João Leão diz que a economia portuguesa está “melhor do que o esperado”

Nuno Fox / Lusa

O ministro das Finanças, João Leão

O ministro das Finanças, João Leão, considerou que o comportamento da economia portuguesa tem sido “um pouco melhor do que o esperado”, afirmando que Portugal cumpriu a meta de um défice não superior a 7,3% em 2020.

Em entrevista à Reuters, o ministro indicou que o desempenho da economia está a ser “um pouco melhor do que o esperado”, o que, segundo notou o ECO, poderá significar que, nas contas daquele ministério, o PIB vai contrair menos em 2020 do que os 8,5% previstos no Orçamento do Estado para 2021 (OE2021).

João Leão garantiu que foi cumprida a meta do PIB em 2019, apesar do aumento da despesa e da diminuição da receita, sendo o objetivo para este ano baixar o défice orçamental para os 4,3%. As regras orçamentais flexíveis da União Europeia, continuou, devem manter-se em vigor até 2022.

“A principal prioridade da presidência portuguesa é conseguir uma recuperação económica rápida e forte, é absolutamente chave para a Europa”, apontou, sublinhando que o processo deve ser “o mais suave e rápido possível”. “O desafio é os países implementarem-no de forma concreta, às vezes leva tempo”, admitiu.

O ministro defendeu ainda que o BCE deve continuar a proporcionar “estabilidade” e garantir “condições monetárias estendidas a todos os países, para que todos os países possam beneficiar com as boas condições monetárias, que apoiarão o crescimento”.

Quanto às moratórias, espera que o fim da suspensão dos pagamentos seja “suave”. Já relativamente ao Novo Banco, disse que o Governo vai cumprir o compromisso com o Lone Star, mas não se comprometeu com uma solução em concreto.

Na mesma entrevista, João Leão indicou que o empréstimo de 1,2 mil milhões de euros do Estado à TAP deverá ser, em grande parte, convertido em capital. O ministro informou que “uma possibilidade” seria transformar todo o empréstimo em ações, o que levaria a posição pública para cerca de 90%, sendo atualmente de 72,5%.

“Estamos a propor que grande parte desse empréstimo [1.200 milhões de euros] seja convertido de empréstimo em capital, para que os indicadores financeiros da empresa melhorem”, explicou o responsável pelas Finanças.

A TAP vai precisar de uma injeção de mais cerca de 2 mil milhões de euros. O Governo divulgou que o plano de reestruturação implicará a redução de cerca de 3.000 trabalhadores, cortes salariais até 25%, a redução da frota e reorganização das rotas. “A principal preocupação do plano é tornar a empresa sustentável”, referiu João Leão.

Contudo, “as medidas de apoio do governo são limitadas no tempo”. “É importante que a empresa viva por si própria (…) para que o mais rápido possível, se possível a partir do próximo ano ou mais tarde, a empresa deixe de ter de ser financiada pelo Estado”, frisou.

  Taísa Pagno //

PARTILHAR

RESPONDER

Mais nove mortes e 465 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas

Portugal registou, este domingo, mais nove mortes e 465 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 465 novos …

O O primeiro-ministro, António Costa

Governo quer reunir com todos os partidos e solicitou ao Bloco os termos de acordo escrito

O Governo quer reunir-se com todos os partidos com quem tem negociado a viabilização do Orçamento do Estado e solicitou ao Bloco de Esquerda que envie o conteúdo e os termos do acordo escrito proposto. Estas …

No Japão, o suicídio entre crianças atingiu um número recorde

Segundo um relatório divulgado pelas autoridades japonesas, o receio de uma infeção pelo novo coronavírus foi a justificação mais invocada por crianças e jovens para faltarem às aulas durante um longo período de tempo. Durante o …

Com uma nova subida de preços na segunda-feira, portugueses correm às bombas

Com o anúncio do Governo da redução do ISP, e um possível aumento do preço dos combustíveis já na próxima semana, os portugueses estão a aproveitar o fim-de-semana para abastecer. Na sexta-feira, o Governo anunciou a …

O candidato às eleições presidenciais das Filipinas Ferdinand Marcos Jr.

Ferdinand-Duterte: Eleições filipinas podem pôr duas dinastias frente-a-frente (ou lado a lado)

Ferdinand Marcos Jr. é filho de um antigo ditador filipino. Agora é candidato às eleições presidenciais e poderá enfrentar a filha de Rodrigo Duterte, Sara, ou até aliar-se a ela. Ainda faltam mais de seis meses …

Recuperados da covid-19 vão poder tomar segunda dose se for preciso para viajar

A diretora-geral da Saúde revelou, este sábado, que os recuperados da covid-19 vão agora poder tomar uma segunda dose da vacina, caso seja preciso para poderem viajar. Esta semana, o Jornal de Notícias tinha avançado que …

Líder do PCP diz que problemas do país "não se resolvem com dramatizações"

O secretário-geral do PCP defendeu, este sábado, que os problemas do país "não se resolvem com dramatizações ou com o agigantar de dificuldades sobre o futuro", numa crítica ao Governo. Num discurso de quase 30 minutos …

Marcelo fez o que podia para prevenir crise política. Agora, fica à espera do diálogo

O Presidente da República transmitiu, este sábado, que fez em público e privado o que podia para prevenir junto dos partidos uma crise política e afirmou que espera diálogo sobre o Orçamento do Estado nos …

Candidato do Chega detido por tentativa de homicídio de família sueca

O suspeito da tentativa de homicídio de uma família sueca em Moura, Beja, foi candidato do Chega à freguesia de Póvoa de São Miguel nas últimas eleições autárquicas. O líder do partido já condenou este …

A judoca Bárbara Timo

Judoca Bárbara Timo conquista ouro nos -63kg no Grand Slam de Paris

A judoca portuguesa Bárbara Timo conquistou, este sábado, a medalha de ouro no primeiro dia do Grand Slam de Paris, na sua estreia na categoria -63 kg em provas do circuito mundial. Bárbara Timo, de 30 …