Hollande fez acordo secreto com Bruxelas para não cumprir défice

partisocialiste / Flickr

O presidente da França, François Hollande

A revelação deste contrato secreto foi feita pelo próprio Presidente francês no livro “Um presidente não deveria dizer isso”, editado por dois jornalistas do Le Monde.

O Presidente francês François Hollande fez um acordo secreto com a União Europeia para não cumprir as metas do défice e escapar às sanções.

A revelação foi feita no livro “Um presidente não deveria dizer isso”, da autoria de Gérard Davet e Fabrice Lhomme, dois jornalistas do Le Monde, e agora lido pelo correspondente do Expresso em Paris, Daniel Ribeiro.

A obra reúne cinco anos de investigação e conta com excertos de mais de cem horas de gravações de conversas com o chefe de Estado francês.

A União Europeia exige que os Estados-membros mantenham o défice abaixo dos 3% do PIB o que, de acordo com esta revelação, significa que a França escapou sempre às sanções por défice excessivo.

O “acordo secreto” seria válido desde 2012, ano em que Hollande foi eleito, até 2017, ou seja, teve o aval da Comissão Europeia presidida por Durão Barroso e, posteriormente, por Jean Claude Juncker.

É o privilégio dos grandes países. Nós dizemos: nós somos a França, nós protegemo-vos, temos umas forças armadas, uma força de dissuasão, uma diplomacia (…) Eles, os europeus, sabem que precisam de nós e, portanto, isso paga-se”, explicou o Presidente francês no livro, citado pelo semanário.

Para já, Hollande ainda não veio desmentir estas revelações mas alguns analistas políticos consideram já que a publicação do livro, a poucos meses das eleições, é o “suicídio político” do líder francês.

Segundo o Expresso, o primeiro-ministro gaulês, Manuel Valls, já expressou a “vergonha e cólera” dos militantes socialistas.

O livro revela ainda citações do presidente Hollande a dizer que França “tem um problema com o Islão” e que já ordenou “quatro assassinatos seletivos”, pretensamente de terroristas jihadistas.

ZAP

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. A arrogância deste “Senhor” Hollande não tem limites…cada vez mais questiono se vivemos numa Europa ou se vivemos num domínio Françês e Alemão em que as leis são feitas à medida destes dois países.

    • Quem nos dera termos governantes como ele.
      O Hollande só está a fazer o melhor pelo país dele.
      Felizmente para os franceses, o seu país tem “força” na união.
      Infelizmente o nosso não tem e os nossos governantes também não.
      É certo que numa Europa em que todos sonhamos, uma Europa justa, social, estes comportamentos são reprováveis, mas é assim a nossa sina e não vejo que mudará no futuro.

  2. Este é mais um que quer o inferno para os outros e o paraíso para ele, desta maneira de facto a UE caminha para o suicídio.

RESPONDER

"Estrela da Morte". Trump tem máquina de desinformação de mil milhões de dólares para ser reeleito

Face às eleições presidenciais dos EUA que se realizem este ano, Donald Trump montou uma máquina de desinformação, conhecida por "Estrela da Morte", avaliada em 1 mil milhão de dólares. Enquanto se desenrolam as primárias democratas …

Procura mundial de petróleo pode alcançar o seu nível mais baixo numa década por causa do coronavírus

O surto de coronavírus afetará de forma "significativa" a procura global por petróleo, podendo esta atingir o seu nível de procura mais baixo numa década, alerta a Agência Internacional de Energia (IEA). Com a desaceleração da …

Vitória SC 1-2 Porto | “Dragão” cola-se à liderança

A Liga NOS está ao rubro. O FC Porto foi a Guimarães vencer o Vitória SC por 2-1 e está a apenas um ponto da liderança do campeonato, na sequência da derrota do Benfica no …

Ventura não faz "fretes". Chega não viabilizará Governo do PSD se não houver cedências

Para governar com a direita, o PSD precisa do recém-eleito Chega. No entanto, há características que separam os partidos: enquanto que os sociais-democratas se querem estabelecer ao centro, André Ventura estabelece linhas vermelhas e não …

Egito atinge 100 milhões de habitantes (mas não há grandes motivos para celebrar)

A população do Egito atingiu os 100 milhões de habitantes, tornando-se no país árabe mais populoso e o terceiro em África atrás da Etiópia e da Nigéria, anunciaram ontem as autoridades. O calculador eletrónico instalado no …

Coronavírus: Há mais dois casos suspeitos em Portugal

Há mais dois casos suspeitos de infeção por coronavírus em Portugal. Os doentes, que vieram da China, já foram encaminhados para o Hospital Curry Cabral, em Lisboa, e para o Hospital de São João, no …

Morreu o ator Tozé Martinho

O ator António José Bastos de Oliveira Martinho, mais conhecido como Tozé Martinho, morreu este domingo aos 72 anos. Tozé Martinho morreu este domingo, aos 72 anos. O ator foi levado para o Hospital de Cascais, …

NASA já tem um preço para a próxima alunagem

O responsável pelos voos tripulados da NASA, Doug Loverro, revelou esta semana que a agência espacial vai precisar de  35 mil milhões de dólares nos próximos quatro anos para conseguir voltar a pisar a Lua …

Covid-19: FMI admite que crescimento mundial desça para 3,1% este ano

A diretora-geral do Fundo Monetário Internacional admitiu este domingo que a previsão de 3,3% para o crescimento da economia mundial possa descer 0,1 ou 0,2 pontos percentuais devido à propagação do coronavírus. "Por enquanto, a nossa …

Próximo Orçamento tem de começar a ser apresentado em abril (mas Centeno não o fará)

As novas regras de desenho de orçamentos vão ser novamente adiadas, avança este domingo o semanário Expresso. A equipa das Finanças já está concentrada no próximo Orçamento do Estado. No entanto, apesar de haver uma lei …