Justiça argentina ordena prisão preventiva da ex-presidente Cristina Kirchner

Unidad Ciudadana / Fotos Públicas

A ex-presidente da Argentina, senadora Cristina Kirchner

A justiça argentina ordenou hoje o levantamento da imunidade e a detenção da ex-presidente da Argentina e senadora Cristina Kirchner por alegada obstrução à investigação de um atentado contra uma associação mutualista israelita na década de 1990.

A informação foi confirmada à agência noticiosa francesa France Presse (AFP) por uma fonte judicial: a antiga presidente Cristina Kirchner é acusada de “traição”.

A justiça argentina ordenou também a detenção do ex-ministro dos Negócios Estrangeiros Hector Timermann e de vários outros altos funcionários argentinos.

Segundo o jornal argentino o La Nacion, o juiz Claudio Bonadio solicitou o impedimento das funções legislativas e a prisão preventiva de Cristina Kirchner, alegando que a ex-presidente poderia dificultar o processo devido aos contactos que mantém.

Cristina Kirchner, presidente da Argentina entre 2007 e 2015, é acusada de “traição” por ter alegadamente assinado um pacto com o Irão para encobrir altos funcionários iranianos, suspeitos de terem ordenado um atentado contra a sede da Amia, a Associação Mutualista Israelita Argentina, em 1994.

O ataque contra a associação mutualista, que a comunidade judaica atribui ao Irão e ao movimento xiita libanês Hezbollah, fez 85 mortos e centenas de feridos, e foi o segundo ataque contra judeus na Argentina, depois de 29 pessoas terem morrido em 1992 quando uma bomba explodiu em frente à embaixada de Israel em Buenos Aires.

A açcão judicial contra Kirchner é baseada na denúncia do procurador Alberto Nisman, em janeiro de 2015, na qual altos funcionários do estado argentino, entre os quais a própria presidente argentina, são acusados de ter negociado secretamente um acordo com o Irão para ilibar os presumíveis autores do atentado contra a sede da Amia.

Poucos dias depois de ter apresentado a denúncia, o procurador foi encontrado morto no seu apartamento, e até hoje as circunstâncias de sua morte são desconhecidas. Segundo afirma um grupo de peritos independentes contratados pela família de Alberto Nisman, o procurador argentino terá sido assassinado.

O caso dividiu a sociedade argentina e influenciou os resultados eleitorais deste ano, que deram a vitória ao actual presidente, Mauricio Macri.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Inundações no sul de França fazem 12 mortos

O número de mortos nas inundações na zona de Carcassonne, na região de Aude, no sudoeste de França, subiu para 12, anunciaram nesta segunda-feira as autoridades, referindo que há uma pessoa desaparecida. O primeiro-ministro francês, Édouard …

Ursos polares famintos estão a comer baleias (e isso ajuda-os a sobreviver ao aquecimento)

Há mais de um ano, ursos polares reuniram-se num ilha ao largo da costa norte da Sibéria para devorar uma baleia morta. Um estudo recente defende que, no passado geológico, os ursos polares podem ter …

Morreu Paul Allen, cofundador da Microsoft

Paul Allen, cofundador da Microsoft, morreu com 65 anos durante a tarde desta segunda-feira, anunciou a sua empresa, a Vulcan Inc, em nome da família.  Paul Allen tinha retomado recentemente tratamentos contra um linfoma não-Hodgkin, diagnosticado …

Todas as missões da NASA deveriam procurar vida extraterrestre

A procura por sinais de vida alienígena deve fazer parte de todas as missões futuras da NASA. A organização deve expandir o seu leque sobre possíveis sinais extraterrestres, de forma a conseguir identificá-los, aponta um …

Cientistas alcançam a primeira aceleração de eletrões em ondas de plasma

Físicos demonstraram uma nova técnica para acelerar eletrões a energias muito altas em distâncias muito curtas, uma técnica que permitirá alcançar novos avanços na física de partículas a preços mais modestos. O Large Hadron Collider (LHC) …

Casais de ratos do mesmo sexo tiveram crias

Cientistas da Academia Chinesa fizeram nascer crias de ratos de casais do mesmo sexo através de uma nova técnica que utiliza células estaminais modificadas. A nova técnica desenvolvida pelos cientistas chineses mistura células estaminais modificadas que …

Cientistas revertem casos de Diabetes tipo 2

Num novo estudo, cientistas bloquearam a proteína VDAC1 nas células que produzem insulina e conseguiram reverter casos de Diabetes tipo 2. Os investigadores também conseguiram mostrar que é possível prevenir o surgimento da doença. O estudo, …

Brexit. May diz que acordo “ainda é possível”, mas divergência que resta é “frustrante”

A primeira-ministra britânica, Theresa May, admitiu esta segunda-feira que "ainda é possível" um acordo que permita uma saída ordeira do Reino Unido da União Europeia, mas a divergência que resta com Bruxelas é "frustrante. Numa declaração …

Abrandamento económico pode dificultar consolidação orçamental em Portugal

A agência de notação financeira Fitch reconhece a "trajetória firme de descida" da dívida pública portuguesa, mas adverte que o abrandamento da economia e as pressões sobre o investimento poderão dificultar a consolidação orçamental nos …

Cinco detidos na Turquia após morte de 22 migrantes em acidente de viação

Cinco pessoas foram esta segunda-feira detidas na província de Izmir, no sudoeste da Turquia, após um acidente de viação que matou no domingo 22 imigrantes, incluindo crianças, informou a agência turca estatal Anadolu. Entre os detidos …