Heróstrato queria que o mundo não esquecesse o seu nome (e destruiu uma das 7 maravilhas do mundo)

Cafeennui / Wikimedia

Reconstrução feita no software Poser da extremidade oeste do templo de Artemis em Éfeso, Turquia

O templo de Artemis, em Éfeso, era considerado uma das sete maravilhas da antiguidade. Mas em 21 de julho de 356 a.C. aconteceu uma catástrofe.

A polis, ou cidade-Estado independente da Grécia antiga, ficava perto da atual cidade portuária de Esmirna, na Turquia. A patrona de Éfeso era Artemis, a deusa da caça, dos animais selvagens, das terras virgens, dos nascimentos, das donzelas e da virgindade.

Segundo o historiador grego Heródoto, o templo havia sido erguido com recursos do rei Creso de Lídia e, segundo o romano Plínio, tinha 127 colunas, 36 das quais finamente talhadas com desenhos em relevo.

No centro daquele que foi um dos maiores templos gregos da História e o primeiro construído quase completamente em mármore, estava a colossal figura de Artemis, feita em madeira enegrecida.

Além dos seus propósitos religiosos, a construção era um íman que atraía turistas, comerciantes e até reis que faziam homenagens oferecendo diversas joias e outros tesouros. Servia também de proteção aos perseguidos, porque ninguém se atreveria a fazer algo que pudesse profanar o templo.

Em 21 de julho de 356 a.C. aconteceu uma catástrofe. Enquanto a deusa Artemis estava ausente do santuário, ajudando no nascimento de Alexandre, o Grande, um homem chamado Heróstrato queimou deliberadamente o templo que havia levado um século para ser construído, segundo o historiador grego Plutarco.

Depois de terem ardido as portas, as escadas, os móveis, o teto e a adorada imagem de Artemis, tudo o que restou do templo foram as colunas arruinadas.

Heróstrato foi preso e confessou que havia incendiado o santuário para que, “através da destruição dessa construção tão bela, o seu nome fosse difundido por todo o mundo“, segundo um relato de Valerio Máximo, autor da coleção Factorum et dictorum memorabilium (“Feitos e ditos memoráveis”).

Além de ter sido torturado e executado, Heróstrato foi castigado com o esquecimento através do que, mais tarde, passou a ser chamado de damnatio memoriae – literalmente “condenação da memória”. Todos os registos da sua existência foram apagados e a mera menção ao seu nome foi proibida sob pena de morte.

Apesar de a medida ter sido acatada, Heróstrato acabou por alcançar o seu objetivo: o historiador contemporâneo Teopompo mencionou o nome do incendiário numa obra escrita naquele mesmo século. Sabemos muito pouco sobre Heróstrato, mas nunca foi esquecido.

Na literatura, vários grandes nomes como Victor Hugo, Anton Tchekhov, Jean-Paul Sarte, Miguel de Unamuno e até Dom Quixote de La Mancha, personagem de Miguel de Cervantes, violaram a “condenação da memória”.

O nome do incendiário também permanece vivo na Ciência. O “complexo de Heróstrato” é um termo utilizado na psiquiatria moderna para pessoas que sofrem de sentimento de inferioridade, mas que desejam sobressair a qualquer custo.

Para alcançar esse fim, recorrem a ações agressivas, como destruir objetos de arte, patrimónios públicos, objetos socialmente úteis e torturam ou matam animais ou pessoas.

  ZAP // BBC

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Gostei da parte em que referem que a deusa Artemis se ausentou para ajudar no parto de Alexandre o Grande, conjugada com a informação de que a imagem adorada da deusa Artemis foi consumida pelo fogo.
    Estaria a deusa presentemente ausente? Ou em ausência presencial?
    Não percam o próximo episódio porque nós também não!

  2. O conhecimento que temos hoje da Grécia Antiga resulta do mito e dos escritos legados muitos deles tambem um misto de mitos e factos. Eles não podem ser dissociados. Essa mescla de mitos e narrativas que passaram à posteridade constituem a base da civilização ocidental. A deusa Artemis ( ela mesmo ) foi quem se ausentou temporariamente do templo para assistir ao parto de Alexandre ( sabemos quem foi, certo ? ). A estátua continuava no templo.
    Relativamente aos próximos capítulos eles são escritos diariamente pelos múltiplos historiadores e investigadores e cujo trabalho ainda vai pouco mais que no início. Não percam mesmo esses capítulos vindouros porque eles contribuirão para nos ajudar a conhecer-nos melhor a nós mesmos e ajudar a perceber como chegámos aqui.
    Logicamente nem todos vão entender esses episódios…..

RESPONDER

Portugal regista mais três mortes e 927 casos de covid-19

Portugal registou, esta quarta-feira, mais três mortes e 927 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 927 novos …

Festejos do Sporting. IGAI garante que "não omitiu informação ou branqueou factos"

A inspetora-geral da Administração Interna garantiu no Parlamento, esta quarta-feira, que a IGAI "não omitiu informação ou branqueou factos" no relatório sobre os festejos do Sporting, sustentando que tudo o que foi investigado consta do …

PAN só viabiliza OE "se houver compromisso do Governo em alterar" a proposta

A porta-voz do PAN afirmou, esta quarta-feira, que o partido só poderá viabilizar o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) se o Governo se comprometer com alterações à proposta na especialidade. Inês Sousa Real falava aos …

Colômbia condenada por não ter investigado agressões "verbais, físicas e sexuais" a jornalista

De acordo com a sentença, o Estado colombiano não investigou devidamente o caso de sequestro, tortura e violação da jornalista Jinedth Bedoya, que estava a trabalhar numa reportagem sobre a guerra civil em 2000. O Tribunal …

Rio diz ter "obrigação" de avançar com recandidatura à liderança do PSD

O presidente do PSD justificou a sua recandidatura à liderança, esta quarta-feira, pela "obrigação" de colocar o interesse do país e do partido à frente da sua vida pessoal. No final de uma audiência com o …

Fenprof e FNE convocam greve nacional de professores para 5 de novembro

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) e a Federação Nacional da Educação (FNE) anunciaram, esta quarta-feira, que vão convocar uma greve nacional de professores para 5 de novembro. Em comunicado, a Fenprof refere que a greve …

PCP reconhece aproximação do Governo, mas diz que ainda é insuficiente

O líder parlamentar do PCP considerou, esta quarta-feira, que houve uma aproximação do Governo às propostas do partido, mas que ainda não é suficiente para alterar a avaliação feita sobre o Orçamento do Estado para …

Alemanha pode falhar objetivo de doação de vacinas contra a covid-19 (e culpa fabricantes)

A Alemanha pode falhar o seu objetivo de doar 100 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 a países mais pobres. Um funcionário do ministério da saúde alemão revelou, numa carta a Bruxelas, que a …

Alexei Navalny vence Prémio Sakharov 2021

O opositor russo Alexei Navalny é o vencedor do Prémio Sakharov para a Liberdade de Pensamento 2021, anunciou o Parlamento Europeu, esta quarta-feira. Alexei Navalny foi nomeado pelos grupos políticos PPE e Renovar a Europa devido …

Extinção do SEF aprovada na especialidade no Parlamento

A proposta do PS e do Bloco de Esquerda sobre a extinção do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) foi aprovada na Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, esta quarta-feira. Segundo o jornal Público, …