Interferência russa nos EUA pode ter sido mais abrangente do que se pensava, diz relatório

Jim Lo Scalzo / EPA

Um novo relatório feito a pedido do Senado norte-americano diz que a campanha de interferência russa antes, durante e depois das eleições presidenciais nos EUA, em 2016, foi mais abrangente do que se pensava.

Segundo os autores do estudo, os responsáveis pela campanha de desinformação criaram contas e páginas em todas as principais redes sociais, e não só no Facebook e no Twitter, “para beneficiarem o Partido Republicano – e especificamente Donald Trump”.

O relatório, feito pelo Projeto de Propaganda Computacional da Universidade de Oxford e pela empresa de análise de redes sociais Graphika, vai ser divulgado até ao final da semana pela Comissão de Serviços Secretos do Senado, em conjunto com outro estudo cujo conteúdo não é ainda conhecido, de acordo com o The Washington Post.

No centro da campanha de interferência, segundo o relatório, está a empresa russa Internet Research Agency, com sede em São Petersburgo. Esta empresa e 13 cidadãos russos foram acusados formalmente pelo Departamento de Justiça norte-americano, em fevereiro passado, de interferirem de forma criminosa nas eleições de 2016.

O estudo da Universidade de Oxford e da Graphika foi feito a partir de milhões de mensagens, vídeos e fotografias publicados até meados de 2017 e enviados ao Senado pelo Facebook, Twitter e Google. A partir daí, os investigadores puderam também avaliar o alcance da campanha de desinformação em serviços como o Instagram, o Youtube e o Google+, mas também no Tumblr e no Pinterest, por exemplo.

“O que é evidente é que as mensagens procuraram beneficiar o Partido Republicano – e especificamente Donald Trump”, dizem os autores do relatório. “Trump é referido na maioria das campanhas direcionadas a eleitores conservadores e da direita, com as mensagens a encorajarem estes grupos a apoiarem a sua campanha. Os grupos que poderiam opor-se a Trump recebiam mensagens destinadas a confundi-los, distraí-los e, em última análise, a desencorajá-los de votarem.”

O relatório diz que as mensagens direcionadas aos eleitores conservadores centravam-se em temas como o controlo das armas e a imigração, enquanto as mensagens direcionadas ao eleitorado afro-americano, por exemplo, tinham como objetivo “minar a sua fé no processo eleitoral e disseminar informação enganosa sobre como votar”.

O documento acusa as gigantes norte-americanas de tecnologia de terem dado uma resposta “tardia e descoordenada” quando já havia sinais de que estava em curso uma campanha de desinformação.

Os autores do relatório dizem que a informação entregue ao Senado pelas empresas contêm provas de “descuido” por parte dos russos, incluindo o uso de rublos para a compra de anúncios e números de telefone e moradas na Rússia – informações que seriam suficientes para fazer soar os alarmes nas empresas norte-americanas.

A Comissão de Serviços Secretos, apesar de ser responsável pela divulgação do relatório. ainda não disse se está de acordo com as conclusões.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Sem promessas para 2022, Governo admite criar “escalões intermédios” na Função Pública

A ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão, admitiu, em entrevista ao ECO, rever a tabela salarial da Função Pública e criar “escalões intermédios para as progressões intermédias”. Em entrevista ao jornal …

@AnaMartinsGomes. A gladiadora do Twitter é candidata a Belém

Se há arena onde a candidata socialista a Belém se sente confortável, é o Twitter. Palco de grandes partilhas e encruzilhadas, é inegável que essa rede social marca o caminho da diplomata. Ana Gomes é conhecida …

Rui Rio apela ao Governo por "confinamento a sério" e lembra que este "não existe para ser popular"

Rui Rio desafia o Governo a "impor um confinamento a sério em nome do interesse nacional". Na sua conta no Twitter, o líder do PSD escreve que "um Governo não existe para ser popular mas …

FC Porto ameaça não ir a jogo. Sporting acusa "dragões" de "pressão inaceitável"

O Sporting acusou segunda-feira o FC Porto de estar a "pressionar, de forma absolutamente inaceitável, as autoridades da Saúde e a Liga" para que Nuno Mendes e Sporar falhem hoje as meias-finais da Taça da …

Empresas de comércio e serviços propõem suspensão de alguns impostos

Com o novo confinamento geral, a maioria das empresas de comércio e serviços volta a fechar portas. Por isso, pedem-se mais apoios ao Governo, considerando que os já anunciados são insuficientes. Em declarações à rádio Renascença, …

Benfica anuncia surto de 17 casos e pode parar por duas semanas

Foram identificados 17 novos casos de covid-19 no SL Benfica. Em comunicado, o clube remete à DGS a decisão de parar durante duas semanas. O Benfica detetou 17 novos casos de covid-19 entre jogadores, equipa técnica …

Estátua de mulher da elite pré-hispânica encontrada no México

Uma estátua, com 500 anos, de uma jovem mulher com um grande ornamento na cabeça foi descoberta, no início de janeiro, no centro do México. De acordo com o site Live Science, a estátua de dois …

No último adeus à Casa Branca, Trump vai perdoar 100 pessoas (e manifestantes do Capitólio também querem)

O Presidente cessante dos Estados Unidos Donald Trump deverá emitir mais de 100 indultos presidenciais esta terça-feira, durante as suas horas finais na Casa Branca, mas não se pode perdoar a si mesmo ou à …

Sindicato revela que a TAP propôs o despedimento de 458 pilotos

O Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) informou, esta segunda-feira, que a TAP apresentou uma contraproposta que inclui a dispensa de 458 pilotos, redução de remunerações e supressão de cláusulas do acordo de empresa. Em …

Acenar com as mãos, pés e cabeça. É assim que as rãs de vidro atraem a atenção dos seus parceiros

A maioria das rãs emite um coaxar característico como forma de atrair a atenção de um potencial parceiro. Contudo, algumas das espécies que "gritam" perto de riachos e cascatas aumentam o potencial de serem notadas, …