A máfia está a distribuir comida aos mais carenciados no sul de Itália (e isso não são boas notícias)

Ciro Fusco / EPA

A Máfia está a distribuir gratuitamente alimentos às famílias mais carenciadas do sul de Itália, que ficaram sem dinheiro devido à quarentena decretada pelo Governo por causa da pandemia de covid-19.

De acordo com o jornal britânico The Guardian, que cita autoridades locais, surgem cada vez mais relatos que dão conta que a Camorra está a doar alimentos aos moradores mais necessitados e aos pequenos negócios na Campânia, Calábria, Sicília e Puglia.

O Governo italiano optou por distribuir “cupões de alimentação“, mas a medida tem-se revelado insuficiente para responder às necessidades do povo italiano, um dos territórios mais afetados do mundo pela nova pandemia que “nasceu” em dezembro na China.

“Há mais de um mês, estão encerradas lojas, cafés, restaurantes e pubs“, começou por explicar ao diário britânico Nicola Gratteri, investigador anti-máfia e chefe de gabinete do procurador de justiça em Catanzaro, antes de explicar que esta ação da máfia pode ser uma espécie de “donativo” com segundas intenções.

“Milhões de pessoas trabalham na ‘economia cinzenta’, ou seja, não recebem rendimentos há mais de um mês e não fazem ideia de quando é que voltarão a trabalhar. O Governo está a emitir os chamados ‘cupões de alimentação’ para apoiar os cidadãos (…) Mas se o Estado não intervier em breve para ajudar estas famílias, a máfia vai prestar os seus serviços, impondo depois o seu controlo sobre a vida das pessoas“, alertou.

Segundo as autoridades, citada pela Rádio Renascença, é assim mesmo que a Camorra atua: primeiro, parece ajudar de forma gratuita as pessoas, mas depois assume o controlo dos negócios e famílias beneficiárias para os colocar ao seu serviço e ao serviço do crime, como se ficasse depois por saldar uma dívida.

Investigadores italianos já alertaram que onde o Governo não conseguir chegar com ajuda durante a pandemia encontrar-se-á, em breve, um novo território da máfia. Só no sul de Itália, um dos países mais afetados pelo covid-19, vivem cerca de um milhão de pessoas.

ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. «…Mas se o Estado não intervir em breve para ajudar estas famílias, a máfia vai prestar os seus serviços, impondo depois o seu controlo sobre a vida das pessoas…»

    A forma como este artigo descreve a actuação da máfia no Sul de Itália, faz lembrar claramente a maneira de actuar da união europeia (ue).

    No entanto a máfia tem mais dignidade, apoia à sua maneira os cidadãos Italianos, ao contrário da união europeia (ue) deixou a Itália entregue à sua sorte no combate à doença do coronavírus covid-19.

    • Então mas agora já é uma doença? Não era “só uma gripezinha”? O Figueiredo parece andar ao sabor do vento conspiratório.

    • Oh sr. Figueiredo, espero que a sua mensagem seja bem vista pekla Camortra, não se sabe que é uma espécie de assocxiação criminosa e não só, Assim eu apenas quero que reveja a(s) menmsagem)s) no sentido maios objetivo, i.e. ela a “m,áfia” ao dá nada, mas sim cobra depois e de que maneira, como aliás é nos dito pelo sr Gratelio ionvestigador anti-máfia.

    • Sem duvida uma situação que nos deixa todos a pensar, as acções de solidariedade são sempre bem vindas, talvez seja a altura da UE tomar as medidas que já deveria ter tomado.

      A Máfia está a actuar desta forma para depois cobrar mais tarde.
      As poucas medidas que a UE tomou até este momento vão nesse sentido também, linhas de crédito para cobrar mais tarde.

      No entanto a Máfia está a tomar medidas e a resolver situações no imediato.

      Nesta situação as pessoas com fome mesmo sabendo que vão pagar depois da maneira que todos sabemos, possivelmente não têm escolha.

      A UE, essa coisa que não existe, está a deixar este Povo cada vez mais dependente da máfia e a prestar um excelente serviço a esta organização, desde o inicio este Pais ficou completamente entregue ao seu destino.

      É apenas a minha opinião!

    • Parabéns pela postagem
      Se o estado nao consegue suprir a necessidade de seu povo e apareceu uma mafia (firma) dando esses donativos quem eles irão apoiar ?
      Claro que sera os mafiosos que geram a economia da informalidade

  2. Caro ZAP, lamento estar a ser a “Edite Estrela” da secção de comentários mas há um erro gramatical no texto:

    O correcto do Futuro do Conjuntivo da terceira pessoa do singular do verbo intervir, não é “se o Estado não intervir”, mas sim “se o Estado não intervier”.

    Obrigado pela atenção.

RESPONDER

A polícia holandesa achava que tinha em mãos o mafioso mais procurado da Europa. Afinal, era só um fã de F1

Um homem de Liverpool de 54 anos pensava que o grande evento da sua viagem aos Países Baixos seria assistir ao Grande Prémio de Fórmula 1, mas acabou detido numa prisão de alta segurança por …

Cobertura global de corais caiu para metade desde 1950, revela relatório

A cobertura global de recifes de coral caiu para metade desde 1950, cenário originado pelo aquecimento global, pesca excessiva, poluição e destruição de habitats naturais, revelou uma análise divulgada esta sexta-feira. Desde a Grande Barreira de …

O sonho de Christo concretizou-se, 60 anos depois. O Arco do Triunfo foi embrulhado como um presente

Já desde o início dos anos 60 que Christo imaginava como seria cobrir o Arco do Triunfo em tecido. A sua visão foi finalmente concretizada e pode ser visitada entre 18 de Setembro e 3 …

Holanda. Ministra da Defesa renuncia devido à crise de evacuação do Afeganistão

Após a ministra das Relações Externas holandesa, Sigrid Kaag, renunciar devido ao desastre da evacuação do Afeganistão, esta sexta-feira foi a vez da ministra da Defesa, Ank Bijleveld. Segundo relatou o Guardian, acredita-se que os ministros …

Tribunal da África do Sul recusa anular pena de prisão do ex-Presidente Jacob Zuma

O mais alto tribunal da África do Sul rejeitou o pedido do ex-Presidente Jacob Zuma para anular a sua sentença de 15 meses de prisão por não comparecer a uma sessão de inquérito por corrupção. Em …

EUA. Advogado planeou o próprio assassinato para o filho receber seguro. Foi detido por fraude

Um influente advogado norte-americano, cuja esposa e um dos filhos foram assassinados, foi acusado de fraude contra uma empresa de seguros e falso testemunho por organizar o seu próprio assassinato. Segundo avançou a agência France-Presse, …

Norberto Mourão conquista bronze nos Mundiais de canoagem adaptada

Norberto Mourão já tinha conquistado o bronze nos Jogos Paralímpicos de Tóquio e junta agora mais uma medalha à colecção, desta vez nos Mundiais de canoagem adaptada. O atleta de canoagem adaptada Norberto Mourão conquistou hoje …

Caso George Floyd. Polícia condenado a 22 anos de prisão pode ver a sentença revertida

A intervenção do Supremo Tribunal do Minnesota num outro caso de violência policial para reduzir a pena de um agente pode abrir um precedente para que haja alterações na sentença de Derek Chauvin. Segundo avança a …

Futebol português contra Campeonato do Mundo de dois em dois anos

O futebol português está contra a intenção da FIFA de aumentar a periodicidade do Campeonato do Mundo, passando de quatro para de dois em dois anos, refere um comunicado conjunto divulgado hoje. O documento, assinado pela …

Governo quer proibir empresas de recorrer ao 'outsourcing' após despedimento coletivo

O Governo quer proibir as empresas que façam despedimentos coletivos de recorrerem ao 'outsourcing' (contratação externa) durante os 12 meses seguintes, disse hoje a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. No final …