Inés Arrimadas recusa formar governo na Catalunha

Enric Fontcuberta / EPA

Ines Arrimadas, do Ciudadanos, venceu as eleições regionais da Catalunha

Depois de o partido constitucionalista Ciudadanos ter ficado à frente nas eleições da Catalunha, Inés Arrimadas, que lidera o partido, não tem aliados para governar.

Nas eleições de quinta-feira, o partido Ciudadanos saiu vencedor, mas os independentistas conseguiram manter a maioria absoluta.

No entanto, quase uma semana depois, o partido conservador catalão continua decidido a não formar governo, avança o Correio da Manhã.

José Manuel Villegas, secretário-geral do partido, explicou que não faz sentido falar de negociações quando os partidos favoráveis à unidade com Espanha não conseguiram a maioria dos votos.

Além disso, o Ciudadanos recusa falar com as forças separatistas mais votadas: o Junts per Catalunya, que apoiou o ex-presidente catalão Carles Puigdemont, exilado em Bruxelas, e a Esquerda Republicana da Catalunha (ERC), de Oriol Junqueras, que continua detido por delitos de rebelião por causa do referendo separatista de outubro e a declaração unilateral de independência.

Entretanto, a agência EFE adianta que Rajoy tem tentado fazer pressão sobre Arrimadas para que exerça o seu direito de vencedora e não defraude os constitucionalistas.

O coordenador geral do Partido Popular, Fernando Martínez-Maíllo, exigiu também à líder do Ciudadanos, na Catalunha, Inés Arrimadas, que “assuma a liderança” das eleições de 21 de dezembro para “não defraudar os eleitores constitucionalistas“.

Maíllo voltou a pedir hoje, numa entrevista à Telecinco, que Arrimadas convocasse os partidos “porque há muito a fazer” antes da tomada de posse e “muitos pontos fortes a mostrar” do constitucionalismo.

ZAP // EFE

PARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

  1. Acho muito bem que a Arrimadas forme governo, já que foi ela que ganhou as eleiçoes. E ela recusa fazer a vontade aos que nela votaram???

    • A Inês sabe o que faz.
      Não forma governo porque não tem condições de governo. Nenhum dos partidos independentistas faria coligação.
      Assim, força nova consulta e talvez o eleitorado pense melhor em criar condições de governação.

      • Nao esquecer que o sr. rajoy disse que nao tinha que conversar com quem tem a maioria do parlamento, mas que tinha que o fazer com a sra. arrimadas, vencedora das eleições. E qual seria o melhor pensamento para o eleitorado Catalão??? Votar em massa nos independentistas?? Nunca no mundo houve eleição em que 100% da população estivesse de acordo, excepto no iraque de saddam ou na Coreia do Norte, portanto se nas eleições Catalães os partidos independentistas tiveram no seu conjunto 52% dos votos e com maioria no parlamento, são estes que terão de governar, isto se o governo franquista deixar.

        • Mas estou confuso… afinal quem ganha não governa??? Para que é que as pessoas votam? Deve pensar que Espanha é como Portugal onde ganha um partido mas que outros 3 se juntam para governar e as pessoas deixam que o poder seja tomado de assalto pacificamente….

          • Não estás confuso – isso chama-se ignorância (e não só)!!
            Não, não governa quem ganha!
            Em qualquer democracia parlamentar (como a de Portugal, de Espanha e todas as restantes europeias), como é lógico, governa quem tiver a maioria no parlamento!
            Agora só precisas de saberes contar para conseguires perceber o que se passa (quer em Portugal, quer na Catalunha).
            Percebido?

          • Não estás confuso – isso é mesmo ignorância!!
            Numa democracia parlamentar (tal como a portuguesa e todas as restantes europeias), governa que tem mais apoio no parlamento.
            Agora só precisas de saber contar os deputados para perceber o que se que passou em Portugal (e o que se está a passar agora no parlamento da Catalunha)!!

      • Se ela sabe o que faz, porque apregoou em alta voz que ganho as eleiçoes, como se isso fosse suficiente para governar. Claro que a vitoria dela só foi possivel porque os outros foram fragmentados a votos, se tivessem ido juntos o ciudadanos tinha apanhado uma abada que nem era bom. Portanto se nao tem maioria no parlamento, porque nao te calas, como dizia o outro. Aguardo para ver o que vai fazer o governo franquista, que nestas eleições teve uma derrota colossal. Os independentistas tendo mais de 50,1% dos votos, só têm que implementar o seu programa, ou seja, a independencia, por muito que custe ao rajoy e ao reizinho.

  2. É melhor que vá formar governo para a terra dela e deixe os catalães em paz a não ser que pretenda ser mais uma a tentar aumentar o número de prisioneiros políticos na Catalunha ao colaborar com o ditador Rajoy!.

  3. Que tristeza, o que tem sido o proceder do governo de Espanha! A Checo-eslováquia cindiu-se em duas e não houve tragédia, a Jugoslávia cindiu-se em meia dúzia e não houve grande tragédia, exceto a birra da Sérvia que acabou por perder. Qual a razão que impede a Espanha de aceitar a independência da Catalunha? De acordo, os catalães também não devem fazer tudo sem primeiro tentar pela via do diálogo… mas talvez tenham visto que o diálogo é impossível com Madrid! Cuidado, portugueses! Não vá o governo de Madrid recusar hoje o resultado de 1640!

  4. Terá tido a maioria dos votos, mas não sendo essa maioria absoluta, terá que formar alguma aliança para poder formar governo. Se não há ninguém que se queira aliar, não pode formar governo. Se o fizer, esse será cumbado no parlamento, obviamente.
    Não lhes resta que indigitar os independentistas (esses, aliados, têm a maioria) ou voltar às urnas.

    De qualquer das formas, è uma bofetada e tanto para o governo de Madrid, uma cambada de incompetentes políticos.
    (Não que os nossos sejam melhores…)

RESPONDER

China caminha a passos largos para a normalidade. Gaming, cerveja e Ikea dão empurrão

A China não regista, desde 17 de maio, vítimas mortais causadas pelo novo coronavírus. No entanto, há dois surtos ativos que parecem não impedir a população de caminhar em direção à normalidade. À semelhança do resto …

No regresso ao Superior, o Ministério recomenda aulas presenciais, com máscara e ao sábado

No regresso do Ensino Superior, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior recomenda que voltem as aulas em regime presencial com uso obrigatório de máscara e algumas das quais lecionadas ao sábado. Num comunicado …

"A profissionalização é fundamental". Este ano já morreram quatro bombeiros, todos voluntários

Nos incêndios deste ano já morreram quatro bombeiros. O último ano tão mortífero foi 2013, em que sete bombeiros perderam a vida. Em comparação, nos incêndios de 2019, não se registaram vítimas mortais entre esses profissionais. Como …

Portugal só tem 4 fiscais da ferrovia (e cada um tem de inspecionar 811 quilómetros)

O Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) tem apenas quatro técnicos afetos à fiscalização do setor. O organismo está a pedir o reforço destes profissionais desde 2014. De acordo com a edição desta quarta-feira do …

Dybala eleito melhor jogador do ano em Itália. Ronaldo fora da lista

O avançado argentino da Juventus foi eleito o melhor jogador da temporada 2019/20 do futebol italiano, enquanto o português Cristiano Ronaldo ficou de fora da lista de premiados. Na nota publicada no site oficial da Série …

Novo Banco registou perdas de 260 milhões à revelia do Banco de Portugal

A equipa António Ramalho terá inscrito nas contas 260 milhões de euros em perdas, passíveis de reembolso, sem falar com o Fundo de Resolução. O Público avança que a equipa de António Ramalho sinalizou, nos resultados …

Pingo Doce

Vídeo denuncia desperdício alimentar em supermercado. Jerónimo Martins está a investigar

Hugo Breda e João Relógio, ambos associados à produtora Swag On, publicaram na suas contas de Instagram um vídeo no qual denunciam o desperdício alimentar numa cadeia de supermercados em Lisboa.  O vídeo publicado nas …

O adeus de uma lenda. Ronaldo, Messi e Buffon despedem-se de "San Iker"

O internacional português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi recorreram às redes sociais para se despedirem de Iker Casillas, que esta terça-feira anunciou o fim da sua carreira.  "Foi um orgulho ter partilhado grandes momentos …

Há trabalhadores que estiveram em lay-off sem direito ao apoio salarial

O apoio destinado a trabalhadores que estiveram em regime de lay-off só se aplica a quem tenha estado nesta situação um mês civil completo. A 19 de junho, o Governo aprovou o decreto-lei que criou o …

Ordenado de 3 milhões e outros tantos em prémios. O contrato de Jesus à lupa

Jorge Jesus, que esta segunda-feira foi oficialmente apresentado como treinador do Benfica, vai ganhar três milhões de euros líquidos temporada, valor a que acrescem outros tantos milhões mediante prémios. Apesar de vir auferir um salário …