Lula assume cargo de ministro da Casa Civil de Dilma

Heinrich Aikawa / Instituto Lula

Lula da Silva e Dilma Rousseff

Lula da Silva e Dilma Rousseff

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aceitou ocupar um ministério no governo da presidente Dilma Rousseff e irá assumir a Casa civil.

Depois de ontem Lula ter pedido a Dilma mais tempo para pensar, os pormenores foram acertados numa reunião esta quarta-feira, no Palácio da Alvorada, onde também estiveram presentes os ministros Nelson Barbosa (Finanças) e Jacques Wagner (Casa Civil), que passará para chefe de gabinete de Dilma Rousseff.

A informação foi confirmada pelo deputado federal José Guimarães, líder do governo na Câmara dos Deputados, que escreveu no Twitter: “Ministro Wagner no dia de seu aniversário mostra grandeza e desprendimento ao deixar a Casa Civil! Lula nova Ministro da pasta!”

O deputado federal Afonso Florence, líder do Partido dos Trabalhadores no órgão legislativo, afirmou aos jornalistas que “a decisão de Lula na Casa Civil decorre do compromisso com o país, única e exclusivamente imbuído do propósito de ajudar o país a sair da crise“.

De acordo com a Folha de São Paulo, a nomeação do ex-presidente deverá ser acompanhada pela entrada no governo de outros nomes, uma condição exigida por Lula.

Trata-se da derradeira cartada de Dilma Rousseff para evitar o impeachment, prometendo uma guinada na política económica para agradar a sindicatos e movimentos sociais e com foco na articulação política.

O Governo acredita que Lula poderá ajuda a superar as inúmeras dificuldades com os partidos aliados, especialmente com o PMDB (do vice-Presidente Michel Temer), que dá sinais de que pretende afastar-se do governo.

Lava Jato

Enquanto ministro, Lula terá um estatuto judicial privilegiado e as investigações às suas atividades no âmbito da Operação Lava Jato terão que passar agora pelo Supremo Tribunal Federal. No caso dos seus filhos, no entanto, é provável que o Ministério Público Federal continue as investigações como até agora.

O cargo de ministro da Casa Civil – que não tem homólogo no Governo português – fica no topo da hierarquia do executivo, ficando apenas com menos poder do que a presidente. A oposição afirma que a decisão transforma Dilma numa mera figura decorativa.

O cargo já foi ocupado pela própria Dilma Rousseff, entre junho de 2005 a março de 2010, mas também por nomes como José Dirceu (janeiro de 2003 a junho de 2005), condenado no caso do Mensalão, e Aloizio Mercadante (fevereiro de 2014 a outubro de 2015), atual ministro da Educação cujo nome acaba de ser envolvido nas investigações da Operação Lava Jato.

Aloizio Mercadante está a ser pressionado para deixar o cargo depois de ter sido revelada uma conversa com o assessor do senador Delcídio do Amaral, arguido da Operação Lava Jato, na qual o ministro da Educação terá oferecido ajuda financeira para calá-lo.

O depoimento de Delcídio do Amaral, que foi homologado esta semana pelo Supremo Tribunal Federal, são citados nomes do governo e da oposição que, segundo o senador – que está em processo de desfiliação do PT -, estariam envolvidos nos esquemas de corrupção na Petrobras e em outras empresas públicas.

AF, ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

É preciso esforço grande agora para salvar o Natal, alerta Santos Silva

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, disse esta quarta-feira ser necessário “um esforço muito grande” para travar a propagação do coronavírus ” para salvar o Natal” das famílias dos cerca de 5 milhões …

"É uma treta". Ronaldo publica (e depois apaga) crítica a teste à covid-19

O futebolista Cristiano Ronaldo, capitão da seleção portuguesa, modificou a publicação efetuada esta quinta-feira no Instagram, tendo retirado a frase “PCR é uma treta”, em referência ao teste de despiste à presença do novo coronavírus. Um …

PSD confiante em geringonça, mas Ventura lembra que não tem "duas caras". Carlos César quer PS no poder

Com a solução governativa dos Açores em aberto, André Ventura já disse que está fora de questão integrar uma geringonça com "partidos do sistema", mas admite viabilizar um Governo do PSD na região com algumas …

Lage rasga elogios a João Félix. "Vai ser uma das referências do futebol europeu e mundial"

O antigo técnico do Benfica Bruno Lage teceu rasgados elogios ao internacional português João Félix, que esta terça-feira somou dois golos e fez uma boa exibição no jogo do Atlético de Madrid frente ao RB …

"Sentimo-nos em Itália". Médicos do Tâmega e Sousa contradizem hospital e reiteram situação de rutura

Médicos do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS) ouvidos pelo semanário Expresso reiteram que os hospitais que integram o centro, o de Penafiel e o de Amarante, se encontram perto da rutura, contradizendo a …

Vieira reeleito em votação histórica para o sexto (e último) mandato

O presidente do Benfica esta quarta-feira eleito para um sexto mandato, manifestou "orgulho" por vencer o ato eleitoral mais concorrido da história do clube e apelou a que os benfiquistas "respeitem os resultados" do escrutínio. "Vencer …

Bélgica anuncia confinamento parcial. Ministro visita hospital e mostra-se "chocado" com o que viu

O chefe do governo federal na Bélgica anunciou ontem novas medidas de confinamento que entraram em vigor à meia-noite em todo o território. Em causa está uma crescente preocupação com o aumento de infetados que, …

O caso mais antigo de osteopetrose foi descoberto no esqueleto de um homem da Idade do Ferro

Uma equipa de cientistas alemães descobriu o caso mais antigo conhecido de osteopetrose, ou doença dos "ossos da pedra", nos restos mortais de um homem de 20 anos da Idade do Ferro. A osteopetrose é uma …

Orçamento sem favas contadas. Governo depende mais do PCP (que aproveita para apertar o cerco)

A aprovação do Orçamento do Estado para 2021 na generalidade, que contou com o voto contra do Bloco de Esquerda e a abstenção do PCP, deixou o Governo mais dependente da apreciação final do documento …

Oito em cada 10 portugueses é a favor do recolher obrigatório. Metade rejeita novo confinamento

Uma sondagem da Aximage para o Jornal de Notícias e TSF concluiu que a maioria dos portugueses é favor de que Portugal adote o recolher obrigatório, mas é contra um novo confinamento. De acordo com a …