João Ferreira viajou de metro entre o Seixal e Almada para provar que o distanciamento físico é ficção

João Ferreira no XXI Congresso do PCP.

O candidato presidencial João Ferreira fez nesta terça-feira uma viagem no metropolitano de superfície entre o Seixal e Almada para demonstrar que o distanciamento físico nos transportes públicos, imposto pela pandemia, é uma irrealidade, inclusivamente fora das horas de ponta.

“Viu as condições em que viajámos na composição do Metro Transportes do Sul, que acho que não são as ideais, nem as desejáveis, pelas condições de distanciamento físico que não foi possível garantir num período como aquele em que estamos, que já não é de hora de ponta”, disse à agência Lusa João Ferreira.

Por essa razão, o candidato alertou para a necessidade de “mais investimento” nos transportes públicos na Área Metropolitana de Lisboa e no resto do país.

“Justifiquei esta escolha (…) com as grandes dificuldades que durante muitos anos as populações aqui enfrentaram e ainda enfrentam no que diz respeito aos transportes públicos, da luta que foi aqui dinamizada pelas populações, pelos utentes, e que foi essencial para a consagração dessa importante conquista que foi o passe social intermodal”, explicitou, acrescentando que, apesar disso, ainda são precisos “mais autocarros, mais comboios, mais navios, investimento nas respetivas empresas e o reforço da intervenção pública neste sector”.

O candidato presidencial fez uma viagem, com início cerca das 11h, no metropolitano de superfície entre a estação Casa do Povo, em Corroios, concelho do Seixal, e a estação de Almada, no concelho como mesmo nome. Dentro da composição não foi possível cumprir o distanciamento físico que a pandemia impõe.

À chegada, o também eurodeputado comunista e elemento do Comité Central do PCP foi recebido por quase uma centena de apoiantes que o aplaudiram e entoaram o cântico “João avança com toda a confiança”, todos de máscara e alguns até empunhando bandeiras de Portugal.

João Ferreira disse que esta concentração de pessoas “não estava prevista”, uma vez que era apenas uma “ação simbólica sobre as questões” dos transportes públicos, mas que “é um sinal muito animador e demonstrativo” de uma “corrente de apoio” ao candidato que espera que se alargue ao resto do país.

Questionado pela Lusa sobre se a grande concentração de pessoas junto a uma estação do metropolitano não poderia passar uma mensagem errada para o resto da população, uma vez que o número de contágios continua elevado e que são desaconselhados quaisquer ajuntamentos, o candidato enalteceu a utilização da máscara e o “distanciamento razoável assegurado”, que é “absolutamente crucial”.

Contudo, a Lusa constatou que algumas pessoas presentes nesta ação de campanha não praticaram o distanciamento social e outras chegaram até a quebrá-lo totalmente quando chegou o momento das fotografias com o candidato.

Interpelado sobre a razão pela qual não prescindiu do contacto com a população, ainda que com as restrições a que a pandemia obrigou, o comunista justificou a decisão com a “dimensão cívica das eleições, de participação cívica, que não se esgota no dia da eleição” e que tem de ter “expressão ao longo” da campanha.

Durante o discurso que proferiu depois da viagem no metropolitano de superfície João Ferreira enalteceu “a fibra e a força” da candidatura que contribuirão “para que mais e mais gente perceba a importância” de haver na Presidência da República “alguém que usa os poderes que a Constituição lhe atribui para ser coerente e consequente com o juramento que faz de defender, cumprir e fazer cumprir a Constituição”.

À margem o candidato considerou que as eleições presidenciais, não podem “passar ao lado das pessoas”, uma vez que os cidadãos não são “meros espectadores de um desfile personalidades”.

As eleições presidenciais estão agendadas para 24 de Janeiro. São candidatos à Presidência da República João Ferreira, o atual chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, Ana Gomes, Marisa Matias, André Ventura, Vitorino Silva e Tiago Mayan Gonçalves.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Ex-gestor do Grupo Espírito Santo vai ser julgado nos EUA. Pena pode chegar aos 65 anos

Paulo Murta vai ser julgado por um tribunal norte-americano após a sua extradição ter sido autorizada. Caso seja condenado, a sua pena pode chegar aos 65 anos. Paulo Murta, antigo gestor do Grupo Espírito Santo (GES) …

Horas após ser reeleito, Presidente do Chade morre vítima de ferimentos em combate

O Presidente do Chade, no poder há 30 anos, morreu, esta terça-feira, devido a ferimentos sofridos enquanto comandava o exército na luta contra rebeldes no norte do país durante o fim-de-semana. "O Presidente da República, chefe …

Iniciativa Liberal acusa comissão promotora de a tentar impedir de participar no desfile do 25 de Abril

A Iniciativa Liberal (IL) acusou, esta terça-feira, a comissão promotora do desfile do 25 de Abril de tentar impedir o partido de participar nas comemorações, pretendendo os liberais organizar o seu próprio desfile no mesmo …

EDP defende que venda de barragens não estava sujeita a imposto de selo

A EDP considera que a venda da concessão das barragens ao consórcio da Engie não beneficiou de isenção do Imposto do Selo prevista na lei desde 2020 porque a forma como a operação decorreu não …

Polícia Judiciária faz buscas na Câmara de Lisboa

A Polícia Judiciária (PJ) está, esta terça-feira, a fazer buscas na Câmara Municipal de Lisboa, nas instalações do departamento de gestão urbanística, situadas no Campo Grande, e nos Paços do Concelho. Ao que o jornal online …

Portugal regista mais 424 casos e cinco óbitos por covid-19

Portugal registou, esta terça-feira, mais cinco mortes e 424 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde …

Ministro reconhece que retoma do Ensino Superior tem de ser "gradual"

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior considerou, esta segunda-feira, que a retoma das atividades letivas tem de ser feita de forma “gradual e faseada”, mas mostrou-se satisfeito com a responsabilidade demonstrada por docentes …

Apenas uma em cada 500 pessoas foram vacinadas nos países pobres. Greta Thunberg apoia vacinação equitativa com 100 mil euros

Apenas uma em cada 500 pessoas, em média, foi vacinada contra a covid-19 nos países pobres, enquanto nos ricos uma em cada quatro já está parcial ou totalmente imunizada, revelou esta segunda-feira a Organização Mundial …

Mário Soares vai dar nome a uma rua na Covilhã

O antigo Presidente da República Mário Soares vai dar nome a uma das ruas da Covilhã, numa homenagem que integra as comemorações do 25 de Abril naquela cidade do distrito de Castelo Branco. O programa preparado …

"Estava em segredo". Comissão de inquérito abre investigação à divulgação do relatório secreto de Costa Pinto

A Comissão Parlamentar de Inquérito ao Novo Banco abriu esta terça-feira uma investigação sumária à divulgação do chamado “Relatório Costa Pinto”. A notícia é avançada esta terça-feira pelo jornal online Observador, o mesmo órgão de comunicação …