Depois de Latifa e Haya, mais uma princesa pediu ajuda para fugir do Dubai (e está desaparecida)

(cv) Escape from Dubai / YouTube

A princesa Latifa foi a primeira a tentar escapar do Dubai

Depois da fuga da princesa Latifa e da princesa Haya do Dubai, outra jovem gravou um vídeo a pedir ajuda para escapar dos seus pais. Agora, está desaparecida.

De acordo com o jornal espanhol El País, a mulher, Maitha al Maktum, garantiu que não aguenta mais e que planeia sair na mesma noite. Como Latifa, uma das filhas do emir de Dubai, a sua prima Maitha quer fazer com que essa mensagem a proteja do esquecimento. “Se me apanharem, estou morta”, disse.

O advogado britânico David Haigh partilhou a gravação com o programa 60 Minutes da televisão australiana, que a transmitiu. Sentada na frente da câmara, a jovem, vestida com uma camisola azul e brincos discretos, mostra o seu cartão dos Emirados para provar asua identidade, embora apareça desfocado. A jovem pede desculpas pela música de fundo com a qual, explica, tenta impedir que alguém ouça o que está a grava.



“Estou a planear sair hoje à noite. Porquê? Já não aguento mais. Estou… eu simplesmente não aguento mais”, disse Maitha, no vídeo. “Estou cansada dos meus pais, sinto que… vou sair daqui a algumas horas. Se me apanharem, estou morta“, acrescenta, entre soluços, antes de explicar que quer que o vídeo seja transmitido caso algo lhe aconteça.

Nos cortes mostrados no programa de televisão, Maitha não diz a sua idade nem explica o motivo específico da sua decisão.

Haigh, o advogado a quem enviou a gravação, diz que a jovem de 26 anos quer deixar Dubai devido ao tratamento que as mulheres recebem nos Emirados.

Apesar da imagem de modernidade que projeta, os Emirados Árabes Unidos mantém o sistema de tutela masculina sobre as mulheres, que limita a sua liberdade e existe em diferentes graus nas seis monarquias da Península Arábica.

Haigh, que também é um dos ativistas por trás da campanha internacional pela libertação de Latifa, disse que perdeu o contato com Maitha após a tentativa de fuga mencionada no vídeo “no final do ano passado”. Desde então, o seu paradeiro é desconhecido.

Maitha não é filha do emir do Dubai, Mohamed Bin Rashid al Maktum, mas uma sobrinha do lado materno da sua família.

Nos Emirados, as mulheres são subordinadas, independentemente da idade ou do estado civil, ao tutor, seja o pai, o marido ou, em alguns casos, outro homem da família. Embora na Arábia Saudita tenha diminuído nos últimos anos, nas seis monarquias, as mulheres precisam da permissão do guardião para se casar e o chefe da família tem autoridade para limitar os seus movimentos.

Maitha é a terceira mulher da família dominante de Dubai a tentar escapar nos últimos dois anos. Maitha inspirou-se na tentativa de Latifa. Em março de 2018, a princesa conseguiu fugir num iate, mas foi capturada na costa da Índia por um grupo de homens armados e regressou aos Emirados.

Depois de Latifa, a princesa Haya, sexta mulher do emir do Dubai, fugiu do Dubai para o Reino Unido, disposta a conseguir o divórcio, mas temendo pela sua vida. Haya e os dois filhos poderão estar sob proteção da família real britânica.

Recentemente, um tribunal britânico concluiu que o emir do Dubai, Mohammed bin Rashid Al Maktoum, tentou raptar duas das suas filhas e criou um esquema de “intimidação” à mais recente esposa, a princesa Haya bint al-Hussein, filha do falecido rei da Jordânia.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Há uma rua no Texas onde todas as casas foram impressas em 3D

Esta é a primeira comunidade de casas impressas em 3D nos EUA que está pronta a receber habitantes. A construção torna as habitações mais resistentes ao fogo e a inundações. Chama-se East 17th Street e fica …

A filha de Picasso doou nove obras do artista espanhol a França

A família de Pablo Picasso doou nove obras do artista ao Estado francês, que serão agora integradas no Museu Picasso, em Paris. Maya, a filha de Pablo Picasso, doou nove obras do artista como parte de …

Dormir bem? Depois da pandemia, não

O novo coronavírus criou uma "nação" de pessoas com insónias. Trabalhar menos horas pode ajudar. Insónias. Já eram um problema para muita gente até ao início de 2020 mas a pandemia que mudou o mundo também …

"Não posso ficar sentado a ver-nos voltar a 1972". Médico desafia a lei no Texas e admite que já fez um aborto

Um médico texano escreveu uma coluna de opinião no Washington Post a admitir que já fez um aborto no estado, depois da lei que proíbe interromper as gravidezes após seis semanas ter entrado em vigor. Em …

A cidade mais segura do mundo foi revelada (e é europeia)

Copenhaga foi eleita a cidade mais segura do mundo em 2021 pelo Índice de Cidades Seguras (SCI), da Economist Intelligence Unit. Quando se trata de escolher o destino a visitar, a segurança é um dos aspetos …

Benfica 3-1 Boavista | Águia evolui com Darwin para a vitória

Desde 1982/83 que o Benfica não vencia os primeiros seis jogos no Campeonato. Pois bem, na noite desta segunda-feira, os encarnados venceram o duelo ante o Boavista e fizeram xeque-mate graças ao bis de Darwin …

Milhões de pessoas em risco de tráfico e escravidão devido à crise climática, revela relatório

Milhões de pessoas forçadas a deixar as suas casas por causa da seca severa e ciclones correm o risco da escravidão moderna e de tráfico humano nas próximas décadas, alertou um novo relatório publicado esta …

Mercado teme corrida ao imobiliário com o fim dos vistos gold

A partir de janeiro, segundo as novas regras aplicáveis aos vistos gold, vão deixar de estar abrangidos os investimentos em imobiliário com destino a habitação em Lisboa, no Porto e no litoral. O regime que visa …

Desempregados inscritos no IEFP caem 10% em agosto

O número de desempregados inscritos no Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) voltou a cair, pelo quinto mês consecutivo. Agosto fechou com 368.404 desempregados inscritos nos serviços públicos de emprego De acordo com os dados …

Agora que a catedral de Notre-Dame está estabilizada, pode dar-se início à reconstrução

Dois anos e meio após o incêndio que devastou a catedral de Notre-Dame, o edifício encontra-se seguro para iniciar o processo de reconstrução, que se espera estar concluído em 2024. Os trabalhos de segurança e consolidação …