Jerónimo exige salário mínimo de 600 euros e fim de cortes do tempo de Sócrates

Tiago Petinga / Lusa

O secretário-geral do Partido Comunista Português (PCP) e líder da CDU, Jerónimo de Sousa

O secretário-geral do Partido Comunista Português (PCP) e líder da CDU, Jerónimo de Sousa

O PCP defende o aumento do salário mínimo para 600 euros já no próximo ano e a reposição dos apoios sociais perdidos desde 2010.

Os comunistas estivera reunidos durante três horas, esta quarta-feira à noite, com uma delegação do Partido Socialista liderada por António Costa e que integrava também Carlos César, Ana Catarina Mendes e Pedro Nuno Santos, um encontro que não foi oficialmente anunciado nem pelo PS nem pelo PCP.

Apesar de ainda não se saber não haver fumo branco à vista, a posição do PCP sobre as negociações parece vir de um comunicado emitido ontem pelo Partido Comunista, que começou a distribuir novos folhetos com o seu programa.

Na nova campanha de esclarecimento, o partido resume como propostas a defender no imediato a valorização dos salários, pensões e reformas, “com devolução do que foi roubado”, o aumento do salário mínimo nacional para 600 euros em 2016 e a reposição da proteção e dos apoios sociais perdidos em 2010.

Esta quarta-feira, houve alguma especulação na imprensa sobre alegados entendimentos já alcançados nas negociações à esquerda. À noite, numa entrevista à SIC, a porta-voz do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, afirmou estar “certa de que sim”, haverá um acordo entre as esquerdas, cujo conteúdo será claro no máximo na próxima terça-feira – o Parlamento votar o programa do novo governo da coligação.

Catarina Martins não revelou os termos do acordo – que “é complexo” – nem se comprometeu com a possibilidade de os partidos envolvidos nas negociações subscreverem em conjunto uma única moção de rejeição.

A porta-voz bloquista descreveu que as negociações estão a ser conduzidas “dentro do quadro macroeconómico do PS”, ou seja, centrando-se nas imposições do Tratado Orçamental – às quais tanto o BE como o PCP se opõem.

No entanto, no que toca ao aumento do salário mínimo nacional para os 600 euros já em 2016, por exemplo, trata-se de uma medida que o BE também defendia mas que agora já admite que aconteça de forma mais gradual e concertada.

“Honrará os seus compromissos”

O PCP avança ainda como causas a defesa da contratação coletiva e reposição dos direitos individuais e coletivos retirados nas sucessivas revisões do Código do Trabalho, o combate à precariedade, o acesso à saúde e à educação e uma política fiscal justa que reduza os impostos sobre os trabalhadores e o povo e tribute fortemente lucros e dividendos do grande capital.

De entre as propostas do partido comunista encontram-se também a renegociação da dívida, o financiamento da segurança social, a reversão das privatizações, designadamente nos transportes e a revogação das alterações à Lei da IVG.

“É neste quadro que o PCP está a trabalhar e a intervir, e a discutir com o PS, para assegurar as respostas e soluções que deem expressão à aspiração dos trabalhadores e do povo a uma vida melhor”, refere o folheto.

Com estes pontos, o PCP assume como objetivos fundamentais de uma “política que se proponha inverter o rumo de declínio económico e retrocesso social”, promovendo o crescimento económico, o emprego e a produção nacional, garantindo as funções sociais do Estado e os serviços públicos.

No folheto, o PCP reafirma que “está claro” que PSD e CDS “estão condenados a ver derrotada no dia 10 de novembro a ambição de prosseguir a sua política de saque do povo e do país”.

“PSD e CDS foram derrotados pela luta e pelo voto. Dia 10 o seu governo agora formado e o respetivo programa, como o PCP afirmou na primeira hora, deverão ser rejeitados na Assembleia da República“, pode ler-se no documento.

Hoje, no editorial do Avante, jornal oficial do PCP, fala-se numa “base institucional” existente no parlamento capaz de concretizar um conjunto de medidas, e que “permitirá ir tão longe quanto for a disposição política que a compõe”.

No editorial, é assumido que o PCP “não faltará com o apoio a qualquer medida que corresponda aos seus [dos trabalhadores e do povo] interesses, à elevação dos seus rendimentos e à reposição dos seus direitos”.

Por outro lado, garante-se que os membros do partido no parlamento não vão assegurar “as medidas e políticas que atentem contra os interesses e direitos” dos trabalhadores e do povo.

Revela ainda o editorial que o PCP “honrará os seus compromissos”, cumprindo as iniciativas legislativas sobre a reposição das 35 horas na administração pública, a revogação das alterações à lei da IVG, a reposição do complemento de pensão nas empresas do setor empresarial do Estado e o restabelecimento dos feriados nacionais que foram retirados.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Estes fanáticos querem fazer o país recuar 40 anos até 1975 e fazer-nos empobrecer todos. Vão levar o país mais uma vez à banca rota e a nova dose de austeridade dupla.
    O comunismo soviético já acabou há 25 anos e estes sovietes do PCP já deviam ter acabado também.

  2. A máscara começa a cair e já começamos a ver onde Costa nos quer levar. O seu egoísmo e sede de poder vai fazer o pais retroceder 20 anos. Tal como as promessas de Sócrates nos fizeram recuar 10 anos . Será isto que queremos? Dar um pouco a meia dúzia deles para depois retirarem muito a todos. Será que as migalhas que Sócrates deu valeram o sacrifício que fizemos nos últimos anos ?

  3. Quem é que não quer um estado mais social?!
    Mas sejamos sérios, não podemos ver apenas uma parte da realidade, que neste caso é apenas a parte do “dar”!
    Para o estado dar, ou tem para dar, ou então tem que pedir emprestado.
    Partindo do pressuposto de que o programa económico do PS se preocupa com o futuro do pais e que não iremos entrar noutra fase de endividamento descontrolado, que impostos é que terão que ser aumentados para cobrir este aumento de despesa?
    … é que em Portugal, os impostos que mais rendem ao estado são aqueles que incidem sobre quem trabalha!

  4. Lamentavelmente andamos a falar do sexo dos anjos (não é descobrir).Se fizessem uma auditoria séria ao país,desde 1974 , a partir daí podíamos arrumar a casa.Se explicarem limpinho,limpinho ,quais os lucros da banca,Santa casa da Misericórdia,impostos sobre tabaco ,combustíveis,auto estradas,fundos comunitários a fundo perdido,etc…etc…expliquem ao povo,(utilizem a TV ou qualquer outro órgão de comunicação acessível e gratuito )porque o povo não é burro nem parvos e se tiverem coragem de por as contas na mesa, e explicarem porque é que o dinheiro vai sempre no mesma sentido,porque é que com a apregoada democracia ,liberdade e outros nomes pomposos, o povo trabalhador, os pequenos e médios empresários,trabalham quase 24 horas/dia para estarem cheios de dores de cabeça,dívidas e sem prospectivas de melhoras no futuro. É simples, peço encarecidamente a algum politico honesto que se manifeste e teremos pano para mangas para debater todas as situações de interesse Nacional

  5. gostava de saber o ordenado ou reforma dos críticos anteriores não deve ser o ordenado mínimo de certeza o povo discute cêntimos e eles roubam milhões.
    E já agora acreditam mesmo que foram os trabalhadores que arruinaram este País.

  6. A história recente já tem um herói Sorumbático mas herói de cenoura na mão quase toda comida por a.costa e só não foi toda porque o velhote tirou-lhe o resto da boca. A.Costa em nome do PS com a língua de fora…

  7. A.COSTA e o PS a preparar sem honra a cama da subalternidade face ao BE e PCP… A três, quentinha, até que as glândulas sudoríferas a desfaça… Pela força do pivete em redor!

RESPONDER

A Estónia só tem um lingote de ouro e nem sequer o pode vender

O Banco Central da Estónia, que completou em maio 100 anos desde a sua função, só tem um lingote de ouro e nem sequer o pode vender, uma vez que o material não é puro …

Explosão atinge autocarro de turistas perto das Pirâmides de Gizé

Uma explosão atingiu um autocarro de turistas perto das célebres pirâmides de Gizé, no Egito, provocando 17 feridos, entre naturais do Egito e da África do Sul, noticia a agência France-Presse. Um engenho explosivo detonou à …

Alerta de erupção vulcânica. Monte Hakone fechado a turistas

As autoridades japonesas activaram este domingo o alerta por possível erupção vulcânica no monte Hakone, e fecharam todos os acessos à popular paisagem natural, que é visitada anualmente por milhões de turistas. A Agência Meteorológica do …

Vírus gigantes nas águas da Índia podem resolver mistério evolutivo

Uma equipa liderada por cientistas do Instituto Indiano de Tecnologia em Bombaim descobriu mais de 20 novos vírus nas águas da cidade, incluindo versões gigantes destes agentes biológicos que podem ajudar a desvendar questões importantes …

Sondagens dão maioria pró-UE no Parlamento Europeu (mas eurocéticos crescem)

As sondagens para o Parlamento Europeu apontam para uma maioria de partidos pró-União Europeia (UE), apesar de os partidos eurocéticos ganharem terreno em relação à composição que resultou das eleições de 2014. Entre os 751 assentos …

A ciência por detrás de um bom chocolate foi finalmente revelada

O melhor chocolate é uma mistura complexa de ciência e o truque não é novo: esta técnica de mistura tem mais de 140 anos. Uma equipa de cientistas da Universidade de Edimburgo, na Escócia, Reino Unido, …

Cristiano Ronaldo eleito o melhor da liga italiana

Cristiano Ronaldo foi o melhor jogador da Liga Italiana 2018/19. A distinção foi anunciada neste sábado, com a Série A a explicar que a escolha foi feita com base em cálculos dos sites Opta Sports, …

Europeias: PS quer fazer o mesmo na Europa, PSD lembra cataplana de Costa e BE pede para não ficar em casa

No dia em que ficou decidido quem seria o campeão nacional de futebol deste ano, a campanha eleitoral para as europeias abrandou, com os partidos a terminarem as iniciativas pelo final da tarde. O cabeça de …

Descobertas inscrições neolíticas com símbolos da realeza egípcia

Uma missão arqueológica do Ministério de Antiguidades de Egito descobriu perto da cidade de Assuão, no sul do país, as primeiras inscrições reais que remontam ao período neolítico. Este período começou há 12 mil anos e …

Já sabemos qual é o segredo para superar a inveja

De acordo com uma investigação recente, temos mais inveja da experiência de uma determinada pessoa antes de ter acontecido do que depois de já ter passado. O segredo está no tempo. Pesquisas anteriores mostraram que os …