Mãe de soldado muçulmano morto no Iraque chama ignorante a Trump

Justin Lane / EPA

Ghazala Khan e Khizr Khan, pais do capitão do Exército norte-americano Humayun Khan, morto no Iraque em 2004

Ghazala Khan e Khizr Khan, pais do capitão do Exército norte-americano Humayun Khan, morto no Iraque em 2004

A mãe de um militar muçulmano americano morto em combate respondeu a Donald Trump depois de o candidato republicano à Presidência questionar o seu silêncio durante o discurso do marido na convenção Democrata da semana passada.

Ghazala Khan afirma que Trump é ignorante sobre o Islão e que desconhece o significado da palavra “sacrifício”.

O seu marido, Khizr Khan, atacou o candidato republicano num discurso emocionado na última quinta-feira, durante a convenção nacional do Partido Democrata.

Na convenção em Filadélfia, o americano de origem paquistanesa disse que, se dependesse de Trump, o seu filho – o capitão Humayun Khan, foi morto por um carro-bomba no Iraque em 2004, aos 27 anos – não teria entrado nos EUA, já que o candidato republicano defende impedir a entrada de muçulmanos no país.

Respondendo às críticas de Khizr Khan, Trump afirmou, em entrevista à rede ABC: “Se olhar para a mulher dele, ela estava lá em pé. Não tinha nada a dizer… Talvez não tenha sido autorizada a ter algo a dizer. Diga-me você”.

Trump afirmou ainda que Khizr disse “coisas imprecisas” sobre si. “Enquanto eu sinto profundamente a perda do seu filho, o sr. Khan, que nunca me encontrou, não tem o direito de aparecer diante de milhões de pessoas e dizer que nunca li a Constituição e muitas outras coisas imprecisas”.

“Mal conseguia controlar-me”

Assim, num artigo de opinião no jornal The Washington Post, intitulado “Trump criticou o meu silêncio. Ele não sabe nada sobre o verdadeiro sacrifício”, Ghazala Khan escreve que o marido perguntou se ela queria falar na convenção, mas ela afirmou estar ainda muito perturbada.

“Caminhando ao palco da convenção, com uma enorme imagem do meu filho atrás de mim, eu mal conseguia controlar-me. Que mãe conseguiria? Donald Trump tem filhos que ama. Ele não consegue imaginar porque é que não falei?”, escreveu.

“Quando Donald Trump fala sobre o Islão, ele é ignorante. Se tivesse estudado o Islão real e o Corão, todas as ideias que tem sobre terroristas iriam mudar, porque o terrorismo é uma religião diferente”.

A mãe do capitão acrescentou: “Donald Trump disse que fez muitos sacrifícios. Ele não sabe o significado da palavra sacrifício“.

Ghazala Khan afirmou que, embora não tenha discursado, “todo o mundo, todos os Estados Unidos sentiram a minha dor”.

Troca de farpas arrisca campanha

As afirmações de Trump foram alvo de reprovação tanto da parte de democratas como de membros do próprio partido republicano.

O correspondente da BBC na América do Norte, Anthony Zurcher, conclui numa análise aos comentários de Trump que “não há como um político entrar numa guerra de declarações com os pais de um soldado que morreu como herói no campo de batalha e não terminar mal”.

O jornalista considera as declarações de Trump “pouco elegantes” e afirma que, “ao questionar o silêncio de Ghazala Khan durante discurso de seu marido na convenção nacional do Partido Democrata, ele basicamente a desafiou a dar um passo à frente. E ela deu esse passo”.

O correspondente sublinha, no entanto, que agora que os candidatos estão a entrar oficialmente na corrida presidencial, Trump precisa expandir a sua base de apoio se quiser vencer. “Uma troca de farpas como essa torna essa tarefa extremamente difícil”, alerta.

ZAP / BBC

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

  1. O pensamento de Trump é igualzinho ao de muita gente que faz comentários nestas páginas do ZAP e em vários outros fóruns e redes sociais. Fechados, preconceituosos, obscurantistas, maniqueístas, medrosos (também se pode trocar a posição do r na palavra para antes do d), revanchistas.

  2. Trump é espalhafotoso e inconsistente nalgumas afirmações, mas tem razão em algumas outras, como por exemplo em relação à Imigração. Se a Europa tivesse líderes como ele, não tinha agora os problemas com a imigração ilegal e terrorismo que tem e que chega diariamente via Itália e Grécia.

    • Como?!
      Viva a ignorância…
      OS EUA tem muitos mais problemas com a emigração do que a Europa e os problemas do terrorismo europeu vem quase sempre de pessoas que já nasceram na Europa!!
      E um coisa é emigração, outra são refugiados, fugidos de uma guerra provocada pelo Ocidente!…

      • Que já nasceram na Europa? Então pior ainda!

        Significa que nem o convívio no seio de sociedades civilizadas, com educação de qualidade, e todo o tipo de apoios sociais é suficiente para afastar essa malta do fanatismo e obscurantismo!

        Mais uma razão para restringir ao máximo a entrada de mais pais e avós de futuros corta-cabeças…

        • Realmente a única cabeça que devia ser cortada era a sua com um pouco de bom senso, quando diz “seio de sociedades civilizadas” percebe se bem a pequenez com que pensa, que pena que não tenha a consciência que a sua cultura não é única, e que por viver num pedaço de terra delineado por terceiros julgue que o mundo é somente seu, lamento a pequenez dos fundamentalistas, mas lamento ainda mais a sua intolerância, Deus queira que por outros interesses “enevoados” pelo que chamam de Religião, nunca tenha que abandonar a sua terra, vida e o seu bem estar para se sujeitar a gente com a “alma tão pequena”….assim como você…

  3. Joao cunha…

    Ora imagine-se lá você… a emigrar para um pais estrangeiro, para uma vida com melhores condições e a ouvir algo como “Vamos proibir a entrada de portugueses no E.U.” Como ficaria?

    A mente de Trump é de trafulha que não pensa no que diz…

    • Há alguma confusão por aí. Não é obrigação, nem um direito humano consagrado pela ONU, um país aceitar imigrantes.

      Um país pode decidir abrir as suas fronteiras ou fechá-las por completo à imigração. Ou pode também fazê-lo selectivamente (como acontece com o Canadá e Austrália).

  4. E o senhor será seguramente um iluminado sapiente que nos foi oferecido por habitantes de outra galáxia. Bem-vindo ET!

  5. Hades.. Trump pensa como a maioria dos lideres mundiais (fora da esfera “caucasiana”) Quem é recebido de braços abertos, com apoios e facilidades, na China, Japão, Rússia, África do Sul, Arábia Saudita.

    Trump quer implementar maior controlo (como existe em todo o resto do mundo)
    Deixe der demagogo.

  6. Hades.. Portugal (ainda) é um pais pacifico logo seria parvo qualquer limitação e esse exemplo não faz sentido, mas existem países onde a estatística pede maior atenção ao livre comercio/imigração (droga de Colômbia, Terroristas do médio oriente) e nativos desses países compreendem que existem justificações para esses receios porque sim quando uma visível % faz porcaria, vai SEMPRE haver generalização.

    Tal como Africanos assumirem que TODOS os brancos são/ foram pró escravização

    Tens de parar de viver na “la-la-land” peace and love nem em tua casa quanto mais..

  7. Trump sabe perfeitamente bem que vai ao encontro das ideias de milhões de americanos ao falar contra emigrantes islâmicos ou até outros que uma vez chegados aos USA criam mais problemas do que proveito e disto ele não tem a culpa nem os outros americanos, gente que se recusa a integrar numa sociedade ou que a sua cultura é totalmente distante da ocidental raros serão aqueles que se integram e os seus descendentes continuam avessos ao país onde nascem, portanto este será talvez o seu melhor trunfo como candidato ao recusar-se fazer de conta que não vê e deixar cair o país no caos como está a acontecer na Europa. Para aqueles que aqui comentam sempre na defesa de que esta gente deve ser sempre recebida e com sorriso na boca e os outros abdicarem dos seus direitos para lhes ser simpáticos, penso que em breve começarão talvez a ver uma Europa mais dura e fechada e tudo por culpa dos incompetentes que a têm governado.

RESPONDER

Variante de SARS-CoV-2 oriunda de Itália marcou início da pandemia. Circulou durante dias sem controlo

O arranque da epidemia em Portugal foi marcado pela “disseminação massiva” de uma variante do SARS-CoV-2 com uma mutação específica, que começou a circular nas regiões Norte e Centro mais de uma semana antes do …

Existem 51 surtos ativos de covid-19 em lares e 12 em escolas

Existem atualmente em Portugal 51 surtos ativos de covid-19 em lares e 12 em escolas, revelou esta segunda-feira, em conferência de imprensa, a diretora-geral da Direção-Geral da Saúde, Graça Freitas. Sem identificar especificamente os lares …

Catalunha. Supremo Tribunal espanhol confirma inabilitação de Quim Torra

O Supremo Tribunal espanhol confirmou esta segunda-feira a inabilitação por um ano e meio do presidente do governo regional da Catalunha, Quim Torra, por desobediência à junta eleitoral central. O acórdão, aprovado por unanimidade, obriga Torra …

Já há mais 6.829 mortes do que em 2019, mas covid-19 só fez 2 mil. Óbitos em casa subiram 18%

Desde o início da pandemia, há registo de um aumento de 18% de óbitos que ocorrem em casa e as mortes em investigação subiram 24%. Nos hospitais há uma subida de 5,6% na taxa de …

PCP diz que pandemia é usada como pretexto para intensificar exploração dos trabalhadores

O secretário-geral do PCP consideraque a pandemia de covid-19 está a ser utilizada como pretexto para se tentar fazer regredir décadas em conquistas de direitos, através do que apelidou de "teorias do 'novo normal'". Jerónimo de …

Morreu o bailarino e coreógrafo Jorge Salavisa

O bailarino e coreógrafo Jorge Salavisa, que dirigiu o Ballet Gulbenkian e a Companhia Nacional de Bailado (CNB), morreu esta segunda-feira, aos 81 anos, confirmou à agência Lusa fonte oficial da CNB. A notícia da morte …

Suíça chumbou restrições à entrada de estrangeiros proposta por nacionalistas

Os suíços votaram em referendo, este domingo, contra a imposição de restrições à imigração para cidadãos da União Europeia. Os eleitores rejeitaram por 61,7% a iniciativa popular lançada pela direita populista do SVP, maior partido do …

Portugal com 425 novas infeções e 4 óbitos. Há mais 24 pessoas internadas

Portugal contabiliza esta segunda-feira mais quatro mortos relacionados com a covid-19 e 425 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde o início da pandemia, Portugal …

Biden critica escolha de Amy Coney Barrett para o Supremo (e acusa Trump de querer eliminar Obamacare)

O candidato democrata à Casa Branca, Joe Biden, acusou hoje o Presidente Donald Trump de querer colocar no Supremo Tribunal dos Estados Unidos uma juíza conservadora para poder eliminar o seguro de saúde Obamacare em …

Ventura ataca Costa: é um "tipo desagradável" com "ar de pai Natal indiano"

Este sábado, em Coimbra, num comício como candidato presidencial, o líder do Chega dedicou várias críticas ao primeiro-ministro, António Costa. André Ventura chegou a Coimbra, pisou o púlpito e, munido de um microfone, criticou duramente o …