/

Itália 1 – 0 País de Gales | “Azzurri” vencem mas galeses apuram-se

Alessandra Tarantino / POOL

Group A: Itália vs País de Gales

Imparável! Com o apuramento para os “oitavos” já no bolso, a Itália entrou em campo com nada mais, nada menos do que oito mexidas em relação à equipa que tinha iniciado o último jogo, frente à Suíça, mas ganhou na mesma.

Num jogo em que dominaram praticamente na totalidade, os italianos desta vez só marcaram por uma vez, por Matteo Pessina, a fechar a primeira parte, mas voltaram a não sofrer golos. Já lá vão 11 jogos seguidos a ganhar, sempre sem verem a bola entrar na sua baliza (e, claro, 30 jogos sem perder).

Quanto ao País de Gales, viu-se derrotado, acabou reduzido a dez, mas também segue para os oitavos-de-final, como segundo do grupo, atrás da Itália.

Itália menos espetacular, mas com a segurança do costume

Apesar das muitas mexidas introduzidas por Roberto Mancini, que aproveitou até para dar minutos ao regressado de lesão Marco Verratti (uma assistência e o melhor rating entre os 22 jogadores em campo no primeiro tempo), a Itália dominou por completo a primeira parte: dez remates, três dos quais na direção do alvo, muita eficácia no passe (e no passe vertical) e 65% de posse de bola.

O País de Gales precisava de empatar para selar o apuramento sem depender de terceiros, mas só por uma vez ameaçou nos primeiros 45 minutos e viu-se a perder já perto do intervalo, num desvio subtil de Pessina após livre de Verratti.

A segunda parte trouxe mais do mesmo, com a Itália a continuar a dominar e a somar ações ofensivas.

Ao todo, foram 33 as ações da “Squadra Azzurra” na grande área adversária ao longo dos 90 minutos, e um total de 23 remates, aumentando ainda mais a percentagem de posse de bola, mas sem voltar a marcar.

O País de Gales viu Ethan Ampadu ser expulso ainda antes da hora de jogo, mas até podia ter marcado no único remate que fez no segundo tempo. Bale, porém, em excelente posição, atirou por cima.

Melhor em Campo

Não jogava desde 4 de Maio, quando o PSG perdeu por 2-0 com o Manchester City na segunda mão das meias-finais da Liga dos Campeões.

Mancini aproveitou este terceiro encontro na fase de grupos para lhe dar ritmo de jogo, mas Verratti mostrou que ritmo não lhe falta: fez a assistência para o único golo do jogo na transformação de um livre e a isso somou cinco passes para finalização e uns impressionantes 93% de eficácia no capítulo do passe, num jogo onde foi, de longe, o jogador com mais ações com bola (136) e no qual ainda teve ainda sete recuperações de posse. Um regresso em grande, com um GoalPoint Rating de 7.6!

Destaques da Itália

Jorginho 7.0 – Fiável como sempre, Jorginho só falhou um dos 50 passes que efetuou e logrou ainda quatro recuperações de bola nos 72 minutos em que esteve em campo.

Matteo Pessina 6.5 – Autor do golo que ofereceu à Itália mais um triunfo, o jogador da Atalanta totalizou sete ações com bola dentro da grande área do País de Gales (mais do que qualquer outro jogador) e foi ainda um dos que mais ações defensivas teve no meio-campo adversário.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Federico Chiesa 6.5 – Pela primeira vez titular neste EURO 2020, o atacante da Juventus quis mostrar serviço a Mancini. Foi um dos que mais rematou no jogo (só o colega de ataque Bellotti rematou mais), fez sete passes valiosos e tentou por seis vezes o drible, três das quais com sucesso.

Destaques do País de Gales

Joe Rodon 6.0 – O central de 23 anos do Tottenham foi quem melhor rating alcançou entre os galeses, graças a um bom desempenho geral no capítulo defensivo: seis alívios (máximo do jogo), duas intercepções e dois remates por si bloqueados. E ainda criou uma ocasião flagrante.

Danny Ward 6.0 – O guarda-redes galês sofreu um golo num lance em que nada podia fazer, face ao desvio oportuno de Pessina, mas ainda assim impediu males maiores (e que importante foi perder por poucos) para o País de Gales, com cinco defesas, três das quais a remates desferidos já dentro da sua grande área.

Gareth Bale 4.0 – Capitão e estrela maior dos galeses, depois da grande exibição da segunda jornada, ante a Turquia, Bale não esteve, desta feita, à altura dos seus pergaminhos e só o expulso Ethan Ampadu teve um pior rating neste encontro. Em campo 83 minutos, Bale ficou-se pelas 24 acções com bola e ainda falhou, de forma clamorosa, a melhor oportunidade de golo da sua equipa, no único remate que desferiu no encontro.

Resumo

GoalPoint

  ZAP // GoalPoint

 


CLASSIFICAÇÃO DO GRUPOCalendário de Jogos patrocinado por Solverde

Calendário de jogos no Especial ZAP Euro 2020


Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.