Índia alerta para variante Delta Plus, já presente em Portugal. É a chamada “mutação nepalesa”

Jagadeesh Nv / EPA

A Índia alertou, esta terça-feira, para uma mutação da variante Delta, chamada Delta Plus, que já terá sido detetada em nove países, incluindo Portugal. O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge confirma que se trata da chamada “mutação nepalesa”.

De acordo com o Hindustan Times, o Governo indiano revelou que já foram identificados pelo menos 22 casos desta variante, que foi considerada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) uma “variante de preocupação”.

Em conferência de imprensa, esta terça-feira, o Secretário do Ministério da Saúde indiano, Rajesh Bhushan, disse que estas duas dezenas de casos foram identificadas em três estados indianos, sendo que 16 foram no estado de Maharashtra, cita a agência Reuters.

O governante declarou que a Delta Plus, também chamada B.1.617.2.1 ou estirpe AY.1, mostrou uma maior transmissibilidade e, portanto, aconselhou os estados a aumentarem a testagem.

Segundo a cadeia britânica BBC, Bhushan declarou que esta mutação, além da elevada transmissibilidade, liga-se mais facilmente às células pulmonares e é potencialmente resistente à terapia com anticorpos monoclonais.

Esta variante já foi identificada em nove países, nos quais se inclui, além da Índia, Portugal, Estados Unidos, Reino Unido, Suíça, Japão, Polónia, Nepal, China e Rússia, segundo o mesmo jornal indiano.

Porém, em declarações ao jornal Público, o investigador João Paulo Gomes confirmou que esta é a mesma que ficou conhecida no nosso país como “mutação nepalesa”, que na altura foi usada pelo Governo britânico como justificação para colocar Portugal na chamada lista “âmbar”.

O investigador do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (Insa) acrescentou ainda que esta mutação “não está a ter disseminação relevante nem no Reino Unido nem em Portugal” e, das últimas amostras sequenciadas pelo Insa, “apenas 3% tinham essa mutação adicional”.

Segundo o matutino, a mutação em causa é a K417N, sendo que nos vírus em que está presente se situa na proteína da espícula, que é responsável pela entrada do SARS-CoV-2 nas células humanas.

Entretanto, ao jornal online Observador, fonte oficial do Insa também confirmou esta informação. “Numa primeira fase chamaram-lhe mutação nepalesa, mas já está presente em Portugal há algum tempo“, explica a mesma fonte, acrescentando que está “identificada como uma variante de interesse e a ser monitorizada” pelo instituto.

Esta terça-feira à noite, no programa da RTP “É Ou Não É”, João Paulo Gomes afirmou que a variante Delta, detetada pela primeira vez na Índia e que já se espalhou por pelo menos 92 países, representa 70% dos novos casos de covid-19 na região de Lisboa e Vale do Tejo.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

UEFA: Paços de Ferreira e Santa Clara ganham com tranquilidade

Equipas portuguesas perto de continuarem na nova Liga Conferência Europa. Pacenses conseguiram mesmo uma goleada. O play-off de acesso à fase de grupos da Liga Conferência Europa deverá ter duas equipas portuguesas. Na primeira "mão" da …

China usa drones e bananas para levar elefantes de volta para casa

Na China, uma manada de elefantes selvagens afastou-se do seu habitat há mais de um ano. Nos últimos meses, uma equipa especial está a tentar fazê-los regressar a casa. Primeiro, pede-se à população que fique em …

A primeira banda de rock de Gaza quer dar voz à dor causada pela guerra

A primeira banda de rock formada em Gaza, na Palestina, quer dar voz à dor causada pelo conflito com Israel. Um contabilista, dois advogados, um agrónomo e um funcionário humanitário suíço. Segundo a agência Reuters, são …

"Fiquei infetado mas não preciso da vacina": atleta olímpico explica a sua postura

Bryson DeChambeau iria participar nos Jogos Olímpicos mas um teste positivo à covid-19 afastou-o de Tóquio. Mesmo assim, recusa tomar a vacina e explica porquê. Bryson DeChambeau iria representar os EUA nos Jogos Olímpicos de Tóquio, …

Hologramas "teleportam" competição olímpica de badminton

Uma empresa japonesa recorreu a tecnologia holográfica para transmitir os jogos de badminton disputados nos Jogos Olímpicos. As partidas foram "teleportadas" para um espaço a 35 quilómetros de onde estavam a decorrer, em tempo real. "Esta …

Aumentam os rumores sobre o estado de saúde de Kim Jong-un

Os rumores sobre o estado de saúde de Kim Jong-un estão de volta, depois de o líder norte-coreano ter aparecido em público com uma mancha escura na parte de trás da cabeça e, posteriormente, com …

Alemão de 84 anos multado por possuir arsenal de armas da Segunda Guerra Mundial

Na terça-feira, um tribunal alemão condenou um homem de 84 anos por porte ilegal de armas. O idoso possuía um arsenal pessoal que incluía um tanque, um canhão antiaéreo e vários outros itens de equipamento …

Nicarágua. Ex-rainha de beleza detida (e libertada) após candidatar-se às eleições

As autoridades de Nicarágua detiveram na quarta-feira, libertando de seguida, a ex-rainha de beleza Berenice Quezada, dois dias após esta se ter registado como candidata nas eleições de 7 de novembro. Segundo a coligação Citizens for …

DGS autoriza competições da FPF com 33% de público

Os jogos das competições organizadas pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) podem ter uma ocupação de 33% dos recintos desportivos, segundo um parecer técnico da Direção-Geral da Saúde (DGS) a que a agência Lusa teve …

Novas "caixas" transformam eletricidade e areia em painéis solares

A Terrabox é uma espécie "fábrica de células solares" que só necessita de areia e eletricidade. Se for um sucesso, a tecnologia vai à Lua e a Marte. A Maana Electric, uma empresa sediada no Luxemburgo, …