Macron assumiu a Netanyahu a responsabilidade francesa na prisão de judeus

Stephane Mahe / EPA

O presidente francês, Emmanuel Macron

O presidente francês, Emmanuel Macron, ao lado do primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, reafirmou toda a responsabilidade da França na rusga do Vel d’Hiv, que levou ao encarceramento de milhares de judeus em 1942.

Na cerimónia, realizada este domingo em Paris, que assinalou este ano os 75 anos sobre a rusga no Vélodrome d’Hiver, e que contou pela primeira vez com a presença de um primeiro-ministro israelita, Emmanuel Macron lembrou o papel francês num dos episódios mais negros da História do país.

Macron disse que a sua presença dava continuidade ao fio condutor de Jacques Chirac, o antigo presidente francês que em 1995, no exercício das suas funções, foi o primeiro chefe de Estado gaulês a reconhecer a responsabilidade da França na rusga, numa posição que foi replicada pelos seus sucessores.

Benjamin Netanyahu, em francês, agradeceu o convite de Macron, classificando-o como um gesto “muito, muito forte”, que “testemunha a amizade antiga e profunda entre França e Israel”.

Em 16 e 17 de julho de 1942, 13.152 judeus estrangeiros refugiados em França foram presos em Paris e nos subúrbios pela polícia francesa, antes de serem deportados para os campos de extermínio, principalmente Auschwitz.

Entre eles, 8.160, dos quais 4.115 crianças, foram encarcerados durante quatro dias no Vel d’Hiv, o velódromo de inverno no oeste de Paris. Os outros 4.992, casais sem filhos e celibatários, foram amontoados no campo de Drancy, zona de habitações transformada durante a guerra em campo de internamento e de trânsito para os campos de morte.

Das 13.152 vítimas dessa rusga, apenas uma centena sobreviveu, não havendo registo de qualquer criança. O episódio trágico gerou controvérsia durante a última campanha presidencial, com fortes críticas a Marine Le Pen por ter afirmado que a França não foi “responsável pelo Vel d’Hiv”.

Stephane Mahe / EPA

O presidente francês, Emmanuel Macron (dir) com o primeiro ministro israelita, Benjamin Netanyahu (esq)

A participação do chefe do Governo israelita foi criticada por algumas organizações, como a União Judaica Francesa para a Paz, que se disse “chocada” por um dirigente israelita ser convidado para a comemoração de um “crime contra a humanidade franco-francês”.

O partido comunista protestou contra a visita de Netanyahu, que diz não ser um homem com uma “forte mensagem de paz”.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Síndrome do Inverno." Investigadores na Antártida em estado de hibernação psicológica

Os investigadores da Antártida entram em estado de "hibernação psicológica" para lidar com o stress provocado pela escuridão constante e o isolamento típicos do inverno a latitudes extremas. Passar longos períodos de tempo em isolamento e …

Cientistas revelam pela primeira vez como é o polo norte do Sol

Embora existam muitas missões da Agência Espacial Europeia (ESA) com o objetivo de analisar o nosso astro, a maioria das sondas tem focado as suas observações nas regiões equatoriais, deixando os polos relativamente inexplorados - …

Sporting vs Aves | Furacão Keizer volta a atacar

O Sporting deu seguimento ao bom momento que atravessa e goleou o Desportivo das Aves, no Estádio José Alvalade, por 4-1. Os visitantes até marcaram primeiro, mas dois golos no final da primeira parte e …

Ratos e pombos estão a substituir espécies emblemáticas

Animais como ratos e pombos estão a tomar o lugar de outros, como tigres, que apenas conseguem sobreviver em certos habitats. A agricultura e a construção está a favorecer as mesmas espécies em todos os …

Em sete anos, Comissão de Ética não advertiu um único deputado

Nos últimos sete anos, a Comissão de Ética foi chamada a pronunciar-se 52 vezes sobre incompatibilidades e impedimentos de deputados, mas nunca encontrou nenhuma. Segundo o Diário de Notícias, nas duas últimas legislaturas, a subcomissão parlamentar …

Pai castiga filha por praticar bullying e obriga-a a ir a pé para a escola

Depois de ter sido suspensa da escola por bullying, o pai de Kristen decidiu dar-lhe uma lição: castigou a filha obrigando-a a percorrer oito quilómetros até à escola. Kristen gozava com os colegas da escola. À …

Professora disse aos alunos que o Pai Natal não existia. Foi despedida

Uma professora substituta, numa cidade americana, já não vai voltar a ser chamado para dar aulas - além do Pai Natal, também "matou" o Coelhinho da Páscoa e a Fada dos Dentes. Por todo o país, …

Dinossauro desconhecido estava escondido em opalas da Austrália

Opalas encontradas por mineiros numa área deserta da Austrália acabaram por ser fragmentos de fóssil de uma espécie de dinossauro desconhecida até agora. Batizado como Weewarrasaurus pobeni, em honra do campo de opalas Wee Warra, que …

Descoberta espécie de salamandra que respira através de "árvores de Natal"

Uma equipa de biólogos norte-americanos identificou uma nova espécie de salamandra num anfíbio que, até agora, só foi encontrado em três locais nos estados norte-americanos da Flórida e do Alabama.  De acordo com a Universidade Estadual …

O maior puzzle do Mundo é uma ilha congelada na Rússia

Localizado entre o Oceano Ártico e os mares gelados do norte da Sibéria, o aglomerado de rochas, conhecidas como as Ilhas da Nova Sibéria, é frio e remoto. As ilhas são uma tela quase desabitada coberta …