/

No Japão, houve mais suicídios num mês do que mortes por covid-19 no ano todo

1

No mês de outubro, o número de suicídios no Japão foi superior ao número de mortes por covid-19 desde o início da pandemia. De acordo com os dados do governo, foram registados 2153 suicídios no mês passado, sendo que o número de mortes por causa do novo coronavírus chegou aos 2087 na última sexta-feira.

Segundo dados oficiais do Governo japonês, em outubro o número de suicídios foi o número mensal mais elevado em mais de cinco anos, sendo que o maior aumento está a ser registado entre as mulheres.

Em outubro de 2019, foram registados 466 casos de suicídio entre as mulheres, mas este ano esse número subiu drasticamente para 851. Um aumento de quase 83%, face ao aumento de 22% registado entre os homens – de 1073 para 1302.

Uma situação que pode explicar este cenário, é o facto das mulheres terem sido particularmente atingidas pela perda de rendimentos por causa da pandemia – as indústrias mais atingidas foram as do turismo e da restauração, que tipicamente empregam mais mulheres. Para além disso houve uma enorme pressão para que ficassem com os filhos em casa, depois do fecho das escolas.

Os dados indicam que o maior aumento é entre jovens com menos de 29 anos. O suicídio é a principal causa de morte no Japão para as pessoas com idades entre os 15 e os 34 anos.

O Japão é um dos poucos países que publica mensalmente os dados sobre suicídio, sendo que estes podem ajudar outros países a perceber o impacto que as medidas de resposta à pandemia de covid-19 podem ter a nível da saúde mental.

Michiko Ueda, a professora da Universidade de Waseda em Tóquio e especialista no tema, disse à CNN que “o impacto da covid-19 no Japão é muito pequeno comparado com outros países, mas ainda assim vemos este grande aumento no número de suicídios”, acrescentando que “isso sugere que outros países podem ver um aumento semelhante ou até maior no futuro”, alertou.

Outro país que também divulga números regularmente é a Coreia do Sul, sendo que aqui a taxa de suicídios é ainda superior à do Japão.

Na capital Seul, os suicídios aumentaram 4,8% nos primeiros seis meses do ano, impulsionado pelos casos entre as mulheres mais jovens.

  ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.