Presidenciais 2021. Marcelo deixou “conselho amigo” a André Ventura

José Coelho / Lusa

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

O Presidente da República alertou o líder e deputado único do Chega para desistir de uma eventual candidatura às eleições presidenciais de 2021, uma vez que esta lhe traria “mais desvantagens do que vantagens”, avança o jornal Sol.

O aviso de Marcelo Rebelo de Sousa a André Ventura aconteceu durante a audiência que o Chefe de Estado concedeu aos representantes do Chega no passado dia 15 de dezembro.

Durante a reunião, apurou o jornal Sol, o Presidente da República deixou ao deputado único do Chega um “conselho de amigo”: disse-lhe para desistir da ideia, uma vez que esta iniciativa lhe traria “mais desvantagens do que vantagens”.

Neste encontro e apesar do aviso, escreve o mesmo jornal, o chefe de Estado ficou com a certeza que Ventura irá mesmo avançar.

De acordo com o Sol, um dos argumentos apresentados por Marcelo para sustentar o conselho passava pela possibilidade de André Ventura poder chegar a um resultado próximo dos 10% nas presidenciais, um resultado que o Chega dificilmente poderia repetir nas autárquicas, em outubro de 2021.

Estes números são apresentados pelo jornal tendo em conta um estudo de opinião.

Uma descida acentuada do eleitorado do Chega poderia ser vista como “um erro estratégico”, por criar a ideia de uma curva descendente irreversível para o novo partido.

Chega ainda não decidiu quem apoiará

Tal como recorda o jornal Sol, o Chega não escolheu ainda se vai apoiar algum candidato nas presidenciais de 2021. O Conselho Nacional do partido, inicialmente agendado para dezembro passado, foi adiado para 22 de janeiro, altura em que o partido devera tomar uma decisão sobre as próximas eleições.

“Vamos ouvir os conselhos nacionais sobre os nomes que estão em cima da mesa para serem apoiados e depois há de ser tomada uma decisão. Penso que o candidato do Chega deverá ser anunciado entre o final de janeiro e o início de fevereiro”, adiantou André Ventura, em declarações ao mesmo jornal.

O deputado único do Chega disse ainda que um eventual apoio ao atual Presidente da República implicaria a sua saída. “Isso implicaria a minha demissão. Respeitaria a decisão, porque os órgãos do partido são soberanos nesse aspeto, mas seria sinal de que não estaríamos em sintonia”, apontou.

Marcelo foi eleito em 2016, reunindo 52% dos votos dos portugueses e tornando-se no 20.º Presidente da República portuguesa, o 5.º desde o 25 de Abril de 1974.

As próximas eleições presidenciais realizam-se no próximo ano.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Catorze detidos nos novos protestos em Barcelona a favor de Pablo Hasél

Pelo menos 14 pessoas foram detidas pela polícia catalã, este sábado, durante os distúrbios que se seguiram a mais uma manifestação em Barcelona a reclamar a libertação do rapper Pablo Hasél. Segundo o jornal Público, pelo …

Procuradores avançam para tribunal contra nomeações de chefias

O Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) está envolvido numa nova polémica, depois do concurso que culminou na indigitação de José Guerra para a Procuradoria Europeia. Segundo avança o Jornal de Notícias, este domingo, um concurso para …

A partir de segunda-feira, eletrodomésticos vão ter novas etiquetas energéticas

As organizações não-governamentais ambientalistas saúdam as novas etiquetas energéticas, que entram em vigor esta segunda-feira, mas pedem “mais atenção” ao consumidor e “maior rapidez” na reclassificação de “mais produtos”. Em comunicado, a cooligação Coolproducts, um grupo …

Depois do balde de água fria da pandemia, Israel vai ficar melhor do que nunca. Tudo pelos turistas

Israel está fechado em casa e viajar para este país não faz parte dos planos de muitas pessoas. No entanto, este período de acalmia pode mesmo ser o melhor momento para planear uma viagem - …

Menos 1,3 milhões de consultas nos hospitais e menos 151 mil cirurgias em 2020

No ano em que a pandemia chegou a Portugal, houve menos 151 mil cirurgias e menos 1,3 milhões de consultas nos hospitais públicos. A covid-19, que chegou a Portugal a 2 de março de 2020, obrigou …

Várias escolas de Tóquio pedem "certificados de cabelo real" aos alunos

As escolas japonesas são conhecidas pela sua rigidez relativamente à aparência dos seus alunos, tanto que os estudantes que não seguem o padrão de "cabelo liso e preto" têm de apresentar provas. Dados divulgados, esta semana, …

UE estima normalidade nas vacinas daqui a duas semanas. Orbán recebeu vacina chinesa

A União Europeia (UE) estima que dentro de duas a três semanas "tudo vai funcionar normalmente" na produção e distribuição de vacinas nos Estados-membros. Entretanto, o primeiro-ministro húngaro já foi vacinado (mas com uma vacina …

"Os dados de milhões de pessoas estão em risco", alertam denunciantes da Amazon

Denunciantes da Amazon alertam que os dados de milhões de pessoas estão em risco devido à falta de preocupação da empresa com a cibersegurança. A par da Google, Apple, Microsoft e Facebook, a Amazon é uma …

Mais 41 mortes e 718 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas

Portugal registou, este domingo, mais 41 mortes e 718 novos novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 718 …

Navalny chega a colónia penal a leste de Moscovo

O principal opositor do Kremlin chegou, este domingo, a uma zona a cerca de 200 quilómetros a leste de Moscovo para ser transferido para uma colónia penal onde vai cumprir a sua pena, informou um …