Grupo invade esquadra após detenção de jovem

Um grupo de jovens tentou esta quinta-feira invadir a esquadra da PSP de Alfragide, no concelho da Amadora, na sequência da detenção de um jovem que atirou uma pedra contra uma carrinha policial, segundo fonte das forças de segurança.

O subcomissário Abreu, porta-voz do Comando Metropolitano de Lisboa (Cometlis) da PSP, explicou à Lusa que cerca das 14:00 uma carrinha de uma equipa que patrulhava o bairro da Cova da Moura, no mesmo concelho, foi atingida por uma pedra atirada por um jovem de um grupo de cerca de 10 pessoas.

Um polícia sofreu ferimentos ligeiros, no rosto e nos braços, e foi transportado para o Hospital de Amadora-Sintra, e o jovem, de 24 anos, foi levado para a esquadra de Alfragide. A polícia chegou a disparar um tiro de ‘shotgun’ para o ar para dispersar o grupo, referiu a mesma fonte.

Na sequência da detenção, os restantes jovens, com idades entre os 23 e 25 anos, “tentaram invadir” a esquadra, tendo sido disparado um novo tiro para o ar, segundo a PSP. Foram detidos cinco elementos do grupo e os restantes fugiram.

Os detidos, todos do sexo masculino, permanecem na esquadra e serão notificados para serem ouvidos em tribunal, explicou o porta-voz do Cometlis.

/Lusa

PARTILHAR

14 COMENTÁRIOS

  1. É preciso dar pouca guita porque o papagaio vai alto .Não actuem ao agentes de autoridade e sem complexos face aos comentários de SS.Racismo,que tudo levam em tal sentido,e depois não se queixem.Maus cidadãos que nada respeitam têm que ser punidos com severidade, independentemente de tom de pele,religião ou afins.São todos dignos de direitos e deveres.Não cumprem .Os tribunais deverão actuar e com muita severidade.O resto é paisagem que muito interessa para especulações de determinadas entidades e organizações.

    • Caro Atónito,
      Esteja à vontade para nos fazer chegar as verdades e outras meias das mesmas, com as quais contamos para enriquecer a oferta de informação que fazemos aos nossos leitores.

  2. Jornalismo sério faz-se com fontes diversas e questionando sempre a info. que nos chega pronta a consumir. Uma rápida busca no “google” poderá fornecer outras fontes. Não quero desvalorizar o vosso trabalho mas estas informações são “arranjadas” para justificar certos comportamentos da PSP e ajudam a reforçar preconceitos raciais, o que não é de todo o vosso objectivo não é?
    Deviam investigar porque foram baleadas pessoas em varandas, porque o grupo (acusado de invadir a esquadra) viu recusado o seu direito de apresentar uma queixa e alguns acabaram espancados pelos agentes e no hospital. Já agora porque são admitidos agentes com cruzes suásticas tatuadas como já muita gente viu. Neste país nada é impoluto muito menos a polícia cujos abusos passam sempre incólumes entre a chuva…

    • Caro Atónito,
      Efectivamente, nem sempre temos condições para ir muito além da mera selecção dos temas que nos são fornecidos.
      Mas por tudo o que expõe, mais importante se torna o seu contributo a esta notícia. Obrigado.

  3. Realmente, que título ridículo …
    “se não têm condições para ir muito além da mera selecção dos temas que [vos] são fornecidos” no mínimo sejam imparciais no julgamento e mais atentos na escolha de palavras …
    o suposto “gangue” era formado por jovens (pertencentes a associações de apoio aos habitantes do bairro da Cova da Moura) e dirigiam-se a esquadra com o intuito de apresentar formalmente uma queixa de abuso policial, não só formam negados de apresentar queixa mas formam espancados e incriminados..
    a parte disso, outros moradores foram vitímas de balas perdidas lançadas pela polícia

    porque a escolha da palavra “gangue”?porquê a omissão de factos relevantes para a exposição da notícia?
    isto não é jornalismo/não é informação, apenas manipulação e sensacionalismo barato
    (ah e bela escolha de imagem-descontextualizada (para quem não sabe o que é um gangue vê a imagem e percebe logo quem são os maus da fita)

  4. e perante o exposto, que ninguem se admire que estes vandalos sejam no proximo 10 de Junho agraciados com a ordem do Infante e os coitados e malandros dos policias condenados

  5. Aqui no baixo Alentejo estamos a construir parques solares (electricidade baseadas em energia solar) Precisamos de ajudantes para operações técnicas.
    Podem enviar os cinco rapazes detidos que nós ajudamos na parte da reintegração.
    Bem hajam

  6. Observatórios, Associações e afins, deviam morar na Cova da Moura. Nem era preciso ir tão longe, bastava que morassem na Amadora. Quando não há respeito pelas forças de segurança e se minimizam os danos causados por estes cidadãos, que mais não são do que marginais marginais, é a nossa segurança que está em risco.
    Já são demasiados os relatos de vandalismo a esquadras. Onde estão, afinal, os direitos das vítimas que fazem do trabalho o pão de cada dia?

  7. ao senhor do baixo alentejo
    (provavelmente descendente de marroquinos em linha directa, logo descendente de africanos, ou outra hipótese também provável, descendente de escravos africanos que, em largo número, foram “convidados” a povoar o alentejo por via da sua resistência à malária, nos séculos XV a XVIII e que por aí deixaram basta semente, bem visível nos vossos traços)
    aconselho também a convidar para o seu empreendimento solar o agente da autoridade tatuado com cruz suástica, talvez para capataz dos de chicote ou para motorista do seu trator mercedes
    tanto sol e tanta molenga nessa cabecinha pensadora

  8. Em Setubal é que sabem meter os “jovens” na linha. Porta-bagagens… fábrica abandonada… pancada e pronto, já está mais uma reintegração social bem sucedida.

Responder a ZAP Cancelar resposta

"Pés de café" ajudam robôs a andar mais rápido (e sem tropeçar)

Uma das principais aplicações para robôs com pernas é a exploração de locais de desastre. No entanto, para atravessar os escombros, estas máquinas precisam de ter "pés" firmes. Uma equipa de investigadores da Universidade da Califórnia, …

Famalicão 2-1 FC Porto | Dragões falham reentrada

O FC Porto ficou hoje com a liderança da I Liga portuguesa de futebol em risco, ao perder em casa do Famalicão, por 2-1, na 25.ª jornada, que marca o regresso após a paragem devido …

Empresas chinesas compram soja dos EUA apesar de suspensão imposta pelo Governo

Empresas estatais chinesas terão comprado pelo menos três carregamentos de soja aos Estados Unidos (EUA), mesmo após o Governo ter levantado uma suspensão. Esta surgiu depois de Washington afirmar que terminaria com o acordo comercial …

Musk quer bombardear Marte. Pode ser só um "pretexto" para enviar armas nucleares para o Espaço

O plano de Elon Musk de bombardear Marte é apenas um pretexto para o lançamento de armas nucleares para o Espaço, disse o diretor da agência espacial russa Roscosmos, Dmitry Rogozin. Bombardear Marte para tornar o …

Quase 20 mil toneladas de combustível derramadas em rio na Rússia

https://cache-igi.cdnvideo.ru/igi/video/2020/6/2/%D0%BD%D0%BE%D1%80%D0%B8%D0%BB%D1%8C%D1%81%D0%BA.mp4 Quase 20 mil toneladas de combustível foram acidentalmente derramadas num rio no extremo norte da Rússia, levando as autoridades a declarar uma situação de "emergência" e levantando preocupações entre ambientalistas e residentes. Em comunicado, a associação …

Mais verde e mais barato. Suécia segue a Alemanha e instala a primeira turbina eólica de madeira

A Suécia instalou uma nova e interessante turbina eólica: uma torre construída em madeira. A Alemanha também já tem esta nova tecnologia. Construída a partir de materiais de fontes sustentáveis e que oferecem desempenho comparável às …

Já não mostra só as filas do supermercado. App "Posso ir?" também diz se pode ir à praia

A aplicação móvel que permite aos utilizadores consultar as filas e as afluências aos supermercados também mostra como está a praia. Agora, a aplicação "Posso ir?" vai também dizer-lhe se é ou não prudente ir dar …

Discurso xenófobo. Na Áustria, "a islamofobia tornou-se uma forma dominante de racismo"

A Áustria regista um aumento preocupante do discurso xenofóbico, em particular em relação aos muçulmanos e refugiados, alerta um relatório do Conselho da Europa. A Comissão do Conselho da Europa contra o Racismo e a Intolerância …

Um em cada quatro russos acredita que a pandemia é uma invenção

Um em cada quatro russos acredita que a pandemia de coronavírus é uma invenção, de acordo com uma pesquisa realizada pela Escola Superior de Economia de Moscou (HSE). Segundo avançou o site de notícias RBC, citado …

"Botellón" está de volta a Lisboa. Ajuntamentos sem controle podem estar a espalhar o vírus

Há cada vez mais ajuntamentos de jovens em Lisboa, nomeadamente nos bairros típicos, mas também em locais como bombas de gasolina, para o convívio e o consumo de álcool. Um tipo de comportamento que está …