IVA dos bilhetes baixou (mas nem todos os espetáculos estão mais baratos)

O IVA dos bilhetes de espetáculos é mais baixo a partir de 2019, mas tal só se reflete no preço de alguns dos muitos eventos, em todo o país, cujos bilhetes já estavam à venda no ano passado.

Com a entrada em vigor do Orçamento do Estado para 2019, o IVA baixou de 13% para 6% nas “entradas em espetáculos de canto, dança, música, teatro, cinema, tauromaquia e circo”, excetuando-se “as entradas em espetáculos de carácter pornográfico ou obsceno, como tal considerados na legislação sobre a matéria”.

No final de novembro, com a aprovação do Orçamento do Estado na generalidade, a Associação de Promotores, Espetáculos, Festivais e Eventos (APEFE) congratulou-se com a descida do IVA dos bilhetes, referindo que tal iria refletir-se nos preços, já partir de 1 de janeiro.

Nessa altura, a dirigente da APEFE Sandra Faria disse que “os bilhetes que estão à venda neste momento, com IVA a 13%, automaticamente, quando o IVA alterar, vão baixar“. Sandra Faria sublinhou estar a falar apenas pela associação “e não por todo o país”.

Contactados pelo Público, Álvaro Covões, da Everything is New (responsável, por exemplo, pelo Nos Alive), e João Carvalho, da Picnic (responsável pelo Nos Primavera Sound e pelo Vodafone Paredes de Coura), garantiram que a baixa do IVA se refletiria automaticamente nos preços dos bilhetes.

Mas, de facto, verifica-se que o preço não baixou em todos os espetáculos, nem mesmo em todos os que são promovidos por associados da APEFE, associação formalizada em 2017, e que reúne algumas das maiores promotoras, como a Everything is New, a Música no Coração, a Ritmos, a UAU, a Ritmos & Blues, a Better World, a Ao Sul do Mundo, a Sons em Trânsito, a Uguru e a Regiconcerto.

Sudoeste e SBSR não baixaram

Os bilhetes diários para o Alive (que decorre em julho no Passeio Marítimo de Algés, em Oeiras), para o Primavera Sound (junho no Parque da Cidade, no Porto) e para o festival de Paredes de Coura (agosto na Praia Fluvial do Taboão, Paredes de Coura) já são mais baratos do que eram a 29 de dezembro.

Assim, um passe para o Alive custa agora 139,77 euros e um bilhete diário 60,98 euros, em vez de 149 euros e 65 euros, respetivamente. No caso do Primavera Sound, os passes baixaram de 110 para 103 euros e, no do festival Paredes de Coura, de 90 para 84 euros.

Os bilhetes para o Marés Vivas (em julho no Cabedelo, Vila Nova de Gaia) já tinham baixado de preço a 3 de dezembro. “Com a reposição do IVA dos espetáculos nos 6%, a partir do dia 1 de janeiro, o Marés Vivas” assumiu, desde logo, no final de Novembro, “o compromisso, disponibilizando, a partir do dia 3 de dezembro, os bilhetes com o preço final taxado ao consumidor com o IVA a 6%”, como anunciou então a promotora do festival.

Já os passes para os festivais Summer Fest (julho, na Ericeira) e Vilar de Mouros (agosto, em Vilar de Mouros) mantinham os mesmos preços do ano passado, 35 euros (sem campismo) e 70 euros, respetivamente.

Os passes e bilhetes diários para os festivais Sudoeste (agosto na Zambujeira do Mar) e Super Bock Super Rock (julho no Meco, Sesimbra) aumentaram ou mantiveram os preços. Um bilhete diário para o Sudoeste continua a custar 48 euros, já o preço dos passes aumentou de 100 para 105 euros, o bilhete diário do SBSR passou de 55 para 58 euros e o do passe de 105 para 110 euros.

Ainda na área da música, são vários os concertos cujos bilhetes continuam a custar o mesmo que custavam a 29 de dezembro: A história do hip-hop tuga, Diogo Piçarra, Salvador Sobral e Júlio Resende apresentam poesia inglesa de Fernando Pessoa, David Fonseca, Sara Tavares ou Expensive Soul –​ 20 Anos.

Os preços para sessões de cinema mantém-se inalterados nos sites das exibidoras.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. A maior parte do que aparece neste artigo está longe de ser cultura; é entretenimento que envolve milhões e por isso não deveriam ter o IVA reduzido como se fossem bens de primeira necessidade!!
    Muito menos enquanto o IVA da electricidade for 23%…

RESPONDER

Morreu um dos jovens infetados com peste negra na Mongólia

Morreu um dos jovens infetados com peste bubónica, também conhecida como peste negra, na Mongólia. O rapaz contraiu a doença depois de ter comido carne de marmota. Um jovem de 15 anos morreu, esta segunda-feira, vítima …

PCP quer Costa no Parlamento de 15 em 15 dias (e não vai contribuir para acabar com os debates quinzenais)

O PCP não concorda que será o fim da democracia caso os debate quinzenais passem a mensais. No entanto, não vai contribuir para acabar com este modelo. Ao Expresso, o deputado comunista António Filipe Duarte garantiu …

"Espero contar tudo o que sei". Cientista chinesa fugiu da China para alertar que "não temos muito tempo"

A virologista chinesa Li-Meng Yan, que fugiu para os Estados Unidos, deu uma segunda entrevista à Fox News, na qual alertou que "não temos muito tempo".   Li-Meng Yan, especialista em virologia e imunologia, era uma …

Galp perde 60 milhões de euros em negócios não autorizados

A Galp perdeu 60 milhões de euros em negócios não autorizados com licenças de CO2. A petrolífera já avançou com ações disciplinares e uma auditoria. A Galp informou que foram identificadas transações, não autorizadas pela empresa, …

"Bandeira vermelha". Tóquio em alerta máximo após aumento de novas infeções

A capital do Japão, Tóquio, com 14 milhões de habitantes, está no nível mais alto de alerta para o novo coronavírus após um aumento dos casos registados. “Os especialistas disseram-nos que a situação das infeções está …

Operação Saco Azul. Empresas "zombie" terão desviado 1,8 milhões do Benfica

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, e a SAD do clube lisboeta foram constituídos arguidos pelo crime de fraude fiscal, no âmbito da operação ‘saco azul’, confirmou esta terça-feira à agência Lusa fonte oficial …

Maçãs com preços em alta, menos vinho e cerveja a estragar-se (os efeitos da pandemia)

A pandemia de covid-19 está a levar milhares de litros de cerveja a estragar-se, enquanto os produtores de vinho temem uma quebra na produção e, logo, nos lucros. Enquanto isso há menos maçãs e mais …

TAD anula sanção de cinco jogos à porta fechada ao Benfica

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) deu provimento ao recurso do Benfica e revogou a sanção de cinco jogos à porta fechada imposta pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) ao clube, pelo apoio prestado a …

Costa vira à esquerda, mas Catarina Martins diz que "não pode ser só conversa"

Esta quarta-feira, António Costa lança as negociações para o Orçamento do Estado para 2021 com os partidos que, até aqui, foram seus aliados. O primeiro-ministro insiste que o caminho da sua governação passa por entendimentos à …

No novo ano letivo, a Educação Física continua a ser maior incógnita

No início de julho, o Ministério da Educação anunciou algumas orientações sobre o próximo ano letivo que não contemplavam a Educação Física e o futuro da disciplina continua a ser uma incógnita.  Nas escolas, a falta …