Afinal, está vivo. Homicídio de jornalista russo foi encenado pelos serviços secretos

O jornalista russo, dado como morto esta quarta-feira, afinal está vivo e bem de saúde. Arkady Babchenko confessou que tudo não passou de uma encenação com o objetivo de expor os agentes russos.

Arkady, Babchenko, que foi notícia esta manhã por alegadamente ter sido morto a tiro à porta de casa, na Ucrânia, está vivo. O crítico de Vladimir Putin deixou o país natal devido a ameaças de morte que recebeu, tendo-se instalado em Kiev, capital da Ucrânia.

Mas não morreu: a notícia da sua morte fazia parte de uma encenação criada pelo jornalista, em conjunto com as autoridades da capital ucraniana, no âmbito da investigação das ameaças de morte de que era alvo, avança o Público.

Babchenko está vivo e deu esta tarde uma conferência de imprensa em que o caso da sua alegada morte foi esclarecida. Segundo a Reuters, a notícia gerou uma grande onda de indignação devido ao suposto envolvimento de Moscovo no assassínio. Esta era uma acusação de ucranianos, que culpavam o Kremlin de querer silenciar um crítico de Putin.

Sabe-se agora que tudo não passou de uma encenação. Segundo as autoridades de Kiev, esta encenação foi realizada no âmbito de uma investigação relacionada com as ameaças d morte de que o jornalista russo tem sido alvo.

O próprio jornalista pediu desculpa e adiantou que esta operação estava já preparada há dois meses. O diretor dos serviços de segurança ucranianos disse que os serviços que dirige tinham recebido informações sobre um plano russo para assassinar Babchencko, plano esse agora frustrado.

“Graças a esta operação, conseguimos frustrar uma provocação cínica e documentar os preparativos deste crime pelos serviços especiais russos”, disse Vasily Gritsak, diretor dos serviços de segurança da Ucrânia, em declarações aos jornalistas, precisando que a “provocação” consistia em assassinar Babtchenko.

Babchenko, de 41 anos, é um crítico das políticas do Kremlin, apontando a anexação da Crimeia, o apoio aos insurgentes separatistas no leste do país e a campanha russa na Síria. Dirigentes ucranianos e russos acusaram-se mutuamente pela suposta morte do jornalista.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Encenação de quem?!
    Ahahahha… mais uma anedota para fazer dos Russos o “bicho papão”.
    Então e a CIA e os seus espiões americanos, hem? Pois, mas ah, esses são bonzinhos…

  2. A Ucrânia, como sempre, mostra ao mundo sua especialidade: mentir aos outros por tudo e por nada. Os europeus e os americanos insistem em culpar a Rússia. Tenho certeza que o avião que foi abatido na Ucrânia, tem suas próprias digitais neste assunto, não os russos… Para onde os ucranianos fugiam logo após a Ucrânia começar a guerra contra a sua própria população e que ate agora ceifou mais de 11 mil vidas: Para a Rússia!!! No mínimo, muito estranho que fujam correndo se proteger exatamente no pais opressor.

RESPONDER

Fisco quer devolução de 3,5 milhões de euros por erro em declarações de IRS de 2015

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) identificou um erro na liquidação de declarações de IRS relativas a 2015, que implicou um novo apuramento do imposto em cerca de dez mil declarações no valor de 3,5 …

Afeganistão declara derrota do Daesh no principal bastião no país

O Presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, anunciou esta terça-feira a derrota do grupo extremista Daesh na província de Nangarhar, no leste, considerado um dos principais bastiões do grupo 'jihadista' no país. "Quem poderia imaginar há um …

Parlamento vota Orçamento do Estado a 10 de janeiro

O Orçamento do Estado para 2020 será discutido na generalidade em 9 e 10 de janeiro, na Assembleia da República, com votação final global marcada para 7 de fevereiro. Segundo o jornal Público, as duas primeiras …

Legionella. Fase de instrução do surto de Vila Franca de Xira começa hoje

O início desta fase facultativa, em que o Tribunal de Instrução Criminal de Loures vai decidir se o processo segue e em que termos para julgamento, está agendado para as 09h30 e decorrerá à porta …

Um dos mais influentes empresários de Malta foi detido no caso da morte de jornalista

Foi detido no seu iate o magnata Yorgen Fenech, um relevante empresário de Malta, no âmbito das investigações à morte da jornalista Daphne Caruana Galizia que estava a investigar pessoas influentes do país pelo alegado …

Presidente argentino diz que vai pagar dívida ao FMI, mas recusa mais ajustes fiscais

O Presidente eleito da Argentina, Alberto Fernández, assegurou na terça-feira ao Fundo Monetário Internacional (FMI) que o país vai cumprir com os compromissos em matéria de dívida, mas rejeitou aplicar mais ajustes fiscais. "Desenvolvemos um plano …

Vieira garante "reforma" de 3,8 milhões de euros com OPA do Benfica à SAD

A OPA parcial lançada pelo Benfica à sua própria SAD desportiva vai beneficiar os accionistas com um encaixe potencial de mais de 24 milhões de euros. Luís Filipe Vieira está entre esses beneficiados, podendo encaixar …

Pingo Doce

Trabalhadora do Pingo Doce terá sido impedida de ir à casa de banho (acabou por urinar na caixa)

Uma funcionária de um hipermercado Pingo Doce terá solicitado, por várias vezes, para ir à casa de banho, sem ter sido autorizada para isso, o que a levou a urinar-se no posto de trabalho. Uma …

Senado dos EUA aprova projeto de lei de apoio aos direitos humanos e democracia em Hong Kong

O Senado norte-americano aprovou, na terça-feira, por unanimidade, um projeto de lei de apoio aos direitos humanos e à democracia em Hong Kong, numa altura em que os protestos no território se tornam mais violentos. O …

Orçamento de 2% para a Cultura vai ser atingido em quatro anos

A ministra da Cultura, Graça Fonseca, disse esta terça-feira que o horizonte de 2% da despesa do Orçamento do Estado, com origem nas receitas gerais para a cultura, será atingido em quatro anos, com um …