Lobo Xavier sentiu estigma social por ter covid-19 (e não gostou da “companhia” de Trump nas notícias)

(cv) YouTube

O conselheiro do Estado António Lobo Xavier contou, em entrevista no Jornal das 8 da TVI, como está a lidar com a covid-19 e que já sentiu o estigma que existe em relação às pessoas infetadas com o vírus. 

Em entrevista no Jornal das 8, da TVI, o conselheiro do Estado António Lobo Xavier disse que sentiu que as notícias se esqueceram de que ele era um “doente”, uma “vítima” do novo coronavírus, e deixou claro não ter sido o foco de qualquer surto — todos os conselheiros testaram negativo.

“Eu às vezes ouço as notícias e acho que se esquece que nesta história há uma vítima, um doente, a precisar de cuidados, com risco de sequelas, que não foi foco de nenhum surto, nem com os seus familiares, nem com os seus amigos, nem com os membros do Conselho de Estado, nem com os profissionais com que contactou. E, enfim, penso que às vezes as pessoas têm a ideia de que os poderosos e os conhecidos nunca estão infetados, mas isso acontece a todos. Mas eu estou bem”, lamentou Lobo Xavier.

“Até agora ninguém, das pessoas com que contactei, está infetado, eu nem sei sequer se eu estava infetado durante o Conselho de Estado”, disse. “Até sabermos os resultados dos testes, felizmente, negativos, e eu lamento o incómodo que causei aos conselheiros, tanto podia ter sido eu a infetar alguém, como um desses conselheiros a infetar-me a mim. Infelizmente causei esse mal-estar e esse incómodo. Não consigo identificar o ponto onde as minhas defesas e os meus cuidados falharam”.

O comentador mostrou-se incomodado com o facto de ter tido a “companhia do Presidente dos Estados Unidos”, Donald Trump, nas notícias.

Há dois tipos de pessoas, as que cumprem as regras e são escrupulosas, como foi o meu caso. E há as que são negacionistas e que são temerárias, eu dessas não tenho realmente grande pena”, disse.

Lobo Xavier explicou o que sentiu, garantindo que não é um negacionista. “Tive algumas manifestações, foi isso que me levou a fazer o teste no sábado, tive uma febre muito ligeira e algum mal-estar físico. Fiz o teste no sábado, porque senti que o devia fazer por causa desses sintomas, mas agora não tenho sintomas nenhuns”.

“Eu cumpro todas as regras, sou até acusado de ser cauteloso de mais, tenho ligacões a instituições de solidariedade social. Mas obviamente ponho gasolina nas áreas de serviço, desloco-me para trabalhar em Lisboa, vou à TVI fazer o programa, embora veja que na TVI se cumprem as regras escrupulosamente”, afirmou.

Apesar de estar doente, o conselheiro de Estado considerou que o caso que protagonizou foi tratado na praça pública como uma ameaça premeditada a grandes dignitários.

“Senti isso [o estigma social]. Eu fiz uma coleção de notícias sobre mim próprio e sobre o Conselho de Estado e só me lembrava do Regicídio. A última grande notícia sobre ameaças, de decapitação a grandes dignitários, com uma dimensão destas era o Regicídio. É um estigma”, disse.

Apesar da situação, o comentador televisivo reconhece que foi gratificante ver como tudo funcionou no seu caso.

“Funcionaram os procedimentos, eu tenho ligações diárias com a delegada de saúde da minha área de residência e com o médico de família que foi identificado para me acompanhar. Foi me pedida uma identificação exaustiva de todas as pessoas com quem estive durante a semana, e foi isso que fiz. Apesar do incómodo que causei aos outros, foi uma experiência para mim gratificante ver tudo a funcionar”, concluiu.

Na segunda-feira, fonte oficial da Presidência da República informou que os testes realizados pelo chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, e primeiro-ministro, António Costa, tinham dado negativo.

Também os testes de outros cinco conselheiros de Estado, os antigos presidentes da República Jorge Sampaio e Aníbal Cavaco Silva, Francisco Pito Balsemão, Leonor Beleza e Francisco Louçã, deram negativo.

Os testes foram realizados após a Presidência da República ter sido informada no domingo que o conselheiro de Estado António Lobo Xavier está infetado com o vírus que provoca a covid-19.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Quando será que vão perceber que a maioria se vai infectar, que tem de ser assim, só assim se vai conseguir lidar e anular o vírus.

    Isto começou porque era preciso atrasar o contagio para dar tempo ao SNS de criar condições para lidar com os infectados, de repente, parece que umas mentes iluminadas acham que conseguimos eliminar o vírus por reduzir o contagio, mas isso nunca será possível, apenas a vacina ou a imunidade de grupo pode resolver o problema.

    Ele cumpriu todas as regras e mesmo assim …

RESPONDER

Relatório do Novo Banco estilhaça PSD. Pinto Luz sai em defesa de Passos Coelho e critica Rui Rio

Esta quarta-feira, Miguel Pinto Luz, vice-presidente da Câmara Municipal de Cascais, deixou duras críticas ao atual líder do PSD depois de o partido ter aprovado o relatório que acusa o Governo de Pedro Passos Coelho …

Cientistas "encontraram" a válvula de Nikola Tesla nos intestinos de tubarões

Cientistas descobriram que os intestinos de tubarões funcionam de forma semelhante à famosa válvula unidirecional de Nikola Tesla, criada há mais de 100 anos. Pela primeira vez, cientistas fizeram exames 3D de intestinos de tubarão para …

Recolher obrigatório, limitação horária nos restaurantes e restrições por concelho podem acabar hoje

Na reunião de terça-feira no Infarmed, os peritos concluíram haver condições para começar a aliviar algumas das medidas restritivas em vigor. Em Conselhos de Ministros, que se irá realizar hoje, o Governo irá definir novas …

Alerta de tsunami no Alasca depois de sismo de magnitude 8.2

A península do Alasca, a oeste dos Estados Unidos, foi atingida por um sismo de magnitude 8.2 na noite de quarta-feira (7h15 de quinta-feira em Lisboa) e já foi lançado um alerta de tsunami na …

Conselho de Ministros reúne-se para discutir próximos passos no desconfinamento

O Conselho de Ministros reúne-se esta quinta-feira para decidir os próximos passos no processo de abertura do país, dois dias depois de especialistas terem sugerido a evolução das medidas de restrição de acordo com a …

Capacete magnético mostra-se eficaz na redução de tumor cerebral

O diagnóstico de um cancro é sempre complicado, mas há partes do corpo onde a presença da doença pode ser mais ameaçadora. É o caso do glioblastoma, um tipo de cancro cerebral, que se não …

Engenheiros japoneses fizeram levitar objectos com "armadilha acústica"

Engenheiros japoneses descobriram uma forma de fazer pequenos objectos levitar usando apenas ondas sonoras, o que pode ser um passo importante para a tecnologia. A engenharia biomédica, o desenvolvimento de farmacêuticos e a nanotecnologia podem vir …

Juno fez a maior aproximação a Ganimedes das duas últimas décadas (e as imagens são de cortar a respiração)

A NASA divulgou, recentemente, um vídeo da sonda Juno a passar por Júpiter e Ganimedes, uma das suas luas. As imagens são de cortar a respiração. Juno visitou Ganimedes em junho. As imagens foram captadas no …

Homicídio com 32 anos resolvido com a menor amostra de ADN de sempre

Um caso de homicídio ocorrido há 32 anos, que muitos consideraram impossível de ser resolvido, foi finalmente desvendado (e tudo graças à amostra de ADN mais pequena de sempre usada para decifrar um caso). De acordo …

Braços robóticos controlados remotamente podem vir a realizar cirurgias delicadas

Um equipa de investigadores está a trabalhar para eliminar movimentos rígidos nos braços robóticos, de modo a torná-los mais ágeis. O objetivo é que no futuro estes possam empilhar pratos ou até realizar cirurgias delicadas. Os …