Juncker pede aos britânicos “que saiam o mais rápido possível”

European Parliament / Flickr

Jean-Claude Juncker, presidente da Comissão Europeia

Londres não tem pressa de sair da União Europeia, na sequência do resultado do referendo desta quinta-feira que ditou o Brexit. Mas Bruxelas quer agora o divórcio o mais rapidamente possível.

Ao abrigo do Tratado de Lisboa, o Reino Unido tem até 2 anos para efectivar a saída da União Europeia, mas a aparente calma que reina agora do outro lado do Canal da Mancha contrasta com a súbita pressa da União Europeia em dar seguimento à vontade expressa pelos britânicos.

O presidente da Comissão Europeia, Jean Claude-Juncker, quer o Reino Unido separado da União Europeia “o mais cedo possível”, para que a Europa se possa unir em torno dos restantes 27 estados-membros.

Numa conferência de imprensa muito aguardada e com a sala de imprensa da sede da Comissão Europeia completamente lotada, Juncker começou por ler uma declaração conjunta com os presidentes do Conselho Europeu, Donald Tusk, do Parlamento Europeu, Martin Schulz, e da presidência rotativa holandesa da UE, Mark Rutter.

“Que seja claro e evidente para todos que o processo de incerteza não durará muito tempo. Há que acelerar as coisas”, disse Juncker.

O presidente da Comissão Europeia reforçou a ideia expressa na declaração conjunta pelis presidentes das instituições europeias, que manifestaram querer “um divórcio o mais célere possível, por muito doloroso que seja o processo”.

Estas posições contrastam com a declaração do primeiro-ministro britânico, David Cameron, que anunciou que até outubro deixará a liderança do governo britânico, defendendo que deve ser o novo primeiro-ministro a negociar o processo de saída com Bruxelas.

Quando questionado sobre se a saída do Reino Unido não representaria “o princípio do fim da UE”, o presidente da Comissão respondeu simplesmente “obrigado”.

“Thank you”, disse Juncker, que abandonou a sala de imprensa da Comissão ovacionado – sobretudo pelos muitos funcionários que também marcaram presença.

ZAP

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Concordo plenamente com o Junker. Ou é ou não é. O nim não é solução para coisa nenhuma. Mas podem sempre fazer mais duzentos “referendus” até acertarem, aliás é a prática dos “democratas” europeus: fizeram a UE sem passar cartão às populações, agora que as pessoas não querem arranjam factos, mortes, quedas da bolsa, inventam histórias de bruxas e a repetem os referendus em nome da de mocracia. Democracia 1, democracia 2, democracia 3…. pronto, acertamos! Verdadeira democracia. Hilariante esta democracia e quem a apoia….

  2. Já eu prefiro que este “esquentador” de meia-tigela (Junker), ainda saia antes da UE do que o RU.
    Lixo como ele (e países manhosos como o seu Luxemburgo) é que são umas das causas da crise na UE…

RESPONDER

Há uma forma de reduzir erros na computação quântica (e já sabemos qual é)

Na computação quântica, assim como no trabalho em equipa, um pouco de diversidade pode ajudar a melhorar o resultado. Esta pode mesmo ser a chave para pôr fim aos erros na computação quântica. Ao contrário dos …

Coimbrões 0-5 FC Porto | Dragões goleiam e seguem em frente na Taça

O FC Porto venceu hoje o Coimbrões, por 5-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal que os «dragões» resolveram com três golos nos 12 minutos iniciais. Aproveitando a inexperiência e nervosismo da formação …

Produção de filmes em Hollywood é um inimigo silencioso do ambiente

Hollywood é casa para a maioria dos grandes filmes produzidos que estreiam nas salas de cinema espalhadas por todo o mundo. Contudo, consegue ser bastante prejudicial para o meio ambiente e, mais do que nunca, …

O escorbuto era uma doença comum entre piratas, mas pode estar de regresso

O número de casos de escorbuto no Reino Unido mais do que duplicou nos últimos anos. A desnutrição é um dos principais responsáveis pelo regresso desta doença. O escorbuto está em ascensão no Reino Unido e …

Dois veleiros robotizados vão medir alterações climáticas no Atlântico

Dois veleiros de navegação robotizada vão medir, durante os próximos quatro meses, a pegada das mudanças climáticas no oceano Atlântico e irão passar pela Madeira e Cabo Verde. A Plataforma Oceânica das Canárias (PLOCAN) libertou esta …

A educação científica está sob ataque legislativo nos Estados Unidos

São inúmeros os professores de ciências que trabalham diariamente nas escolas públicas dos Estados Unidos para garantir que os alunos estão equipados com o conhecimento teórico e prático necessário para enfrentar o futuro. No entanto, …

João Félix saiu lesionado com gravidade no jogo contra o Valência

João Félix, avançado português do Atlético de Madrid, saiu este sábado lesionado com "forte torção no tornozelo direito", ao minuto 78 do jogo contra o Valência, da nona jornada da Liga espanhola de futebol, disputado …

As traças ficaram mais escuras por causa da Revolução Industrial? Cientistas já sabem a resposta

No virar do século XIX, na Grã-Bretanha, traças de todo o país começaram a ficar gradualmente mais escuras em resposta à forte poluição provocada pela Revolução Industrial. A Revolução Industrial foi um período de grandes transformações …

Mais de mil médicos foram alvo de processos disciplinares. 45 foram condenados, nenhum foi expulso

Mais de 1.070 processos disciplinares a médicos foram abertos no ano passado pelos conselhos disciplinares da Ordem, tendo sido condenados 45, segundo dados este sábado divulgados. Segundo os dados da Ordem dos Médicos, os conselhos disciplinares …

Publicar no Instagram rende mais a Ronaldo do que jogar na Juve

As publicações pagas no Instagram rendem mais a Cristiano Ronaldo do que jogar na Juventus, revela um estudo do Buzz Bingo. O internacional português foi a personalidade mais bem paga neste rede social em 2018. De …