Jerónimo não desiste de salário mínimo em 650 euros em 2019

Tiago Petinga / Lusa

Jerónimo de Sousa, garantiu na quinta-feira, em Setúbal, que não vai desistir do aumento do salário mínimo nacional para 650 euros no próximo ano.

O aumento do salário mínimo é “um combate que não desistimos de travar, apesar da oposição do PS, PSD e CDS ao projeto de valorização do salário mínimo que o PCP apresentou na Assembleia da República debatido há dias”, assegurou o secretário-geral do PCP numa sessão pública.

São os trabalhadores que produzem a riqueza e a riqueza tem de ser distribuída de forma mais justa”, referiu Jerónimo de Sousa .

O líder comunista frisou que o partido vai continuar a lutar pela valorização geral dos salários, incluindo a fixação do salário mínimo nacional em “650 euros em 01 de janeiro de 2019″.

“Nós que falamos aqui em reformas, não tenhamos ilusões. Enquanto existirem baixos salários, existirão baixas reformas e a luta pela valorização dos salários é uma batalha importante”, disse.

O secretário-geral comunista defendeu também que os dados estatísticos da atualidade mostram como as “teorias do Governo PSD e CDS” estavam erradas e que não era preciso “exploração e empobrecimento”.

“O Governo PSD e CDS dizia que era preciso fazer sacrifícios, que era inevitável que a política de exploração e empobrecimento prosseguisse tanto naqueles quatro anos, como nos anos seguintes se fossem Governo. E, afinal, a vida provou que não era inevitável esse caminho da exploração e empobrecimento. Afinal os dados estatísticos mostram que a economia cresceu e que as pessoas têm capacidade de consumo”, apontou.

Para Jerónimo de Sousa, “o caminho da valorização dos salários é bom para a economia, é bom para o país e é bom para os trabalhadores”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Os raios caem duas vezes no mesmo lugar (e já se sabe porquê)

Um grupo de cientistas descobriu que cargas negativas dentro de uma nuvem não são descarregadas num único feixe, mas uma parte delas é armazenada e circulada através de canais, causando descargas repetidas no solo. Isto …

TESS caçou o seu primeiro planeta do tamanho da Terra

O satélite TESS (Transiting Exoplanet Survey Satellite) da NASA descobriu o seu primeiro exoplaneta do tamanho da Terra. Com o nome HD 21749c, é o mundo mais pequeno para lá do nosso Sistema Solar já …

Cientistas russos propõem combater lixo espacial com um "laço"

Um equipa de cientistas russos propõe capturar e remover os detritos espaciais que orbitam a Terra através de um módulo especial que seria ligado através de um cabo aos níveis superiores dos foguetes - seria …

Dia 768k. Problemas nos routers podem causar pequeno "apagão" da internet em maio

A certa altura no próximo mês de maio, a internet irá sofrer um pequeno "apagão" que impedirá o acesso de milhares de pessoas. O evento, conhecido como Dia 768k, já é esperado há algum tempo …

Empresa italiana quer os passageiros (quase) de pé no avião

A Aviointeriors Group, uma empresa italiana de interiores de aeronaves, quer convencer as principais transportadoras aéreas a ultrapassar receios legais e embarcar na ideia de viajar quase de pé nos aviões. A ideia passa por pequenos …

Tesla lança táxis sem condutor já no próximo ano

Elon Musk anunciou que a fabricante de automóveis elétricos vai lançar um serviço de táxis-robô nos Estados Unidos já em 2020. Esta segunda-feira, Elon Musk comprometeu-se com mais um objetivo com data marcada: a Tesla vai …

Bruxelas autoriza Governo a baixar IVA da luz de 23 para 6%

O Comité de IVA da Comissão Europeia decidiu desde 12 de abril que Portugal tem o sim de Bruxelas para baixar a taxa de IVA que diz respeito ao termo fixo (potência contratada) na fatura …

Moro apontou "dificuldade institucional" na Operação Marquês. Sócrates atirou-se ao "ativista político disfarçado de juiz”

O ministro da Justiça e Segurança Pública do Brasil, Sérgio Moro, disse esta segunda-feira que há uma "dificuldade institucional" em Portugal em fazer avançar o processo contra o antigo primeiro-ministro José Sócrates, tal como acontece …

Luanda já não é uma das cidades mais caras do mundo

A capital angolana já não é das cidades mais caras do mundo, avança o Jornal de Angola esta segunda-feira. No topo das cidades mais caras do mundo estão três destinos: Paris, Singapura e Hong Kong …

O novo presidente da Ucrânia tem 3 problemas para resolver (e um teste para passar)

Volodymyr Zelensky, o novo presidente da Ucrânia, tem três problemas para resolver: acabar com a guerra, baixar o preço do gás e lutar contra a corrupção. Estes são os três desejos mais repetidos pelos ucranianos esta …