Vítima de abuso sexual consegue autorização para eutanásia

Uma jovem holandesa com cerca de 20 anos não suportou as sequelas dos abusos que sofreu dos cinco até aos 15 anos de idade e preferiu morrer a conviver com os danos psicológicos dessas memórias.

A vítima, que não foi identificada, sofria de stress pós traumático, anorexia severa, depressão crónica e até alucinações. Um grupo de médicos realizou três avaliações diferentes com a mulher e concluiu, finalmente, que a vítima nunca seria capaz, em toda a vida, de recuperar do stress pós-traumático de que sofria.

Assim, autorizaram a eutanásia para esse caso, permitindo que a paciente desse fim à própria vida através de uma injeção letal. Segundo a junta médica, a mulher estava totalmente no controlo das suas faculdades mentais quando tomou a decisão de deixar de viver e conviver com as sombras do que sofreu.

A morte ocorreu em 2015, mas só agora a Comissão holandesa de Eutanásia revelou o caso, divulgado pela imprensa internacional.

O jornal Metro UK acrescenta que a injeção letal, dada no ano passado, foi-lhe concedida depois de a vítima já ter apresentado melhorias significativas do seu estado mental e físico com terapia, o que voltou a trazer o tema da eutanásia à sociedade holandesa.

A eutanásia foi legalizada na Holanda em 2002, tal como na Bélgica, e começou por ser aceite apenas para casos de doença mortal e sofrimento grave. Só no ano passado, houve um total de 5.561 pedidos de pessoas que quiseram pôr termo à própria vida, mais 75% do que em 2010 (3.136 casos).

O jornal The Telegraph sublinha que a eutanásia ganhou mais expressão também no caso de pessoas com problemas psiquiátricos.

Na Bélgica, por exemplo, tornou-se conhecido o caso de uma mulher que foi eutanasiada, sem que a família fosse informada, por sofrer de depressão, e outro em que uma mulher pediu para morrer, apesar de não sofrer de qualquer doença, apenas porque se dizia “cansada de viver”.

No caso da rapariga, apenas a monstruosidade do abuso continuado parece ser consenso, num assunto espinhoso e complexo, já que é quase impossível medir a dor das outras pessoas.

O caso está a causar sério debate não só na Holanda, mas também em países onde a discussão está ainda em aberto.

Um parlamentar inglês apontou que a naturalidade com que o procedimento se deu passa uma mensagem de dupla punição, como se a mulher estivesse punida com a morte, mesmo sendo a vítima. Outro líder fez questão de repudiar a decisão dos médicos, e lembrar que a eutanásia não pode ser considerada uma solução para as feridas profundas causadas por abusos sexuais.

Em Portugal o debate está aberto através de uma petição que foi entregue na Assembleia da República.

ZAP / Hypeness

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

    • E então, o que é que isso interessa? O que interessa é que um ser humano tenha chegado a tal desespero e sofrimento que só tenha encontrado essa saída.
      Espero que o causador do triste fim desta pessoa tenha uma morte dolorosa, e que exista inferno para pessoas como ele.

  1. Para mim NINGUÉM tem o direito de interferir na minha vida. Não prejudico ninguem nem interfiro na vida de outros.
    Graças a Deus tenho uma vida dita “normal”. Nunca sofri, nem sofro qualquer tipo de violência. Não pedi para nascer, como tal não admito que nada nem ninguem me proibisse um dia de tomar uma decisão destas.

  2. As maiores barbaridades no país da pseudo-modernidade. Até parece que estava a ler uma notícia sobre o Estado Islâmico.

RESPONDER

Coloridos e selados. Descobertos no Egito sarcófagos com mais de 2.500 anos

As autoridades egípcias anunciaram esta segunda-feira a descoberta de uma coleção de sarcófagos datados de há mais de 2.500 anos, na zona arqueológica de Sakkara, a sul da cidade do Cairo. Em comunicado, citado pela agência …

Nokia vai criar para a NASA a primeira rede móvel operacional na Lua

O grupo finlandês Nokia vai fabricar para a NASA aquela que será a primeira rede móvel móvel na Lua, como parte de um projeto de base humana permanente da agência espacial norte-americana, foi esta segunda-feira …

Sarkozy acusado de "associação criminosa". Investigação sobre ligações à Líbia continua

Nicolas Sarkozy, o antigo Presidente francês, está a ser acusado de "associação criminosa" como parte de uma investigação sobre o financiamento da sua campanha presidencial de 2007, particularmente acerca dos seus alegados vínculos com o …

A última década foi a mais quente do Oceano Atlântico em três milénios

A última década foi a mais quente do Oceano Atlântico em quase três milénios, aponta uma nova investigação da Universidade de Massachusetts em Amherst, nos Estados Unidos, e da Universidade de Quebec, no Canadá. As …

NASA apresenta rover "transformer" que vai explorar os penhascos íngremes de Marte

A NASA acaba de apresentar um rover de quatro rodas, denominado DuAxel, que se pode dividir em dois rovers de duas rodas separados. O robô foi projetado para, um dia, explorar alguns dos terrenos mais …

Veneno de vespa pode ter muito "potencial" na composição de antibióticos

Com o passar dos anos, a população começa a ficar mais resistente a certos medicamentos e estes deixam de fazer efeito. Agora, uma equipa de investigadores desenvolveu novas moléculas anti-microbianas a partir do veneno de …

"Ou és infetado ou morres de fome". Trabalhadores da Amazon nas Filipinas denunciam condições precárias

Trabalhadores contratados pela empresa de segurança Ring da Amazon que trabalham em call centers nas Filipinas denunciam condições de trabalho que dizem ser precárias, mostrando-se ainda mais preocupados com a situação por causa da pandemia …

"Momento muito duro". André Almeida sofreu rotura de ligamentos e arrisca paragem longa

O futebolista internacional português André Almeida sofreu uma entorse do joelho direito, que resultou numa “rotura do ligamento cruzado anterior e do ligamento lateral interno”, informou esta segunda-feira o Benfica. O lateral dos encarnados saiu aos …

Apoio à retoma. Empresas com perdas de 25% podem reduzir horário até 33% já esta terça-feira

Empregadores com quebra de faturação igual ou superior a 25% vão poder reduzir até 33% o horário dos trabalhadores, entre outubro e dezembro, segundo a alteração ao regime de retoma progressiva de empresas em crise. O …

Chega quer tornar voto obrigatório e sanções para quem não cumprir

O deputado único do Chega entregou uma nova proposta no âmbito do projeto de revisão constitucional do partido para tornar o voto obrigatório para todos os cidadãos que o possam exercer e sanções para quem …