Hotéis nos EUA vão ter “botão de pânico” para combater assédio sexual aos funcionários

Depois de vários anos a resistir à ideia, várias cadeias hoteleiras nos EUA anunciaram que vão fornecer “botões de pânico” aos seus funcionários para travar situações de assédio sexual.

Várias cadeias hoteleiras norte-americanas, como a Marriott e a Hilton, anunciaram, na semana passada, que vão dar aos seus funcionários “botões de pânico” para combater o assédio sexual e outros crimes, depois de vários anos a resistir à ideia, conta a Reuters.

Os trabalhadores da indústria hoteleira são alvo frequente de assédio sexual, geralmente quando se encontram sozinhos nos quartos com os hóspedes. Os sindicatos e ativistas aumentaram a pressão para que a ideia fosse posta em prática no último ano, na sequência do movimento #MeToo e do tiroteio em Las Vegas.

Proteger os nossos empregados e os milhões de clientes que ficam hospedados nos nossos hotéis todos os dias tem uma importância primordial para a indústria”, afirma Katherine Lugar, presidente e chefe executiva da Associação Americana de Hotéis e Alojamento, citada pela agência.

Segundo a representante, esta medida representa um investimento de centenas de milhares de dólares e vai afetar dezenas de milhares de funcionários nos próximos anos. Por exemplo, as cadeias Marriott e Hilton já se comprometeram a ter estes dispositivos em todos os seus hotéis nos EUA até 2020.

A ideia é que este “botão de pânico” seja algo semelhante a uma caixinha preta, com um botão vermelho, um sistema GPS e que poderá ainda emitir um som suficientemente audível para alertar o hotel quando este for ativado.

A indústria hoteleira e da restauração contabilizam mais de 14% das queixas de assédio sexual apresentadas na Comissão da Igual Oportunidade de Emprego dos EUA entre 2005 e 2015, representando o valor mais alto de todas as indústrias.

De acordo com a Reuters, os sindicatos já tinham conseguido a adoção destes dispositivos em várias cidades dos EUA, nomeadamente em Washington, Seattle, Chicago, Las Vegas e Miami. Em Nova Iorque, por exemplo, vários hotéis adotaram o dispositivo desde 2012, quando o ex-diretor do FMI, Dominique Strauss-Kahn, foi acusado de assediar uma funcionária do hotel onde tinha estado hospedado em 2011.

Em 2016, um inquérito a 500 mulheres de Chicago concluiu que 58% das funcionárias de hotelaria e 77% de casinos já foram vítimas de assédio sexual.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Federer sente falta de Wimbledon. "Deu-me tudo"

Roger Federer admitiu sentir a falta de Wimbledon, o torneio do "Grand Slam" que, se não tivesse sido cancelado devido à pandemia de covid-19, estaria a decorrer em Londres. O tenista suíço Roger Federer admitiu, esta …

Vanessa Guillen foi espancada até à morte. Jovem soldado tinha dito à mãe que era vítima de assédio

Vanessa Guillen foi vista pela última vez a 22 de abril, pouco tempo depois de confessar à mãe que estava a ser assediada por um sargento. O principal suspeito da morte da jovem suicidou-se e …

Presidente da Câmara do Funchal envia carta a Boris Johnson a defender a Madeira

O presidente da Câmara do Funchal escreveu uma carta a Boris Johnson, na qual realça "alguns argumentos fortes" a favor da Madeira como destino de férias para os cidadãos do Reino Unido. O presidente da Câmara …

Livros pró-democracia desapareceram das bibliotecas de Hong Kong

Livros escritos por importantes ativistas da democracia de Hong Kong começaram a desaparecer das bibliotecas da cidade, avança a agência noticiosa francesa AFP, citando registos online destes espaços. Os livros pró-democracia desapareceram das prateleiras da …

Lito Vidigal é o novo treinador do Vitória de Setúbal

Lito Vidigal é o novo treinador do Vitória de Setúbal. O ex-treinador do Boavista, que já tinha passado pelo Bonfim em 2018/2019, vai suceder a Júlio Velázquez no comando técnico dos sadinos. Esta segunda-feira, Lito Vidigal, …

Estados Unidos confirmam rara infeção provocada por parasita que destrói o cérebro

Foi detetada, no cérebro de uma pessoa no condado de Hillsborough, uma ameba rara que destrói o cérebro. O parasita chama-se Naegleria Fowleri. Uma ameba rara que destrói o cérebro, conhecida como Naegleria Fowleri, foi detetada numa …

IKEA devolve a Portugal 500 mil euros em apoios do lay-off

A IKEA já reuniu com o Governo e diz estar a estudar a melhor forma de proceder à devolução do montante recebido pelo Estado.  Segundo o Dinheiro Vivo, a IKEA Portugal vai devolver cerca de 500 …

Isabel dos Santos diz-se "contactável e disponível" para colaborar com a justiça

Isabel dos Santos negou, esta segunda-feira, que a justiça desconheça o seu paradeiro e que não a consiga contactar, depois de o procurador-geral de Angola ter vindo a público denunciar a ausência de respostas da …

"Não estamos a dar a resposta suficientemente eficaz nesta fase", diz bastonário dos médicos

O bastonário da Ordem dos Médicos (OM), Miguel Guimarães, defendeu esta segunda-feira que enquanto faltar uma "resposta suficientemente eficaz" à covid-19 na fase de desconfinamento, a recuperação económica também será mais lenta. O responsável falava aos …

Bolsonaro alarga veto para uso de máscaras no Brasil

Jair Bolsonaro vetou, esta segunda-feira, a obrigatoriedade do uso de máscaras em prisões durante a pandemia, segundo informações divulgadas no Diário Oficial da União. A decisão do Presidente brasileiro incluiu também o fim da obrigatoriedade de …