Investigação a Tancos contraria Costa. Há suspeita de terrorismo e crime organizado

Hugo Delgado / Lusa

O primeiro-ministro, António Costa

O Ministério Público está a investigar suspeitas de crime organizado e terrorismo no caso do furto aos paióis de Tancos. Esta linha de investigação vai contra as declarações do primeiro-ministro, António Costa, que esta segunda-feira descartou esta possibilidade alegando informações das “autoridades nacionais”. 

Segundo o Diário de Notícias, que avança com a notícia nesta quarta-feira, a informação foi confirmada pela Procuradoria-geral da República (PGR) na terça-feira por via indireta.

Na terça-feira, a PGR anunciou que o inquérito à recuperação do material de guerra furtado, que estava no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa, tinha sido junto ao inquérito do furto, ficando ambos sob a direção do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), que é a unidade do Ministério Público (MP) que investiga a criminalidade organizada e o terrorismo.

De acordo com o matutino, as declarações do primeiro-ministro foram mal recebidas quer pela oposição parlamentar como por vários representantes judiciais. Segundo o presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público, António Ventinhas, “só quem poderá aferir que crimes estiveram em causa é o MP no final da investigação”, frisou em declarações ao diário.

Já o PSD considerou, “no mínimo, estranho que o primeiro-ministro tenha prestado aquelas declarações quando tem dito que nada sabe sobre Tancos”. O vice-presidente da bancada, Carlos Peixoto, assinala, neste sentido, “duas inquietações: primeira, como pode o primeiro-ministro saber de uma coisa que está em segredo de justiça? Segunda, como sabe quando sempre disse que não sabia de nada?”.

Em causa estão as declarações de Costa da passada segunda-feira, quando o primeiro-ministro participou numa sessão de perguntas com alunos da Universidade do Minho. Questionado por um estudante sobre se a investigação no âmbito do Tancos não poderia levar a que Portugal pudesse ser visto “como um país facilitador de movimentos terroristas”, o primeiro-ministro afastou esse cenário.

“Esse cenário [de criminalidade organizada e terrorismo] felizmente não se coloca porque logo no dia a seguir à constatação do furto, as autoridades nacionais e, em particular, a secretária-geral do Sistema de Segurança Interna, reuniram a Unidade de Coordenação Antiterrorista que identificou que o furto nada tinha que ver com qualquer ligação a criminalidade organizada, muito menos a atividade de terrorismo”, disse.

As declarações do primeiro-ministro não vão ao encontro às linhas de investigação do MP que decidiu juntar os processos-crime que investigam o roubo e o aparecimento do armamento militar dos paióis de Tancos. A Procuradoria-geral confirmou à agência Lusa nesta terça-feira que “os dois processos foram apensados ”, ressalvando que as investigações estão em segredo de justiça.

Inicialmente foram abertos dois inquéritos de investigação, um sobre o roubo do armamento militar dos paióis de Tancos, conhecido a 29 de junho de 2017 e, posteriormente, outro sobre o aparecimento das armas na Chamusca, a 18 de outubro do mesmo ano que levou à detenção de oito militares e de um civil, João Paulino, apontado como o presumível autor do furto e em prisão preventiva.

ZAP // Lusa

 

PARTILHAR

14 COMENTÁRIOS

  1. Este primeiro-ministro é um case study. Deviam levá-lo para uma qualquer faculdade de medicina e dá-lo a estudar no campo da esquizofrenia ou da desordem de múltipla personalidade.

    • Eu não diria tanto.
      Mas é verdade que o habilidoso Costa não tem parado ultimamente de disparar nos próprios pés.
      Ele é o caso de Tancos. Ele é o caso de Borba. Ele foi o caso de Monchique. Ele foi o caso de Pedrógão Grande. Sem falar nos outros pequenos casos que têm ladeado a sua caminhada ao longo destes últimos três anos.
      Efetivamente que ele é habilidoso: não é qualquer um que perde as eleições e se torna primeiro ministro. Mas devia ter mais cuidado quando aceita defender o indefensável, porque os portugueses não são estúpidos. E esse indivíduo trata-nos como se o fossemos, desde há anos e anos…!

    • Obviamente que não apresenta sintomas de nenhuma das formas de esquizofrenia (números F 20.0 a F 20.8 da 10ª Revisão da Classificação Internacional das Doenças da OMS/CID 10), nem sequer «transtorno esquizotípico» (F 21…). É TOTALMENTE IMPUTÁVEL!
      As suas caraterísticas de personalidade também não se enquadram em nenhum transtorno de personalidade (nºs F 60 a F 62 da CID 10) que impliquem redução da imputabilidade… Como «muitos outros» tem uma interpretação «sui generis», (variável no tempo e no modo…) da verdade, segundo as conveniências, OU (diagnóstico diferencial) a convicção de que os restantes cidadãos do país são desprovidos do sentido de crítica ou cúmplices… E alguma razão para isso terá… Quando constata que muitos deles se sentem representados por «alguém» que DE FACTO apresenta notórios transtornos de personalidade, simultaneamente do tipo NARCISISTA+HISTRIÓNICO…

  2. Não é o primeiro-ministro que é um Case study. São mesmo os Portugueses.
    Como é possivel um país eleger um “homem” destes para primeiro-ministro?

  3. Ele não foi eleito, elegeu-se com a sua primeira grande habilidade, depois foi continuar sempre sob a proteção da guarda pretoriana

RESPONDER

Irão disponível para negociações sobre acordo nuclear nas próximas semanas

O Irão retornará às negociações sobre a retomada do acordo nuclear de 2015 nas próximas semanas, avançou o Ministério dos Negócios Estrangeiros esta terça-feira, apesar das suspeitas das potências ocidentais sobre a estratégia de Teerão …

Depois do Loon, nasce o Taara. Projeto usou lasers para transmitir 700TB de dados

Depois da morte do Projeto Loon, no início do ano, nasceu o Projeto Taara, que utilizou lasers para transmitir 700TB de dados através do rio Congo. O projeto muda, o nome é diferente, mas a missão …

Vizela - Paços de Ferreira bateu recorde de assistência na I Liga

Maior número de adeptos do campeonato também foi registado nesta jornada, no Benfica-Boavista; mas em termos de ocupação do estádio, o Vizela deixou longe toda a concorrência. Desde os anos 80 do século passado que não …

150 anos antes da viagem histórica de Colombo, um frade italiano escrevia sobre a America

Por volta do ano 1340, Galvano Fiamma registou, na sua Cronica universalis, a existência de terras a oeste da Gronelândia habitadas "por gigantes". Trata-se da primeira menção documentada do continente americano no Mediterrâneo, cerca de …

Os antigos compadres zangaram-se de vez. Trump puxa os cordelinhos nos bastidores para correr com McConnell

A relação de altos e baixos entre os dois azedou de vez depois de McConnell ter reconhecido a vitória de Joe Biden. Trump quer agora que um Republicano concorra contra McConnell pelo cargo da liderança …

Bombeiros embrulharam a maior árvore do mundo em papel de alumínio. Tudo para a proteger

O incêndio consumiu milhares de acres na Califórnia e o National Park Service viu-se obrigado a intensificar os seus esforços para proteger as jóias naturais, incluindo as maiores árvores do mundo. Os incêndios Colony e Paradise …

EUA trocaram "guerra implacável" por "diplomacia implacável" no Afeganistão, diz Biden

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, disse esta terça-feira à Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) que o país se está a concentrar na "diplomacia implacável" e no encerramento de uma era de …

Presidente de El Salvador autodenomina-se "Ditador de El Salvador"

O Presidente de El Salvador, Nayib Bukele, alterou no domingo a descrição do seu perfil no Twitter para "Ditador de El Salvador", passando depois para "Ditador mais 'cool' do mundo mundial", situação registada após os …

Ordem dos Médicos abre processo disciplinar contra Fernando Nobre

O Conselho Disciplinar Regional do Sul da Ordem dos Médicos abriu um processo contra Fernando Nobre, por causa das suas declarações numa manifestação de negacionistas em frente à Assembleia da República. A Ordem dos Médicos (OM) …

Crise da energia obriga UE a enfrentar dependência do gás natural

Os países europeus estão a tentar proteger os consumidores de energia, numa região onde, desde o início do ano, os preços do gás aumentaram 250%, resultado de uma série de forças económicas, naturais e políticas.  Na …