Marcelo Rebelo de Sousa anuncia fim do estado de emergência

Mário Cruz / Lusa

Numa mensagem ao país transmitida esta terça-feira, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, anunciou que não vai renovar o estado de emergência.

Marcelo Rebelo de Sousa diz que, ouvidos os especialistas, os partidos com assento parlamentar e o Governo, decidiu não renovar o estado de emergência.

O chefe de Estado explica que “nesta decisão pesou a estabilização e até a descida do número médio de mortes, de internados em enfermaria e em cuidados intensivos”, bem como “a diminuição do R(t)”.

O aumento de testagem e da vacinação também contribuíram para a sua decisão, sublinhou, referindo ainda a reunião dos especialistas do Infarmed desta terça-feira.

Agora, um mês depois da Páscoa e da primeira abertura das escolas, Marcelo entende que é altura de pôr fim ao estado de emergência. O Presidente salientou ainda o “disciplinado sacrifício desde novembro e mais intensamente desde janeiro”.

Ainda assim, Marcelo Rebelo de Sousa realça que  “não estamos numa época livre de covid” e que ainda “podemos infetar os nossos contactos e permitir que a doença continue a transmitir-se”. Embora o estado de emergência tenha terminado, isto não significa que a doença tenha desaparecido.

“Enfrentamos o risco de novas variantes menos controláveis pela vacina”, alerta o Presidente da República.

Marcelo Rebelo de Sousa diz que o passo dado é “baseado na confiança, numa confiança que tem de ser observada por cada um de nós”, lembrando a cautela que é necessária nesta fase.

“Acrescento que não hesitarei em avançar com novo estado de emergência se o presente passo não deparar com a resposta baseada na confiança essencial para todos nós”, atirou.

O atual período de estado de emergência — o 15.º decretado pelo Presidente da República no atual contexto de pandemia de covid-19 — termina às 23h59 de sexta-feira, 30 de abril.

Há 20 dias, Marcelo Rebelo de Sousa disse esperar que o estado de emergência não voltasse a ser decretado além de abril e que se pudesse entrar numa “boa onda” em maio, o que fez depender dos dados da covid-19 em Portugal.

Na tarde de terça-feira, João Cotrim Figueiredo, líder da Iniciativa Liberal, já tinha avisado que Marcelo Rebelo de Sousa não iria propor a renovação do estado de emergência.

“Para nós, é um dia feliz porque vamos deixar de estar em estado de emergência”, afirmou Cotrim Figueiredo aos jornalistas, no parlamento, depois de ter conversado, por telefone, com Marcelo Rebelo de Sousa.

Daniel Costa, ZAP //

PARTILHAR

22 COMENTÁRIOS

  1. Notícia de última hora!!! Não há Sars-Cov-2 em Portugal!!! O Marcelo sabe disso, o Costa também e, óbviamente, o parlamento também! Somos o único país que, com apenas cerca de 10% da população totalmente vacinada, erradicou o vírus. Isso tudo pelo comportamento exemplar da população que respeitou, criteriosamente, todas as indicações da DGS, noemadamente o distanciamento físico. Por isso, é óbvio que não vai existir qualquer infeção e/ou morte pelo vírus, caso contrário os “responsáveis poderiam ser responsabilizados. Mas isso não vai acontecer! A pandemia acabou em Portugal e o mundo devia aprender connosco! “Nós” realmente somos “heróis” como diz o Marcelo. parabéns Portugal, Parabéns, Marcelo, parabéns Costa e parabéns Assembleia!!!

    • Ah! Esqueci-me de mencionar o papel essencial e certeiro dos “especialistas” que souberam “aconselhar”, de forma brilhante, o Governo, a DGS e o Presidente. Sem eles, este “milagre” nunca poderia ter acontecido!!!

      Uma nota especial para a DGS também que atuou sempre na hora certa e nunca foi pelo que os outros países pensavam e agiam e fez sempre tudo por total iniciativa própria!

      • Ora bem! Isso não lhe admito de forma alguma comparar-me a tal… coisa (porque podem censurar o comentário se usar um grande palavrão). Palavrão merecia também você por sequer chegar á conclusão que chegou. E sabe? Você não merece qualquer respeito! Não vou descer ao seu nível.

        • Que tu admites ou não é irrelevante quando os teus comentários estão à vista de todos.
          Se não queres ser comparado com o troca-tintas populista/vigarista, deves evitar ter atitudes semelhantes às dele!

          • O que eu admito ou não não é relevante?! Mas quem você pensa que é?!
            De qualquer maneira a sua comparação cai totalmente por terra, na sua ânsia de insultar (“atitudes semelhantes”). O Venturinha sempre foi a favor do desconfinamento. Quanto mais cedo melhor. O homem até dava beijinhos de máscara! Isso é realemente “semelhante”. Eu uso óculos mas você é que preciso de uns e… Não me parece que adiante!
            Cresca e apareca, “sr” Eu! Nãio se esqueça que os seus “comentários” (absurdos, para não lhe chamar outra coisa) também estão á vista! E o que se vê é ignorância voluntária!… E insulto gratuito.

            • Sim, é irrelevante para mim!…
              Os ‘Venturas” gostam é de ruído e portanto tem que ser sempre “do contra” – tal como tu!
              .
              Se os meus comentários são absurdos, o que dizer desta “pérola:
              “Notícia de última hora!!! Não há Sars-Cov-2 em Portugal!!! O Marcelo sabe disso, o Costa também e, óbviamente, o parlamento também! Somos o único país que, com apenas cerca de 10% da população totalmente vacinada, erradicou o vírus. Isso tudo pelo comportamento exemplar da população que respeitou, criteriosamente, todas as indicações da DGS, noemadamente o distanciamento físico. Por isso, é óbvio que não vai existir qualquer infeção e/ou morte pelo vírus, caso contrário os “responsáveis poderiam ser responsabilizados. Mas isso não vai acontecer! A pandemia acabou em Portugal e o mundo devia aprender connosco! “Nós” realmente somos “heróis” como diz o Marcelo. parabéns Portugal, Parabéns, Marcelo, parabéns Costa e parabéns Assembleia!!!”

          • Somos heróis?! Pronto. E depois diz que os meus comentários são uma “pérola”. Você é que é uma pérola! Mas digo-lhe mais. Você, assim como a maioria dos “heróis” como lhe chama, são os PRINCIPAIS responsáveis pelo confinamento anterior e este que vem aí! Parabéns Portugal? Eu diria parabéns portugueses, porque o país não tem a culpa de ter portugueses como “você”. Sabe o que lhe digo? “Olha outro.”

            Nota: Ainda bem que especificou que era irrelevante para si. Antes não o fez. Tem todo o direito. É a sua opinião.

            • “Somos” quem, se falas por ti (e mal)?!
              “Heróis”??
              Nunca escrevi tal palavra…
              Andas a ver muitos filmes e, embora seja notório que precisas de atenção, já estás a abusar da sorte!…

  2. Como é que se erradica uma doença quando ainda não se atingiu a imunidade de grupo? Isto só pode ser uma palhaçada, ou então, um ilusionismo político, porque, que eu saiba, a DGS, o Governo, os ministros e o Papagaio-Mor falharam muito no combate a este vírus.
    Riam, riam, que daqui a mês e meio, ainda vem a quarta vaga… é no que dá ser demasiado positivo, e abraçar os “brilhantes combatentes”…

  3. … porreiro pá, acabou o bicho, ainda ontem vi um grupo de cerca de 30 homens adultos (sim eu sei que são mais que 22, mas incluía suplentes e tudo) a confraternizar e a chutar uma bola (alguns podem chamar jogar futebol) no parque urbano, acompanhados de quase outras tantas mulheres e crianças. Absolutamente ninguém usava máscara nem respeitava qualquer distância de segurança, muito pelo contrário.
    Tudo bem que o bom tempo e a vacinação mesmo reduzida está ajudar, mas continuem a arriscar desta forma e vão ver a rapidez com que mudam as notícias. Bom senso precisa-se urgentemente.

RESPONDER

Casos disparam: 1350 novas infeções e seis óbitos

Nas últimas 24 horas, houve 1.350 novos casos positivos de covid-19 e morreram seis pessoas, segundo os dados do boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). Portugal registou 1.350 novos casos e seis óbitos por covid-19 …

Parlamento vai ouvir Medina e ministro dos Negócios Estrangeiros

Fernando Medina e Augusto Santos Silva vão ser ouvidos no Parlamento sobre o caso da partilha de dados pessoais de ativistas russos. O presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, e o ministro dos Negócios …

Mudanças na lei laboral podem prejudicar a retoma, avisa Centeno

É crucial para a retoma que haja "estabilidade e previsibilidade na legislação laboral", de forma a estimular o investimento empresarial e o crescimento económico, afirmou esta quarta-feira o governador do Banco de Portugal (BdP), Mário …

Costa, Von der Leyen na Cimeira Social no Porto

Von der Leyen dá luz verde ao Plano de Recuperação e Resiliência português. E "não é por acaso"

O primeiro-ministro, António Costa, e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciaram esta quarta-feira que o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) foi aprovado por Bruxelas.  A presidente da Comissão Europeia, Ursula von …

Kim Jong-un reconhece que país enfrenta "situação de tensão alimentar"

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, reconheceu que o país está a enfrentar uma "situação de tensão alimentar", informaram hoje os meios de comunicação oficiais. O país, cuja economia é alvo de múltiplas sanções internacionais impostas em …

Iniciativa Liberal apoia recandidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto

A Iniciativa Liberal vai apoiar a recandidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto nas próximas eleições autárquicas, considerando “inquestionável a mudança e o desenvolvimento” da cidade desde que o independente assumiu a presidência do …

Comissária europeia diz que variante Delta “diminui” proteção da vacina

A comissária europeia para a Saúde disse esta terça-feira que estão a surgir provas que demonstram que a variante Delta do coronavírus SARS-CoV-2 “diminui a força do escudo protetor” criado pelas vacinas, instando à aceleração …

DGS diz que demora de conclusões sobre eventos-piloto não é por erro técnico

A Direção-Geral da Saúde (DGS) rejeitou, esta terça-feira, que tenha havido erro técnico no tratamento de dados dos eventos-piloto da Cultura, ocorridos em abril e maio, mas admitiu que o processo está demorado. Numa declaração enviada …

Governo quer fazer alterações na duração de cargos de dirigentes

As mudanças que estão a ser preparadas passam por reduzir a duração dos cargos em substituição e, por outro lado, pelo ajustamento do período das comissões do serviço em função da avaliação. Segundo o Jornal de …

Responsável pelas manifestações em Lisboa é coordenador no Gabinete de Apoio à Presidência da CML

O responsável pelas manifestações na cidade de Lisboa é coordenador técnico no Gabinete de Apoio à Presidência da Câmara liderada por Fernando Medina. De acordo com o semanário Expresso, António Santos tem sido, nos últimos …