Cortes na ADSE abrem guerra entre Governo e hospitais privados

Tânia Rêgo / ABr

Unidades privadas de saúde enviaram carta ao Governo a ameaçar deixar de prestar cuidados aos beneficiários da ADSE.

As novas tabelas da ADSE – que entram em vigor a 1 de março – reduzem significativamente os valores pagos aos prestadores que têm convenção com o sistema, perdas essas consideradas “incompatíveis”  para os privados e que põem em causa o acesso dos beneficiários aos cuidados de saúde.

Quem o diz é a Associação Portuguesa de Hospitalização Privada (APHP) que, em carta enviada ao ministro das Finanças e da Saúde, ameaça deixar de prestar cuidados a beneficiários da ADSE.

A carta, à semelhança de uma outra enviada a João Proença, presidente do CGS (que junta representantes dos beneficiários, dos sindicatos, das associações de reformados e do Governo), alerta para os prejuízos causados pelas novas tabelas.

Segundo o Público, que teve acesso à carta, a nova tabela fixa preços abaixo do custo, contempla normas ilegais e põe em causa a atempada rprestação de cuidados aos beneficiários. “As novas tabelas podem colocar em causa a qualidade e acesso dos serviços prestados aos beneficiários e traduzem-se em perdas incomportáveis para os prestadores privados”, nota a APHP. “Essa é uma linha que não podemos ultrapassar”.

A APHP garante ainda que tem tido uma posição “construtiva” e que têm sido conseguidos avanços, em particular nos preços fechados nas cirurgias, mas apresentar um “documento unilateral”, que altera “de forma substancial a relação com os prestadores privados, é uma metodologia que claramente não pretende assumir os prestadores como parceiros”, lamenta.

As novas tabelas implicam uma poupança anual de 29,7 milhões de euros para a ADSE e de 12,7 milhões para os beneficiários, mas pressupõem que os privados com convenção com o sistema encaixarão menos com os cuidados prestados aos beneficiários da ADSE.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. EU não quero perder mais um direito enquanto pagador de um serviço de acesso à saúde que contratei com o Estado Português. Pago bem mais do que qualquer outro utente do SNS, a ADSE tem superavit por esse facto e daqui a pouco o governo destroi a única coisa que ainda ia funcionando a meio gás no serviço de saúde. Sim, porque ao longo destes últimos dez anos, muito e muitos médicos e outros prestadores de saúde me foram dizendo que já não podiam fazâ-lo porque já não tinham acordo com a ADSE.
    BASTA de nos tramarem governilhos! Basta de nos roubarem politiqueiros! Este Portugal tinha melhores governos se não tivesse Governo!

    • Caro Luis, é verdade, paga/pagamos bem mais do que qualquer utente do S. N. S.
      Dito desta forma deixamos no ar a ideia de que os utentes do S. N. S. pagam alguma coisa.
      Ora é necessário afirmar que OS UTENTES DO S. N. S. (à parte as taxas moderadoras, que nós também pagamos, às vezes na ordem das dezenas ou centenas de euros, dependendo dos actos médicos a que recorremos), NÃO PAGAM NADA.
      A ideia lançada de que os beneficiários poupam 12,7 milhões não passa de um arremesso de areia para os nossos olhos.
      A ADSE não precisa da protecção do Estado. Exige/exijo/exigimos é que o Estado não se sirva dela como fonte de financiamento.
      SEJAMOS FIRMES!

RESPONDER

"A política ama traição, mas despreza o traidor". Sócrates acusa PS de "ataque injusto" (e diz-se alvo de "vingança" da direita)

"A política ama a traição, mas despreza o traidor". No livro "Só Agora Começou", que será publicado nos próximos dias, José Sócrates acusa a atual direção do PS de traição. De acordo com o Diário de …

"Novas dificuldades e entropias". Autarcas independentes exigem extinção imediata da CNE

Os presidentes de Câmara e representantes de movimentos independentes decidiram este sábado dar um novo prazo aos partidos para que estes possam alterar a lei eleitoral autárquica. Porém, exigem a extinção imediata da Comissão Nacional …

Estudo mostra que as ovelhas preferem acasalar com machos subordinados

Um novo estudo descobriu que, ao contrário do que se podia pensar, as ovelhas preferem acasalar com machos que estão mais abaixo na hierarquia. Atualmente, a vida sexual da maioria das ovelhas é controlada pela indústria …

“Vamos iniciar uma nova etapa". Madeira vai testar toda a população (gratuitamente)

O Governo da Madeira vai desencadear uma campanha de testagem massiva da população da região, ainda sem data, que será gratuita, para aferir da evolução da pandemia da covid-19 no arquipélago, anunciou este sábado o …

O armazenamento de energia "sem massa" está a chegar

Uma equipa de cientistas da Chalmers University of Technology, na Suécia, produziu uma bateria estrutural com um desempenho dez vezes melhor do que todas as versões anteriores. A descoberta abre caminho ao armazenamento de energia …

Ataque terrorista a cidade na Nigéria atinge organizações humanitárias e instalações da ONU

Jihadistas alegadamente ligados ao Estado Islâmico atacaram este sábado as instalações de várias organizações humanitárias e das Nações Unidas na cidade nigeriana de Damasak, e ainda estão no local, afirmaram fontes das organizações não-governamentais (ONG). O …

Os humanos foram "superpredadores" durante dois milhões de anos

Uma nova investigação revelou que os humanos foram um predador de ponta durante cerca de dois milhões de anos. Só a extinção da megafauna e o declínio das fontes de alimentos de origem animal no …

Paços de Ferreira 0-5 Benfica | Seferovic “parte tudo” na Capital do Móvel

Na noite deste sábado, o Benfica somou o sétimo triunfo consecutivo no campeonato, ao golear o Paços de Ferreira por 5-0, num embate relativo à 26.ª jornada do campeonato. A equipa de Jorge Jesus, que acabou …

Após terramotos e deslizamentos, a "cidade moribunda" de Itália ainda resiste no topo de uma montanha

Chamar-se a si mesmo de "Cidade Moribunda" pode não parecer a melhor forma de atrair turistas, mas Civita, em Itália, aprendeu a viver com o facto de estar a morrer. Há vários séculos, a cidade …

"Alexa, estou com calor." Já é possível controlar o ar condicionado de um Lamborghini apenas com a voz

A Amazon está a dar um grande passo na indústria automóvel ao integrar a Alexa no Huracán EVO da Lamborghini, não apenas para fazer perguntas, mas dando ao assistente virtual a capacidade de controlar as …