/

Luís Filipe Vieira e Rui Rangel constituídos arguidos

2

Manuel de Almeida / Lusa

A Polícia Judiciária está a desenvolver uma mega-operação, que tem como protagonistas o juíz rui Rangel e a ex-mulher Fátima Galante, por fortes suspeitas de corrupção. Já há cinco detidos.

Segundo o Jornal de Notícias, Rui Rangel e Luís Filipe Vieira já foram constituídos arguidos no âmbito da mega-operação levada a cabo pela Polícia Judiciária, que conta, além dos dois arguidos, com cinco detidos.

A operação Lex contou com mais de 100 inspetores no terreno, da Unidade Nacional de Combate à Corrupção, e passa por detenções e buscas em vários locais – como as casas de Rangel e Galante, o Tribunal da Relação de Lisboa, onde o juiz exerce funções e tomou as decisões em causa – e ainda na SAD do Benfica, onde aquele mantém uma relação de proximidade com Luís Filipe Vieira, depois de ter concorrido com ele à presidência do clube.

A Procuradoria-Geral da República explicou que “em causa estão suspeitas de crimes de recebimento indevido de vantagem, ou, eventualmente, de corrupção, de branqueamento de capitais, tráfico de influência e de fraude fiscal”.

A confirmarem-se as suspeitas, o juíz desembargador Rui Rangel e a ex-mulher, Fátima Galante, venderam decisões judiciais a troco de subornos milionários, ao longo de vários anos.

No caso de Luís Filipe Vieira, o presidente dos encarnados terá contactado o juiz desembargador para interceder pelos interesses do filho que teria problemas com os impostos.

Um juiz só pode ser detido preventivamente depois de designada a data para o seu julgamento. E quando a acusação do MP esteja praticamente concluída. E não pode ser julgado em tribunais de primeira instância: um juiz conselheiro do Supremo Tribunal de Justiça será o juiz de instrução na fase de inquérito.

Como Rui Rangel é juiz desembargador, ou seja, do tribunal da Relação, será um tribunal superior que ficará responsável pelo processo, neste caso o Supremo. Souto Moura, que liderou as buscas, é precisamente juiz conselheiro do Supremo.

  ZAP //

2 Comments

  1. Este caso parte do governo, enquanto oturos juízes acusam ministros (Macedo) e sec. de estado de irregularidades…

    Ora se não é uma guerra, imitam muito bem…

  2. Quem for culpado que pague, ponto! Quem diz que isto é relativo ao clube Sport Lisboa e Benfica, por exemplo o BruNero de Carvalho, que ganhe juizinho, porque ele está a ser investigado, não o S. C. P.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.