Coesão foi aprovada esta quinta-feira, avança o Expresso, e a verba disponibilizada tem como objetivo ajudar a revitalizar a atividade económica da região.

Esta reorientação “ajudará a região Centro a retomar o seu curso normal e ajudará os portugueses a virar a página deste capítulo doloroso”, afirmou a Comissária europeia para a política regional, Corina Cretu, no final da votação.

“A UE está pronta para reforçar o seu apoio quando e onde os europeus mais precisam”, assegurou a comissária.

Onde está o dinheiro? Pergunta o PSD

Nesta quinta-feira, o maior partido da oposição fez declarações à Renascença, onde exige ao Governo saber o valor exato dos donativos que os portugueses fizeram para ajudar as vítimas de Pedrógão.

Teresa Morais, vide presidente do PSD e uma das signatárias das perguntas enviadas aos ministros do Trabalho, Solidariedade, Segurança Social e da Administração Interna, disse ser “obrigação do Governo, por um imperativo de transparência, de rigor e de verdade, dizer a quantia exata que os portugueses doaram e como é que o dinheiro está a ser utilizado”.

O Governo tem 30 dias para responder, mas a verdade é que da última vez não respondeu. A pergunta sobre a quantia exata do valor dos donativos foi feita uma primeira vez a 13 de Julho e não foi respondida até hoje”, critica.

Além dos valores recebidos, o PSD quer ainda saber “se já houve verbas entregues, a quem foram entregues, quais as quantias e para que fins”.

“É ainda importante saber se já houve apoios financeiros que tenham sido dados aos bombeiros e às suas famílias, porque nós sabemos que muitos portugueses que fizeram doações nessa altura, o fizeram com a intenção de ajudar os bombeiros”, acrescenta a social-democrata.

Sobre a criação de um fundo para gerir o dinheiro doado, o PSD não discorda da iniciativa do Governo, mas exige mais informação.

Evidentemente que poderia ter havido outras soluções. O Governo entendeu – por uma questão pragmática, imagino eu – que a forma mais eficaz de gerir estes fundos era incluí-los num fundo”, explica Teresa Morais.

“Para isso, criou, através de um diploma de 7 de Julho, o tal fundo onde existe como receita principal – é a primeira receita que está referida no próprio diploma – os donativos em dinheiro dados pelas pessoas através de transferências ou de depósitos bancários”, refere a vice presidente do PSD.

Achámos que haveria outras soluções, mas não questionámos na altura que o Governo quisesse criar um fundo. Achamos é que tem de haver transparência e informação, que até hoje o Governo deu, sobre todos estes aspetos”, sustenta.

CF, ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Isto é só vígaros e inconscientes .
    Políticos da treta, ainda falavam do Salazar !!!!!
    Que medidas já tomaram para acabar com os incêndios no país ?????
    Andam para aqui só com conversas da treta e o país arde todo.
    Causas::
    Negócios onde os políticos estão metidos até ao pescoço.
    Porque, não fazem uma lei com a maior urgência, para que os incendiários e quem os encomenda.
    Metê-los na fogueira.
    Quem com ferro mata, com ferro tem de morrer, mais nada.
    Não havia de certeza 80% dos incêndios.
    É uma tristeza ver as florestas e zonas verdes, que tanta falta nos faz a arder desta maneira.
    Morrem pessoas, animais, ardem casas, acabam cos as florestas e zonas verdes, acabam com a nossa saúde.
    E que fazem estes parasitas políticos?????????
    Nada.
    Que nojo.

  2. Para quem andou a dar dinheiro…para as vítimas deste drama, a esta hora já devem estar arrependidos! EU como contribuinte pagador…é com os seguros multiriscos habitação em dia, já estou descontente com esta pouca vergonha!
    E passo a explicar…o Governo vai criar um fundo para gerir xx milhões de donativos! Não é necessário o POVO saber quanto é…pois a transparência é para quando o PS está na oposição! Não é este o caso…
    Para o fundo é necessário uma “estrutura” de algumas dezenas de pessoas, com salários pagos a peso de ouro, algumas viaturas, telemóveis, almoços…etc.
    O que sobrar…é para “apoiar” os que tem cartão cor do(s) partido(s)! A esta hora, a Catarina e o Gerônimo já devem ter negociado os valores…para os seus militantes!
    Daí que volto a reafirmar…”Cego é aquele que não quer ver…!”.

  3. Aqui tem o PR tomado praticamente a iniciativa de tudo isto e mais uma vez lá está para confirmar se de facto as coisas estão a andar, desta vez conseguiu levar o senhor Costa a reboque que certamente terá dito lá para os seus botões, contrariado mas vou!.

  4. É importante saber onde está o dinheiro dos donativos que foram depositados em contas bancárias, em campanhas de telefonemas etc. quais os valores e como estão a ser gastos???

Chuva deixa Austrália entre incêndios e cheias. Número de mortos sobe para 29

A chuva trouxe algum alívio aos bombeiros e habitantes do leste da Austrália, mas também causou cheias e novos problemas. As equipas ainda combatem cerca 100 focos de incêndio na região e o número de …

Sem Joacine, nova direção do Livre foi eleita com 95 votos a favor e 15 brancos

Este domingo, no segundo dia do IX congresso do Livre, a nova direção do partido foi eleita com 95 votos a favor e 15 brancos (e não conta com a deputada Joacine Katar Moreira). No final …

Juiz pede escusa do caso dos emails por ser adepto do Benfica

O juiz desembargador apresenta vários motivos para pedir escusa do processo, nomeadamente por ser "sócio do Benfica desde 1968". De acordo com o jornal Público, Eduardo Pires, juiz desembargador do Tribunal da Relação do Porto (TRP), …

Afinal, Irão já não vai pedir ajuda para analisar caixas negras do avião

O Irão recuou na intenção de enviar para análise as gravações da caixa negra do avião ucraniano, que abateu acidentalmente na semana passada, para que sejam sujeitas a análises adicionais, revelou a agência noticiosa iraniana. Citado …

Bruno Fialho sucede a Marinho e Pinto na liderança do PDR

Bruno Fialho é o novo presidente do Partido Democrático Republicano (PDR), ao obter 75% dos votos na eleição deste sábado para escolher o sucessor de António Marinho e Pinto, que anunciou o abandono do cargo …

Legislador russo culpa "arma climática" dos EUA pelo inverno quente de Moscovo

Alexei Zhuravlyov, membro da câmara baixa do Parlamento da Rússia (Duma), culpou uma alegada "arma climática" secreta dos Estados Unidos pelas anómalas temperaturas que se fizeram sentir este inverno em Moscovo.  Em declarações à estação de …

Nova espécie de louva-a-deus empala as suas presas como se fossem fondue

O Carrikerella simpira, uma nova espécie de louva-a-deus, caça as suas presas perfurando-as de um lado ao outro com as suas patas em forma de tridente. Cientistas descobriram uma nova espécie de louva-a-deus com uma característica …

Astrónomos descobrem que o fósforo foi gerado na formação de estrelas

Astrónomos descobriram que o fósforo, elemento químico essencial à vida, se constituiu durante a formação de estrelas e sugerem que chegou à Terra através de cometas. Uma equipa de astrónomos detetou monóxido de fósforo na região …

Nova máquina repara e mantém fígados vivos fora do corpo humano durante uma semana

Um novo sistema consegue manter um fígado humano vivo fora do corpo durante sete dias, período no qual o órgão danificado pode ser reparado e preparado para o transplante. As tecnologias convencionais conseguem sustentar um fígado …

Rui Rio vence segunda volta. Líder reeleito quer "estabilidade, lealdade e unidade"

O presidente social-democrata, Rui Rio, afirmou hoje que espera poder “trabalhar com estabilidade e lealdade”, recusou que o PSD esteja “partido” e vincou estar “a iniciar o momento para marcar a unidade” no partido. O líder …