Irlandeses enviam dinheiro a indígenas americanos afetados pela pandemia (e retribuem favor histórico)

Uma comunidade de indígenas americanos severamente afetada pela pandemia de covid-19 recebeu uma série de doações do povo irlandês, que estão a retribuir um favor histórico de há 173 anos.

Em 1847, a nação indígena americana Choctaw enviou 170 dólares (que atualmente equivaleriam a dezenas de milhares de dólares) em ajuda humanitária ao povo irlandês, que tinha sido severamente afetado pela Grande Fome de 1845-1849.

A causa mais direta da fome foi uma doença provocada pelo oomiceto Phytophthora infestans, que contaminou em larguíssima escala as batatas em toda a Europa durante a década de 1840. Apesar de toda a Europa ter sido atingida, um terço de toda a população da Irlanda dependia unicamente de batatas para sobreviver.

A grande fome é recordada como a maior catástrofe demográfica a atingir a Europa entre a Guerra dos Trinta Anos e a I Guerra Mundial, com mais de um milhão de mortes na Irlanda a mais em relação ao expectável.

Agora, de acordo com o jornal britânico The Time, os irlandeses estão a retribuir o ato de boa vontade, doando fundos à nação Navajo, que foi severamente impactada pela covid-19, tendo registado pelo menos 2.373 casos e 73 mortes.

A nação Navajo tem uma das maiores taxas de infeção per capita nos Estados Unidos. Até 40% das pessoas não têm acesso à água corrente nas suas casas e 10% não têm eletricidade.

Uma campanha do GoFundMe para arrecadar fundos para alimentos e suprimentos médicos já atingiu 2,9 milhões dólares graças em grande parte aos doadores irlandeses, que assim procuram retribuir a atitude dos Navajo.

Acredita-se que, em 1847, a nação Choctaw ouviu falar da Grande Fome, relatada por um irlandês que supervisionava o deslocamento forçado de indígenas americanos.

Naquela época, os Choctaw estavam entre os 60 mil indígenas que tinham sido deslocados  dos seus lares ancestrais. Apesar dos seus meios limitados, os Choctaw decidiram ajudar e enviaram parte dos seus fundos, que usavam para comprar alimentos, cobertores e rações para o gado, para a Irlanda.

Os irlandeses nunca esqueceram este gesto. Em 2017, no Bailick Park em Midlton, na Irlanda, foi instalada uma escultura de nove penas de águia, chamada Kindred Spirits [espíritos irmãos], em reconhecimento pelo gesto.

No ano seguinte, o primeiro-ministro irlandês, Leo Varadkar, anunciou um programa de bolsas para jovens Choctaw, chamando ao relacionamento entre as duas comunidades “um vínculo sagrado que uniu os nossos povos desde sempre”. “O seu ato de bondade nunca foi e nunca será esquecido na Irlanda“, rematou.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Uma acção de louvar, sem dúvida. E de salientar que o acto dos indígenas se deu após terem conhecimento através de um dos responsáveis pela movimentação forçada que lhes roubou as terras seculares.

    Zap, sugiro “…ouviu falar da Grande Fome através de um irlandês que supervisionava…” em vez de “ouviu falar da Grande Fome de um irlandês que supervisionava…”

    Parece-me que, apesar de ser aplicável, não é usual a utilização da palavra revelar nos actos de retirar cobertura de objecto artístico, sendo preferível descerrar ou apresentar.

    Cumprimentos.

    • Carlo CarlosG,
      Obrigado pelas suas sugestões.
      Alterámos a primeira frase para usar o termo “relatada por”, e usámos “instalada” no segundo caso.

RESPONDER

Governador das Filipinas diz que cantores de karaoke prejudicam combate à pandemia

Um governador de uma província das Filipinas voltou a sua atenção para um grupo de pessoas que, segundo ele, estão a prejudicar a luta contra a pandemia: cantores de karaoke. Numa publicação no Facebook na madrugada …

Histórico: Filipe Albuquerque vence 24 Horas de Le Mans e sagra-se campeão mundial de LMP2

O português Filipe Albuquerque, da United Autosports, venceu este domingo as 24 Horas de Le Mans em automobilismo, na categoria LMP2, a segunda mais importante, e sagrou-se campeão mundial de resistência a uma corrida do …

Convenção do Chega chumba lista de André Ventura para a direção nacional

A proposta do presidente do Chega, André Ventura, para a direção nacional do partido foi hoje chumbada na convenção que decorre em Évora, ao não conseguir reunir os dois terços dos votos dos cerca de …

Portugal com mais 13 mortos e 552 novos casos nas últimas 24 horas

Portugal contabiliza hoje mais 13 mortos relacionados com a covid-19 e 552 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo os dados a DGS, a região …

TikTok anuncia acordo com Oracle e Walmart e adia proibição nos EUA

A aplicação TikTok, detida pela sociedade chinesa ByteDance e ameaçada de ser proibida nos Estados Unidos, anunciou este domingo um acordo de princípio com a Oracle, como parceiro tecnológico, e com a Walmart, em termos …

As gaivotas são inoportunas? Saiba que as suas fezes podem valer mil milhões de dólares

Afinal, as gaivotas podem ser animais bem mais interessantes do que aquilo que a maioria das pessoas pensa. É que as suas fezes são muito valiosas e os seus nutrientes fertilizam campos agrícolas e recifes …

Super-vulcão Yellowstone registou 91 terramotos em apenas 24 horas

Os vulcanólogos têm andado atentos ao super-vulcão localizado no Parque Nacional de Yellowstone, nos Estados Unidos. O Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) relatou recentemente a ocorrência de 91 terremotos em apenas 24 horas. Estes …

Cartoonista alemão Frank Hoppmann é o vencedor do 15.º World Press Cartoon

O 'cartoonista' alemão Frank Hoppmann, com a caricatura do primeiro-ministro britânico Boris Johnson, é o vencedor da 15.ª edição do World Press Cartoon, foi hoje anunciado nas Caldas da Rainha, na cerimónia de entrega de …

Pequena e funcional. Assim se carateriza a Tiny House (que ainda evita dores de joelhos)

Esta pequena casa móvel pode ser a solução que procura. Devido à sua arquitetura dinâmica é ótima para pessoas com problemas de articulações e que sofrem com dores joelhos, pernas cansadas ​​ou dores nas costas. Hoje …

Chama-se Elios, é um drone e vai explorar as profundezas das cavernas de gelo da Gronelândia

Elios é o drone que está a ajudar os investigadores a descobrirem mais sobre os mistérios da Gronelândia. Inserido numa estrutura própria, tem explorado as cavernas de gelo, facilitando assim o acesso a locais mais …