Ciclone Kenneth deixa rasto de destruição em Moçambique

Josh Estey / EPA

Um mês depois do Idai, o ciclone Kenneth já destruiu casas e várias colheitas. Nas próximas 24 a 36 horas, pode cair a mesma quantidade de chuva que cai num ano em Cabo Delgado e Nampula.

Esta quinta-feira, um ciclone de categoria 4 atingiu a costa moçambicana, com consequências que poderão vir a ser tão graves quando as do ciclone Idai, que deixou Moçambique em desespero no passado mês de março.

O Kenneth é um dos maiores ciclones a atingir a costa moçambicana, e, além dos ventos fortes na ordem dos 220 km/hora, trará chuva intensa nos próximos dias.

Mário Marques disse ao Público que o problema deste ciclone não é somente o vento, mas sim a acumulação de precipitação. “Ele agora vai ficar até sábado como tempestade tropical – e depois passará a depressão tropical – a debitar muita precipitação, poderá acumular de 500 a 1000 mm, isso em 24/36 horas é quase a precipitação anual do Porto (que é de 1100/1200 mm)”, afirmou o climatólogo.

Numa região onde as casas são demasiado frágeis, a principal preocupação das autoridades foi levar as populações para edifícios mais resistentes, como as escolas, por exemplo. Cerca de 30 mil cidadãos foram retirados das suas casas por questões de segurança.

Os ventos que chegaram aos 280 km/hora mataram três pessoas nas Comores e destruíram 90% dos edifícios da ilha de Ibo, próxima da província de Cabo Delgado. Segundo a Visão, as autoridades moçambicanas acreditam que mais de 600 mil pessoas terão sido afetadas por este fenómeno da natureza.

Na manhã deste sábado, a imprensa do país dava conta de que algumas famílias da cidade de Pemba estavam a abandonar os centros de abrigo e a regressar às zonas de risco para avaliar os danos causados pelo ciclone.

As previsões meteorológicas apontam ainda para a continuação de chuvas fortes, pelo menos até domingo, sendo que a pluviosidade registava pode mesmo superara a do ciclone Idai. Agora, o maior medo são os solos saturados e as chuvas constantes que podem provocar cheias capazes de destruir edifícios e culturas e que dificultarão as operações de ajuda.

Contudo, a situação acalmou. O Público conseguiu falar com os bombeiros de Pemba, que afirmaram que a chuva tinha parado. “Os ventos fortes também já amainaram um pouco. As pessoas já estão a circular normalmente.”

As equipas ainda estão no terreno a avaliar os danos causados pelo Kenneth, não se sabendo ainda a dimensão do impacto do ciclone.

Esta é a primeira vez que o país é atingido por dois ciclones durante a mesma estação e é um sinal claro de que as alterações climáticas continuarão a ter um impacto violente nos países mais suscetíveis a fenómenos naturais.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Governo ignorou recomendação parlamentar na auditoria feita ao Novo Banco

Mário Centeno e António Costa ignoraram a recomendação aprovada em Parlamento na sua auditoria ao Novo Banco. Os socialistas defendem que seria inconstitucional avaliar o desempenho do Banco de Portugal. Uma proposta do PSD aprovada em …

Avarias param 9 das 20 novas ambulâncias do INEM

Só entraram em serviço em abril, mas as novas ambulâncias do INEM já estão a dar problemas. Dos 20 novos veículos, apenas 11 estão a circular normalmente. As sirenes e as luzes desligam-se em andamento e …

Máfias e milícias responsáveis por incêndios da Amazónia, conclui relatório

As queimadas associadas aos desmatamento da Amazónia resultam em grande parte da ação violenta de redes criminosas, conclui um relatório da Human Rights Watch. Divulgado esta terça-feira, um relatório da Human Rights Watch conclui que as …

Benfica lança-se à 'Champions' com Lage a admitir mexer no ataque

O Benfica estreia-se hoje diante dos alemães do Leipzig na edição 2019/20 da Liga dos Campeões de futebol, competição em que tentará ultrapassar os 'fracassos' das duas anteriores épocas, nas quais foi eliminado na fase …

Itália. Matteo Renzi abandona o Partido Democrata e anuncia formação de novo partido

O ex-primeiro-ministro italiano Matteo Renzi anunciou que vai deixar o Partido Democrata (PD), do qual era secretário-geral, para criar a sua própria formação, mas garantiu que o grupo continuará a apoiar o Governo de Giuseppe …

Tribunal Arbitral reduz suspensão de Neymar na Champions

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) reduziu a suspensão imposta pelo Comité de Disciplina da UEFA de três para dois jogos a Neymar. O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) decidiu esta terça-feira reduzir a suspensão imposta …

Jerónimo admite "um ou outro descontente" interno e ataca arrivismo do PAN

Jerónimo de Sousa admitiu haver militantes descontentes com a participação na denominada "geringonça", embora frisando que o sentimento geral é de satisfação, e atacou algumas posições do PAN, defendendo que "Os Verdes" são o verdadeiro …

Brexit. Juncker recorda a Johnson que cabe ao Reino Unido apresentar propostas

O presidente da Comissão Europeia recordou na segunda-feira ao primeiro-ministro britânico que cabe ao Reino Unido apresentar "soluções legalmente operacionais" e compatíveis com o Acordo de Saída, reiterando a disponibilidade europeia para apreciar se estas …

"Quem manda nas seleções são os agentes, para valorizar jogadores, interesses"

Carlitos relembra a altura em que foi chamado à seleção de sub-21 pela mão do empresário José Veiga. O antigo jogador do Benfica diz que "quem manda nas seleções são os agentes". Aos 37 anos, Carlitos …

Ataque às refinarias. Arábia Saudita e EUA apontam o dedo ao Irão

A Arábia Saudita e os Estados Unidos deixaram a entender que o Irão está por detrás do ataque de sábado que atingiu as principais instalações petrolíferas sauditas. O Governo de Teerão nega, apontando o dedo …