Inês de Medeiros coliga-se com o PSD em Almada

António Pedro Santos / Lusa

Inês Medeiros, Almada

Inês de Medeiros foi a maior surpresa da noite das autárquicas, ao conquistar, pelo PS, uma autarquia que há anos “pertencia” ao PCP. Agora, volta a surpreender os cidadãos da cidade coligando-se com o PSD e deixando, pela primeira vez, o PCP sem pelouros.

Desde o 25 de abril, esta é a maior mudança política que a Câmara Municipal de Almada enfrenta. Os socialistas ganharam as eleições de 1 de outubro aos comunistas numa câmara que, por defeito, era sua e agora vão governar o município em coligação com os sociais-democratas.

Com uma diferença de 313 votos, Inês Medeiros lidera a câmara com quatro eleitos, os mesmos que o PCP. O PSD, por sua vez, conquistou dois mandatos e o Bloco de Esquerda um. Assim, Inês decidiu coligar-se com o PSD, de forma a garantir a estabilidade governativa.

A presidente da câmara justificou a sua decisão, alegando que o diálogo que manteve nas últimas semanas só foi frutífero com o PSD. “Nós oferecemos pelouros a todos os vereadores, pelouros que achámos significativos. Fomos mantendo a negociação com as três forças políticas”, disse ao Público.

Assim, é o PSD que assume as restantes responsabilidades governativas. Miguel Salvado integra a administração dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento (SMAS), de que Inês de Medeiros vai ser presidente, e fica ainda responsável pelas redes viárias. Nuno Matias fica com a pasta dos espaços verdes e estratégia ambiente, porque “houve a preocupação desde o início de atribuir pelouros em função da mais-valia que podia trazer cada um dos vereadores”.

O Bloco de Esquerda, que elegeu Joana Mortágua, emitiu um comunicado na segunda-feira a explicar que não assume pelouros porque a coligação com o PS não permitiria “determinar a formação de uma maioria transformadora à esquerda”. Apesar disso, diz Inês de Medeiros, o partido mostrou-se disponível para acordos pontuais nos próximos quatro anos.

No mesmo dia, também o PCP se pronunciou, igualmente através de comunicado, explicando que enviara “uma proposta de distribuição de pelouros” a Inês de Medeiros, tendo por base no historial da autarquia, mas a autarca não terá respondido.

De acordo com o Observador, a cerimónia da tomada de posse, que aconteceu no último sábado no Teatro Joaquim Benite, ficou marcada por ruído e contestação, especialmente do lado comunista, quando a socialista dedicou a vitória a Mário Soares. “Dediquei a vitória a Mário Soares porque, para mim, é uma referência daquilo que é o processo democrático, independentemente do sítio onde estou. Barulho havia dos dois lados, do PS e do PCP”.

Na mesma cerimónia, Inês de Medeiros disse que “ao confiarem na mudança, ao fim de 41 anos de poder inalterável, os almadenses deram um grande sinal de maturidade democrática”, mas assegurou que “a alternância não significa ruptura“. Ainda assim, prometeu “uma nova atitude na governação da câmara” que transforme Almada numa “terra de oportunidades”.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. ines nao e melhor nem pior do que costa e silva lda… afinal a geringonça so nao funciona em almada…porque os comunistas nao querem ate porque o bloco sao marxistas do mesmo saco do pc. espero que o psd nao seja transformado no mau da fita , para as incompetencias e as incongruencias da presidente e do ps.
    afinal os almadenses esperavam ha muito tempo esta mudança… vamos ver se sera desta vez que almada se vai tornar numa autarquia de abril!!!!

  2. A Inês foi muito infeliz em abordar o nome do desaparecido gangster e carrasco de retornados, o tal de má memória e que fique a arder no inferno soares! Tanto é que a assembleia reagiu a esse traidor!
    Espero bem que comece por limpar o musseque que é a Costa da Caparica e faça uma riviera à portuguesa!

    • Só cá faltava o comentário sempre abjecto e cínico dos carrascos dos jovens militares portugueses que lhe faziam a segurança para que vivessem nos musseques como se fossem rivieras utilizando os donos como escravos. O Dr. Soares devia ter prolongado a descolonização até que não restasse um. pacóvio obtuso. quantos mais jovens portugueses teriam que morrer p’ra esta canalha se satisfazer.

RESPONDER

Duplicou percentagem de pessoas que recusam a vacina contra a covid-19

Entre 16 de março e 18 de abril, a percentagem de pessoas que respondeu "não" ao SMS da vacinação contra a covid-19 duplicou. Até domingo, dia 18 de abril, as autoridades de saúde enviaram quase 855 …

Esqueletos em jarros gigantes desenterrados em necrópole da Córsega

Uma equipa de arqueólogos desenterrou mais de 40 túmulos datados de meados do primeiro milénio d.C. Os trabalhos de escavação decorreram na comuna de Île-Rousse, na Córsega, em pleno Mar Mediterrâneo. A descoberta da necrópole da …

Oposição sobe salários dos técnicos de diagnóstico à revelia do Governo

Esta terça-feira, os deputados da oposição de um grupo de trabalho na Assembleia da República aprovaram mudanças na carreira dos Técnicos Superiores de Diagnóstico e Terapêutica e aumentaram a tabela salarial contra o PS e …

Portugal vai recomendar uso da vacina da Johnson & Johnson a maiores de 60 anos

Depois de a Agência Europeia do Medicamento (EMA) ter concluído que os benefícios da vacina da Johnson & Johnson superam os riscos, Portugal deverá usá-la em maiores de 60 anos. Esta terça-feira, a Agência Europeia do …

Uma epidemia de coronavírus pode ter atingido a Ásia há 25 mil anos

Um novo estudo sugere que um antigo coronavírus, ou um patógeno intimamente relacionado, desencadeou uma epidemia no leste asiático há cerca de 25 mil anos. David Enard, geneticista evolucionário da Universidade do Arizona, em Tucson, analisou …

Superliga Europeia está oficialmente suspensa após 48 horas de vida

Os criadores da Superliga Europeia de futebol revelaram esta terça-feira à noite, em comunicado, que pretendem remodelar aquela competição, depois de os seis clubes ingleses terem anunciado o seu abandono. “Apesar da anunciada partida dos clubes …

Enriquecimento injustificado. Depois do ralhete de Marcelo, todos os partidos admitem mexer na lei

O Partido Socialista insistia que a lei que visa criminalizar quem não declara acréscimo de rendimentos já existe. Agora, depois do apelo do Presidente da República, já admite que há "aperfeiçoamentos" a fazer. Na segunda-feira, o …

Plano de testagem em massa. Pessoas assintomáticas ou sem exposição também vão ser testadas

O Instituto de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA) divulgou, esta terça-feira, o plano de promoção da operacionalização da estratégia de testagem em Portugal. De acordo com o jornal Público, a estratégia de testagem em Portugal vai …

Fim das moratórias teve "impacto reduzido". Possibilidade de extensão é "muito escassa"

Faria de Oliveira, presidente da Associação Portuguesa de Bancos (APB), disse no Parlamento que o fim das moratórias teve um "impacto muito reduzido" nas famílias no mês de março, tendo registado um número "muito baixo" …

A água é cada vez mais escassa (e a culpa é de alguns destes alimentos)

Um novo estudo mediu o impacto do uso de água em várias dietas habituais nos Estados Unidos. O consumo de carne é o que mais contribui para este problema. O sistema alimentar precisa de água para …