Se houver um ataque nuclear, não use condicionador

O ponto mais estranho da lista de recomendações publicadas pelo Gabinete para a Defesa Civil de Guam face à “iminente ameaça com mísseis” da Coreia do Norte, que desaconselha o uso de condicionador no cabelo em caso de ataque nuclear, tem uma explicação simples.

A advertência pode ser lida no site do Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos, mas voltou a chamar a atenção há uma semana, entre as recomendações publicadas pelo Gabinete para a Defesa Civil de Guam, território norte-americano no Pacífico, depois da ameaça direta da Coreia do Norte.

Se for apanhado no exterior durante uma explosão nuclear, “lave o cabelo com champô ou sabonete e água. Não use condicionador porque vai ligar o material radioativo ao seu cabelo, impedindo-o de sair com facilidade”.

Na origem da necessidade deste alerta está a própria estrutura do cabelo, composto por várias camadas sobrepostas, uma espécie de escamas, que os condicionadores “baixam” para proporcionar o efeito amaciador que os caracteriza.

Durante o dia, explica à National Defence Radio Andrew Karam, um especialista em segurança radioativa, essa espécie de escamas podem ficar afastadas, como numa pinha. “As partículas de contaminação radioativa podem meter-se entre estas escamas”.

Assim se percebe que, em caso de ataque nuclear, importa não as fechar, mas sim permitir que a água as enxague abundantemente. Além disso, o condicionador também deixa no cabelo compostos oleosos que facilitam que as partículas radioativas se agarrem a ele.

Quando há uma explosão nuclear, a bola de fogo incinera tudo à passagem e emite material radioativo que, ajudado pelo vento, pode percorrer distâncias enormes, numa chuva radioativa que pode cair e fixar-se na roupa e na pele.

O relatório de 14 páginas publicado pelo gabinete para a Defesa Civil de Guam contém uma série de conselhos à população civil, como a preparação para o abastecimento de material médico de emergência, procura de pontos de proteção e refúgio ou procedimentos sobre como isolar uma habitação em caso de ataque químico.

“Não olhe para a explosão ou para a ‘bola de fogo’ porque pode cegar; mantenha-se atrás de qualquer objeto que o possa proteger e procure refúgio o mais rápido possível, mesmo que esteja afastado da zona de impacto, o vento pode propagar a radioatividade”, são algumas das mensagens difundidas à população do território.

As recomendações oficiais aconselham também o armazenamento de comida enlatada, água e utensílios de uso diário.

O regime de Pyongyang tornou público um plano militar que indicava que ia efetuar quatro disparos de mísseis de médio alcance, em meados de agosto, e que tinha como alvo as águas territoriais de Guam, mas na terça-feira, 15 de agosto, anunciou que não o ia fazer.

No entanto, na quarta-feira, a Coreia do Norte intensificou a sua guerra de palavras contra os EUA, tendo divulgado um vídeo propagandístico no qual mostra novamente a ilha de Guam como palco de um ataque com mísseis por parte de Pyongyang.

A ilha do Pacífico Ocidental, situada a 3.400 quilómetros a sudeste da Coreia do Norte, tem o estatuto de território integrado nos Estados Unidos, onde vivem 163 mil habitantes e onde se encontram mais de seis mil militares norte-americanos, concentrados em diversas bases navais e aéreas.

ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

Responder a ZAP Cancelar resposta

Já sabemos o que a vida na Terra respirava antes de haver oxigénio

Há milhares de milhões de anos, muito antes de existir oxigénio em quantidades abundantes na Terra, um dos mais famosos venenos existentes - o arsénico - poderá ter sido o composto que fez a vida …

Autoridades procuram migrantes ilegais que fugiram de quartel em Tavira

As autoridades algarvias estão à procura de um grupo de migrantes ilegais marroquinos que fugiu de um quartel de Tavira, no Algarve, durante a madrugada. De acordo com a RTP, fugiram 17 migrantes ilegais, oriundos de …

EUA oferecem recompensa de 4,7 milhões por ex-ministros venezuelanos

Os Estados Unidos anunciaram esta quarta-feira que oferecem uma recompensa de cinco milhões de dólares (4,7 milhões de euros) pelo ex-ministro da eletricidade venezuelano, Luis Alfredo Motta Domínguez, e pelo ex-ministro das Finanças, Eustiquio José …

PAN não terá candidato próprio nas presidenciais (e deverá apoiar Ana Gomes)

O Partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN) não vai ter candidato próprio às eleições presidenciais de 2021 e vai anunciar esta quinta-feira o candidato que irá apoiar. O semanário Expresso avança que, até agora, a única certeza é que …

Cientistas mostram que os corvos são capazes de pensar de forma consciente

Um novo estudo descobriu que os corvos não são só inteligentes, como mostram também ter uma forma de consciência, sendo capazes de estar conscientes do mundo à sua volta no presente. De acordo com o site …

"Alto risco". África do Sul proíbe entrada de turistas de Portugal

Os turistas oriundos de Portugal não vão ser autorizados a entrar na África do Sul, quando o país africano reabrir as fronteiras internacionais na quinta-feira, anunciou esta quarta-feira o ministro do Interior sul-africano. Portugal consta de …

Descoberta rara. Encontrado vapor de água salgada em torno de duas estrelas bebé gigantes

Uma equipa de investigadores descobriu um par de estrelas bebé massivas rodeadas por vapor de água e sal de cozinha, de acordo com um novo estudo. As duas estrelas bebé têm uma massa combinada 25 vezes …

Sonda da NASA deteta nanojatos na coroa solar (e desmistifica a sua extrema temperatura)

Uma equipa de cientistas, liderada pelas Universidades de Northumbria e St. Andrews, em cooperação com a NASA, descobriu um novo tipo de atividade dentro da atmosfera do Sol que poderia explicar como é que a …

Barry Jenkins vai realizar sequela de "O Rei Leão"

O realizador e argumentista de Moonlight foi escolhido pela Walt Disney Studios para realizar a sequência do blockbuster de 2019, O Rei Leão. Ainda não há uma data de lançamento prevista para o segundo filme, mas …

"Não me sinto seguro sem uma". Venda de armas aumentou drasticamente nos EUA

Os EUA continuam a ser um dos países onde os cidadãos comuns têm mais facilidade em comprar armas de fogo. Esta é uma prática recorrente, e mais de um terço das famílias norte-americanas têm uma …