Holanda quer autorizar suicídio assistido a quem se “cansou de viver”

O batimento cardíaco é muito diferente em pacientes doentes e saudáveis

O Governo holandês quer alargar a morte medicamente assistida a “todas as pessoas que sintam que a sua vida chegou ao fim” e desejem morrer, apesar de não estarem doentes nem enfrentarem sofrimentos físicos insuportáveis.

“Pessoas que consideram, após profunda reflexão, que completaram a sua vida, devem ter a possibilidade, sob rigorosas condições, de pôr fim à vida da forma digna que escolherem“, afirmaram os ministros da Saúde e da Justiça holandeses numa declaração conjunta.

De acordo com o El País, antes da execução do suicídio assistido será necessário que “um assistente qualificado mantenha uma série de conversas com o afetado”.

“Depois de uma segunda revisão do caso, efetuada por outro assistente, este pode receitar o fármaco letal, que será recolhido numa farmácia”, diz a nota remetida ao Parlamento holandês.

A ministra da Saúde, Edith Schipper, afirmou que a proposta deverá visar apenas os idosos pois “o desejo de acabar com a vida de forma consciente ocorre na velhice”.

No entanto, ainda não foi avançada qualquer idade mínima para o suicídio assistido.

Existem pessoas que “já não vêem qualquer possibilidade de dar um sentido à sua vida, que sentem profundamente a perda de independência e estão isoladas porque perderam um ente querido”, destacaram os ministros holandeses.

Segundo o governo, a intenção da nova lei é evitar que as pessoas “dominadas por um cansaço absoluto e pela perda de amor-próprio” tirem a vida por conta própria.

A Holanda foi o primeiro país do mundo a legalizar a eutanásia, em 2002, permitindo que os pacientes terminais ou vítimas de males insuportáveis, que tenham realizado a autorização de forma voluntária, possam pôr fim à sua vida.

Em 2015, a Holanda registou 5.516 casos de eutanásia, correspondentes a 3,9% de todas as mortes – mais de 70% dos que optaram pela eutanásia sofriam de cancro e 2,9% de demência ou de doenças psiquiátricas.

O Governo holandês autorizou a eutanásia, em março, a uma vítima de abuso sexual que sofria de stress pós-traumático, anorexia severa, depressão crónica e até alucinações.

Um grupo de médicos realizou três avaliações diferentes à paciente, com cerca de 20 anos, e concluiu que esta nunca seria capaz de recuperar – permitindo que acabasse com a própria vida através de uma injeção letal.

A intenção de alargar o suicídio assistido a pessoas saudáveis já desencadeou várias críticas dos sectores mais conservadores e a decisão final ficará nas mãos do Governo eleito em Março de 2017.

BZR, ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Dymka, a gata que perdeu as patas e recebeu próteses de titânio impressas em 3D

Dymka, uma gata russa, ganhou um novo estímulo na sua vida depois de um grupo de veterinários realizar uma cirurgia para substituir as suas patas por próteses feitas de titânio impressas em 3D. A universidade revelou …

Hélder Amaral: "O meu partido de sempre está a morrer"

Em declarações ao semanário Expresso, o antigo deputado do CDS-PP, Hélder Amaral, diz-se desiludido com o seu partido. O ex-deputado centrista Hélder Amaral, que foi também presidente da distrital de Viseu, não está feliz com o …

EDP antecipa pagamento a mais de mil fornecedores em Portugal e Espanha

A EDP vai antecipar o pagamento a mais de mil fornecedores, uma iniciativa que, à semelhança do que já aconteceu no último ano, irá manter-se para todos os pagamentos a fornecedores ao longo do primeiro …

Há centenas de pessoas em busca de tesouros que não existem na Índia (e a culpa é de um boato)

Moradores de pelo menos três vilas no distrito de Rajgarh, no estado indiano de Madhya Pradesh (MP), passaram a última semana à procura de um tesouro antigo que provavemente não existe. Centenas de aldeões estão a …

João Ferreira diz que Marcelo deixou jovens em situação de "vulnerabilidade" (e elogia lay-off a 100%)

João Ferreira criticou este sábado o atual Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa por deixar os jovens em situação de "vulnerabilidade". O candidato presidencial João Ferreira afirmou, este sábado, que o Presidente da República, Marcelo …

Marisa Matias critica que apenas 1% do orçamentado seja gasto com cuidadores informais

Marisa Matias, candidata presidencial apoiada pelo Bloco de Esquerda, criticou este sábado que apenas tenha sido executado 1% da verba prevista no Orçamento do Estado para 2020 para os projetos-piloto dos cuidadores informais. Os atrasos e …

Ana Gomes considera "elucidativo" que Sócrates a ataque e elogie Marcelo

Ana Gomes, candidata às eleições presidenciais, considerou “elucidativo” que o antigo primeiro-ministro José Sócrates a tenha atacado e elogiado Marcelo Rebelo de Sousa. Questionada pelos jornalistas sobre o artigo de José Sócrates divulgado na sexta-feira, em …

Só pela profissão, professores "não são grupo de risco"

Graça Freitas reconheceu a importância dos professores "para o funcionamento do país", mas rejeitou considerá-los um grupo de risco esta sexta-feira. Os professores não são considerados um grupo de risco que deva ser integrado entre as …

João Leão infetado com covid-19

João Leão, ministro das Finanças, testou positivo à covid-19. O governante encontra-se assintomático e em confinamento domiciliário. O ministro de Estado e das Finanças, João Leão, testou positivo à covid-19. A informação foi adiantada este sábado …

Ricardo Salgado quer anular multa de 75 mil euros

A defesa de Ricardo Salgado recorreu ao Supremo Tribunal de Justiça para tentar anular uma decisão do Tribunal da Relação de Lisboa que confirmou uma multa de 75 mil do Banco de Portugal por causa …