Governo vai decretar dia de luto nacional pelas vítimas de violência doméstica

Esta quinta-feira, a ministra Mariana Vieira da Silva vai apresentar a proposta para que se renove o propósito de continuar o combate à violência doméstica e à violência contra as mulheres.

A ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Mariana Vieira da Silva, vai propor que o Conselho de Ministros decrete um dia de luto nacional pelas vítimas de violência doméstica e de violência contra as mulheres, no dia 7 de março.

“Esse dia é um dia em que nós devemos, não apenas homenagear as vítimas, não apenas solidarizarmo-nos com as famílias, mas também todos, coletivamente, renovarmos o nosso propósito de continuar este combate e de todos, coletivamente, podermos responder”, defendeu, adiantando que vai apresentar a proposta já esta quinta-feira, na reunião de Conselho de Ministros.

A ministra está a ser ouvida, pela primeira vez, no âmbito das suas novas funções, na subcomissão para a Cidadania e Igualdade de Género, na sequência de um requerimento, com caráter de urgência, para a audição da secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, Rosa Monteiro, sobre violência doméstica.

Mariana Vieira da Silva defendeu que não se deve desvalorizar a “dimensão simbólica” de consciencializar a sociedade portuguesa para este tema, sublinhando que é essa consciencialização que está na base da capacidade de resposta.

“Quanto mais consciente for a sociedade de que este é um crime que queremos eliminar, de que esta violência tem de ser combatida e que todos temos de definir a capacidade de resposta, mais capazes seremos de enfrentar esta dimensão”, apontou.

A ministra apontou que os últimos anos têm sido de continuidade em matéria de políticas públicas e sublinhou que a questão será mais bem resolvida quanto maior for o consenso nesta matéria.

Admitiu que, apesar das medidas tomadas, não está ainda tudo feito, mas que é preciso mostrar que as respostas estão mais bem distribuídas no território e que o Estado responde cada vez melhor, de forma a construir confiança no sistema.

Na opinião de Mariana Vieira da Silva, o combate à violência doméstica é uma tarefa de todos e de toda a sociedade, que passa pelo combate contra a banalização e a indiferença em relação ao fenómeno.

A ministra disse que este combate tem de contar com toda a sociedade, sejam homens ou mulheres, partidos políticos, tribunais, polícia ou sociedade civil e garantiu que não fica descansada enquanto existir uma só vítima.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Nuno Mendes, "hábil como Ronaldinho"

  Portal conceituado destaca o jovem lateral do Sporting e cita Cristiano Ronaldo... várias vezes. Gigantes europeus atentos à evolução do jogador. Nuno Mendes é o foco de um artigo do portal Goal, embora Ronaldo (e Ronaldinho) …

Irão e Rússia estarão a tentar interferir nas presidenciais dos EUA

O diretor nacional dos serviços de informação dos Estados Unidos disse na quarta-feira que Irão e Rússia obtiveram informações dos eleitores norte-americanos e que estão a tentar interferir nas eleições presidenciais de 3 de novembro. "Queremos …

Cientistas revertem a doença de Parkinson em ratos

Uma equipa de cientistas conseguiu reverter totalmente a doença de Parkinson em ratos. Os animais deixaram de apresentar sintomas e recuperaram neurónios. A doença de Parkinson resulta da redução dos níveis de uma substância que funciona …

Entrevista a Carlos Cueva, autor de estudo inédito sobre os jogos à porta fechada

Carlos Cueva, 34 anos e professor na Universidade de Alicante há seis anos. Estudou em Inglaterra, onde completou um doutoramento em Economia. O ensino e a investigação ocupam o seu tempo. É especialista em investigação …

Ministro da Saúde do Brasil infetado com covid-19

Eduardo Pazuello, ministro da Saúde brasileiro, está infetado. Também esta quarta-feira, o governante foi admoestado por Jair Bolsonaro, que negou haver intenção do Brasil comprar 46 milhões de doses de vacina chinesa. O ministro da Saúde …

PSD vai votar contra o OE2021. PS acusa Rio de abandonar defesa do "interesse nacional"

O secretário-geral adjunto socialista disse esta quarta-feira que não surpreende o voto contra do PSD à proposta de Orçamento do Estado para 2021 (OE2021), considerando, no entanto, que Rui Rio “deixou cair” o valor do …

As vacas preferem interagir cara a cara com as pessoas. Ficam mais relaxadas

Um novo estudo descobriu que as vacas preferem interagir com os seres humanos cara a cara e que ficam os animais ficam mais relaxados com este tipo de interação do que quando ouvem uma voz …

Marcelo promulga diploma que reduz debates europeus para dois por semestre

O Presidente da República promulgou o diploma aprovado por PS e PSD que reduz os debates europeus no parlamento para dois por semestre, depois de ter vetado uma primeira versão que previa apenas um por …

Poderia o gato de Schrödinger existir na vida real? A Ciência pode responder em breve

Poderia o gato de Schrödinger existir na vida real? Uma equipa de investigadores propõe uma experiência que pode resolver essa questão espinhosa de uma vez por todas. Já alguma vez esteve em mais de um sítio …

As montanhas geladas de Plutão são fruto de um processo único (e inverso ao da Terra)

As montanhas descobertas em Plutão durante o "flyby" da nave New Horizons pelo planeta anão em 2015 estão cobertas por um manto de metano gelado, criando depósitos brilhantes impressionantemente parecidos aos das cadeias de montanhas …