Líderes religiosos australianos recusam vacina de Oxford por usar células de abortos humanos

Líderes religiosos australianos enviaram uma carta ao primeiro-ministro, Scott Morrison, alertando para o “imbróglio ético” que o sucesso da vacina da Universidade de Oxford para a covid-19 pode trazer, pelo facto de utilizar células de fetos humanos abortados na sua composição.

Segundo noticiou esta terça-feira o Observador, a utilização de linhas de células cultivadas a partir de fetos humanos abortados – algo que acontece com outras vacinas de utilização generalizada – é vista como uma “mancha ética” pelos líderes religiosos, que afirmam não ser “anti-vacinas”. Caso seja bem sucedida, o país vai comprar 25 milhões de doses.

Apesar disso, na carta assinada por responsáveis como o arcebispo católico de Sydney, Anthony Fisher, o arcebispo da igreja ortodoxa grega na Austália, Makarios Griniezakis, e o arcebispo anglicano de Sydney, Glenn Davies, é pedido ao Governo que “procure outras soluções, de vacinas alternativas, que não criem as mesmas preocupações éticas”.

À televisão pública australiana, Glenn Davies disse que preferia esperar por uma vacina com uma formulação diferente, visto que “usar aqueles tecidos para a ciência é repreensível”. O arcebispo afirmou ainda que, caso a vacina tenha sucesso e chegue à Austrália, se recusaria a ser vacinado.

“Provavelmente, recusaria, sim – mas isso seria uma decisão pessoal minha e não uma decisão que censuraria a consciência de alguém por decidir de outra forma”, explicou.

“Por favor, saibam que as nossas igrejas não se opõem a vacinação: como temos dito, estamos a rezar para que uma vacina seja encontrada. Mas também rezamos para que seja uma vacina que não seja eticamente manchada”, lê-se na carta.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Estes são aqueles iluminados que falam com Deuse e outras tretas, mas, à mínima “dor de barriga”, vão a correr para o hospital… só por aí já se vê a coerência e a confiança em Deus desta gente!…

RESPONDER

Ex-agente sírio condenado na Alemanha por cumplicidade em crimes contra a Humanidade

A justiça alemã condenou, esta quarta-feira, um ex-membro dos serviços secretos sírios a quatro anos e meio de prisão por "cumplicidade em crimes contra a Humanidade" no primeiro julgamento no mundo ligado aos abusos atribuídos …

França pondera passaporte de vacinação e códigos QR para regresso à "normalidade"

O governo do Presidente francês Emmanuel Macron está a estudar formas de recuperar alguma normalidade, admitindo a implementação de passaporte de vacinação e soluções com código QR para cruzar fronteiras e ter acesso a restaurantes, …

Na Suíça, os jovens vão poder voltar a cantar. Nos EUA, teme-se o impacto da variante britânica

A Suíça vai avançar com a primeira fase de um plano de desconfinamento cauteloso. Nos Estados Unidos, a variante britânica preocupa. Depois de a Suíça ter proibido o canto em dezembro do ano passado, os jovens …

China e Singapura realizam exercícios navais conjuntos

As Marinhas de Guerra da China e Singapura informaram na quarta-feira que estão a realizar exercícios navais conjuntos, iniciativa que a diplomacia chinesa espera que contribua para uma aproximação do aliado asiático norte-americano às suas …

Austrália aprova lei e é o primeiro país a obrigar Facebook e Google a pagar conteúdos jornalísticos

O Parlamento da Austrália aprovou a lei que impõe à Google e ao Facebook o pagamento aos órgãos de comunicação australianos pela publicação dos seus conteúdos jornalísticos, a primeira legislação do mundo deste género. A lei …

Situação clínica de Alfredo Quintana é "muito grave"

Alfredo Quintana, guarda-redes de andebol, de 32 anos, sofreu uma paragem cardíaca num treino, na segunda-feira. Encontra-se internado no Hospital de São João, no Porto, e a situação clínica é "muito grave". A situação clínica …

Documentos mostram que assassinos de Khashoggi usaram aviões de empresa controlada pelo príncipe herdeiro

Documentos judiciais revelam que os dois jatos particulares usados ​​pelos supostos assassinos do jornalista Jamal Khashoggi pertenciam a uma empresa que, menos de um ano antes, tinha sido apreendida pelo príncipe herdeiro da Arábia Saudita. Os …

António Guterres agradece confiança do Governo português

O secretário-geral da ONU expressou, esta quarta-feira, agradecimento e humildade por receber o apoio oficial do Governo português para um segundo mandato e prometeu fazer de tudo para continuar a ser digno da renomeação. "O secretário-geral …

Israel identifica cidadãos que não foram vacinados. Na Galiza, quem recusar vacina arrisca multa

O Parlamento israelita autorizou esta quarta-feira o Ministério da Saúde a comunicar às entidades públicas do país as identidades de pessoas não vacinadas contra a covid-19, levantando preocupações sobre a privacidade dos cidadãos que recusam …

Testes por saliva usados em eventos-piloto antes de festivais de verão

Os agentes ligados a festivais e concertos e a Direção-Geral de Saúde (DGS) vão realizar várias experiências-piloto para se perceber em que moldes se podem concretizar os festivais de música no verão. Uma das ideias é …