Marcelo irá vetar barrigas de aluguer e aprovar 35 horas

Nuno Veiga / Lusa

Marcelo Rebelo de Sousa

Os diplomas que estabelecem a reposição das 35 horas de trabalho na função pública, as regras de recurso à gestação de substituição e o acesso à procriação medicamente assistida (PMA) já seguiram para Belém. Fontes próximas do Presidente da República asseguram o veto às chamadas “barrigas de aluguer”.

A informação do envio dos três diplomas para promulgação consta da página da Assembleia da República na Internet e fonte parlamentar confirmou à agência Lusa que os decretos tinham seguido nesta terça-feira, por volta das 10:30 horas, para o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Entretanto, fonte de Belém confirmou a recepção dos decretos da Assembleia da República.

De acordo com a Constituição, a contar da sua recepção, o chefe de Estado tem 20 dias para promulgar os diplomas ou exercer o seu direito de veto, podendo também requerer a apreciação preventiva da sua constitucionalidade, no prazo de oito dias.

A Rádio Renascença apurou, junto de fontes próximas de Marcelo, que o Presidente da República vai vetar as “barrigas de aluguer”, aprovando por outro lado, a procriação medicamente assistida e as 35 horas na Função Pública.

De acordo com estas fontes, Marcelo considera que a lei sobre a maternidade de substituição “não acautela situações elementares como “o que sucede se a mãe de substituição quiser ficar com o bebé” e “o que acontece em caso de vir a ser detectada deficiência no bebé, caso haja discordância na interrupção ou não da gravidez”, segundo cita a Renascença.

Assim, a Lei deverá ser devolvida ao Parlamento e surge a possibilidade de haver alterações no sentido de voto de alguns deputados, nomeadamente entre os do PSD que aprovaram o diploma.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Pois, o PR deveria vetar as 35 horas, pois aprovar essa medida é retroceder a um cenário de desigualdade entre os trabalhadores públicos e os privados, que vigor neste país durante anos, sem qualquer justiça.

    Isso é que será, eventualmente, uma inconstitucionalidade.

  2. 35 horas? Eu diria metade. E porquê? Quase metade dos funcionários públicos, trabalham ao ritmo 50. Pronto, condescendendo, aumentamos para o 60.
    Não é regredir no tempo, mas eu trabalhei 48 horas e não há dúvida que é exagero, mas Portugal não vai andar de comboio se este não arrancar. É preciso e urgente produzir, fazendo com que grandes empresas, fechadas por interesses de compadres, voltem a laborar e a criar empregos.

  3. Já agora aproveite para aprovar as 35 horas para todos os portugueses porque aqueles que mais contribuem para o PIB nacional também merecem! Não me parece que será assim que lá iremos quando nos outros países cada vez mais apertam as leis caso de França entre outros, nós vamos enfrente como se a vida marchasse sobre rodas quando nos voltarem a pedir contas é que vai ser a dor de barriga, entretanto vamos vivendo esta ilusão virtual, eu penso mesmo que o senhor Presidente tem plena consciência disto mas não quer melindrar as esquerdas porque senão será imediatamente excomungado como aconteceu ao anterior presidente sempre que dizia não a essa gente.

  4. Muita confusão existe sobre este tema… Todos e quaisquer trabalhadores podem trabalhar 35h basta negociarem para tal… Muitas vozes se levantam contra as 35 horas na função pública mas se fosse com vocês!? gostavam que por questões politicas mudassem o vosso contrato de 40h para 45h… seria justo certamente!

    A não esquecer que a mentalidade do PSD-CDSPP é privatizar e retirar tudo o que foi adquirido pós 25 de abril!
    Já agora fiquem a saber que:
    No Privado:
    Horas extra pagas a 100%!
    Subsidio de férias é calculado com suplementos!

    Função Pública:
    Horas extras pagas a 50%
    Subsidio de ferias calculado somente sobre o ordenado base

    Pensem que devemos privilegiar a redução do tempo de trabalho em todos os sector de actividade… Seguros e bancos firmam contratos de trabalho a 35h… outros sectores deveriam seguir o mesmo raciocínio… enquanto gestor é melhor trabalhar menos horas mas bem do que trabalhar mais horas e pior!

    Mudem a mentalidade de estarem contra a função pública… a função pública são os administrativos, gestores, enfermeiros, INEM, etc etc etc… Se existem maus FP sim existem … mas como em qualquer profissão existem esses profissionais!

  5. Bem; hora aí está mais uma resolução notável !!!
    até o Presidente da Republica vai ajudar a dividir outra vez os Portugueses, nas 35 horas para uns e 40 para outros estes nabos
    gostam tanto de dividir para reinar.
    Pergunto porque não 37,5, 38, ou até 35 mas para todos.
    Na função pública vamos ter mais danças de varão, que felicidade…

RESPONDER

Maioria dos portugueses defende Orçamento viabilizado à esquerda (e rejeita demissão do Governo)

Uma sondagem da Aximage para o Jornal de Notícias e a TSF revela que a maioria dos portugueses - cerca de 60% - defende que o Orçamento de Estado para 2021 (OE2021) seja viabilizado com …

Ministro Manuel Heitor já não está infetado com covid-19

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior já não está infetado com covid-19, depois de ter recebido, esta segunda-feira, um teste com resultado negativo. De acordo com o semanário Expresso, Manuel Heitor recebeu, ao final …

"Só aumentariam as insuficiências". Médicos respondem a carta aberta da Ordem que pede uso dos privados

Um grupo de médicos respondeu à carta aberta assinada pelo atual bastonário da Ordem dos Médicos e quatro ex-bastonários, que defendem uma maior utilização dos serviços de saúde privados para responder à situação gerada pela …

Ensaio clínico de tratamento com anticorpos cancelado por ineficácia

As autoridades norte-americanas decidiriam cancelar um ensaio clínico de um tratamento experimental com anticorpos que estava a ser administrado a doentes hospitalizados com covid-19, justificando que o medicamente não se revelou eficaz na recuperação dos …

Doentes não-covid vão ser encaminhados para setores privado e social

Esta segunda-feira, a ministra da Saúde admitiu que a pressão no Serviço Nacional de Saúde vai aumentar e garantiu que os doentes não-covid-19 que vejam consultas, exames ou cirurgias serem desmarcados serão encaminhados para os …

Crónica ZAP - Nota Artística por Nuno Miguel Teixeira

Nota artística: "É preciso o guarda-redes estar morto?"

https://soundcloud.com/nuno-teixeira-264830877/v-guimaraes-0-1-sp-braga-o-musical Dérbi. Segundo dérbi nesta sequência de musicais. O primeiro foi entre vizinhos que moram na mesma cidade; agora temos vizinhos que moram na mesma região. O Minho aquece, mesmo no outono, quando estes dois conjuntos se …

A partir de quarta-feira, é obrigatório o uso de máscara em espaços públicos

A partir de quarta-feira, é obrigatório o uso de máscara em espaços públicos e o não cumprimento desta imposição é punido com multas que vão até aos 500 euros, segundo a lei publicada, esta terça-feira, …

Lista de Bruno Costa Carvalho retira-se das eleições do Benfica

Bruno Costa Carvalho retirou a candidatura da lista C às eleições para os órgãos sociais, marcadas para quarta-feira, de forma a "não dividir" o voto da oposição a Luís Filipe Vieira. "Após ponderada reflexão, foi tomada …

Nem 8, nem 80. Centeno alerta para riscos na retirada precoce dos apoios (e do seu prolongamento)

O governador do Banco de Portugal (BdP), Mário Centeno, alertou esta terça-feira para os riscos de retirar de forma "precoce" as medidas de apoio ao emprego e ao crédito, bem como osperigos de os prolongar …

Novas restrições em Itália recebidas com protestos violentos

Manifestantes saíram à rua em várias cidades italianas, esta segunda-feira, para protestar contra as novas restrições anunciadas pelo Governo para controlar a pandemia de covid-19. De acordo com a agência Associated Press (AP), citada pelo jornal …