“Manada de Bilbao.” Só dois dos seis implicados no novo caso de violação coletiva ficam presos

Kai Foersterling / EPA

Milhares de pessoas protestaram em várias cidades espanholas contra a sentença do caso “La Manada”

Só dois dos seis homens alegadamente envolvidos numa violação de grupo ficaram presos. Os outros quatro estão em liberdade.

Uma jovem de 18 anos foi violada por seis homens num parque de Bilbao na madrugada de sexta-feira, trazendo à memória de vários espanhóis o caso La Manada, que ocorreu há três anos e desencadeou grande polémica no país.

A rapariga tinha combinado um encontro com um homem, através das redes sociais, no Parque de Etxebarria, na cidade basca, mas tudo mudou quando percebeu que um grupo de seis indivíduos a aguardava.

Segundo o Expresso, a jovem tentou fugir, mas acabou por ser levada para um local onde os alegados agressores – seis sem abrigo marroquinos e argelinos, com idades entre os 18 e os 36 anos – tinham montado acampamento, depois de ter sido ameaçada com uma pistola falsa.

No acampamento, a jovem espanhola foi vítima de abuso sexual. Depois de consumada a violação, os agressores atiraram-lhe 17 euros e colocaram-se em fuga. Apesar das lesões, a vítima conseguiu chegar ao Hospital de Basurto, onde os médicos alertaram as autoridades para a situação.

O caso foi denunciado à Ertzaintza, a polícia autónoma do País Basco, a quem a jovem disse não reconhecer nenhum dos agressores. No entanto, através de uma tatuagem que conseguiu identificar um dos violadores e, poucas horas depois, as forças de segurança capturaram os alegados autores do crime.

Os seis homens estiveram a ser ouvidos em primeiro interrogatório judicial desde as 10h de sábado e as 04h de domingo. De acordo com o Observador, o juiz decidiu decretar a prisão a dois dos membros alegadamente envolvidos na violação.

A libertação, com medidas de coação, dos quatro alegados violadores não caiu bem na Federação de Associações de Moradores de Bilbao. A organização argumenta que “se os seis participaram na violação, os seis devem ter o mesmo destino”.

“A vítima vai poder cruzar-se na rua com os seus agressores. O que se passa com o sistema judicial?”, questionou a mesma organização, citada pelo jornal espanhol El País.

Este caso faz lembrar o que aconteceu em 2016, em Pamplona, quando cinco elementos de um grupo conhecido como La Manada violou uma jovem de 18 anos. O tribunal de Navarra condenou os autores do crime a 9 anos de prisão, considerando que tinha havido abuso sexual – e não violação, crime punido com uma pena superior.

O caso e a pena aplicada aos violadores suscitaram grande polémica, acabando por ser levado ao Supremo Tribunal, que considerou ter havido violação coletiva, agravando a pena dos agressores de nove para 15 anos de prisão.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Ainda vai acabar a vítima na prisão e os violadores cá fora e com indemnização por danos morais até porque há que respeitar sobretudo as origens; é mais um aviso sobretudo para jovens dos perigos das redes sociais ao aceitarem amizades com desconhecidos.

  2. Tudo isto (violações em grupo, massacres em escolas – e não só -, violência gratuita na rua, etc) é sintomático de uma sociedade muito doente, viciada em internet, que já não distingue a realidade da ficção, o correcto do incorrecto. Não têm valores nem princípios e portanto querem praticar na vida real o que de pior vêem nos videos na internet, nos videojogos, etc. Como parar isto? Penso que só sendo radical e dando o exemplo.

    Já agora, encontros combinados na internet não tem mal por si só. Se a jovem conhecesse o criminoso numa festa de anos ou numa cerimónia qualquer, o que impedia o fulano de fazer o mesmo?

Depressão Glória. Quedas de árvores, falhas de eletricidade e um ferido grave

A depressão Glória já provocou várias quedas de árvores, falhas na eletricidade e um ferido grave. Coimbra, Viseu e Castelo Branco são os distritos mais afetados. "O concelho mais afetado, neste momento, é Coimbra", afirmou o …

Ministério Público contratou ex-agente da PJ para analisar contas da Operação Tutti Frutti

As contas do caso Tutti-Frutti foram entregues a Edígio Cardoso, antigo diretor da Unidade de Perícia Financeira e Contabilística (UPFC) da Polícia Judiciária, reformado há mais de um ano. A investigação do caso Tutti-Frutti iniciou-se em …

Reconstruções em Pedrógão. Gulbenkian exige indemnização de meio milhão por suspeita de ilegalidades

A Fundação Calouste Gulbenkian exige uma indemnização de meio milhão de euros por ilegalidades na reconstrução de casas de Pedrógão. Estão em causa cinco habitações. A fundação Calouste Gulbenkian exige uma indemnização de meio milhão de …

Austrália. Depois dos incêndios, chega o granizo (e já está a provocar estragos)

A Austrália está a recuperar dos enormes incêndios dos últimos meses. No entanto, a costa oriental do país debate-se agora com chuvas intensas que tem provocado inúmeras inundações. As fortes chuvas que caíram esta segunda-feira proporcionaram …

Taxa sobre produtos poluentes rendeu 200 milhões em dois anos

A taxa aplicada sobre produtos poluentes - plástico, cartão, embalagens de vidro, entre outros -, rendeu ao Estado português 199,6 milhões de euros em dois anos, avança o Jornal de Notícias esta segunda-feira. O valor, arrecadado …

"Mito sem sentido". Santos Silva rejeita que Portugal seja "amigo especial" da China

O ministro dos Negócios Estrangeiros rejeitou, em entrevista ao Financial Times, que Portugal esteja a desenvolver uma dependência problemática relativamente à China. É um "mito sem sentido", defendeu Augusto Santos Silva. O governante falou ao …

Justiça espanhola liga ex-ministro a alegado caso de corrupção. António Vitorino nega

A Justiça espanhola diz que o ex-ministro socialista se terá apropriado de 35 milhões de euros da petrolífera estatal venezuelana PDVSA. António Vitorino nega. A justiça espanhola alega que uma sociedade de António Vitorino, antigo ministro …

Há um obstáculo que pode travar a primeira condenação de Salgado

Ricardo Salgado foi condenado a pagar 4 milhões de euros e proibido de ser banqueiro nos próximos dez anos. No entanto, ainda há um último obstáculo que pode travar a sua condenação. O Tribunal Constitucional rejeitou …

Diplomatas portugueses salvaram entre 60 mil e 80 mil vidas durante a II Guerra Mundial

Os diplomatas portugueses terão salvo entre 60 mil a 80 mil refugiados do regime nazi, maioritariamente judeus, durante o período da II Guerra Mundial, estimou a historiadora Irene Flunser Pimentel em entrevista à agência Lusa. Além …

"Absolutamente determinantes." Autárquicas de 2021 vão ser a prova de fogo de Rui Rio

Rui Rio foi reeleito presidente do PSD este sábado, mas tem pela frente vários desafios. O maior deles todos serão as autárquicas de 2021 que vão ditar muito do seu futuro político.  Rui Rio mostrou-se disponível …