Na semana da sua grande conquista política, Boris arrisca guerra diplomática com Trump

Donald Trump insistiu nos riscos do acesso da gigante chinesa à rede 5G no Reino Unido, mas Londres deve anunciar parceria na terça-feira.

A semana em que o Reino Unido vai oficializar a sua saída da União Europeia (agendada para dia 31 de janeiro) pode ser assombrada por um conflito diplomático com os Estados Unidos. De acordo com o Público, está em causa o anúncio de uma acordo entre o Governo britânico e a Huawei, para permitir o acesso do gigante tecnológico à rede 5G do país.

Os Estados Unidos são o grande aliado comercial do Reino Unido no pós-divórcio com Bruxelas, mas têm feito vários avisos. Donald Trump telefonou pessoalmente a Boris Johnson, na passada sexta-feira, para lhe dar conta dos riscos do anúncio, recordando as relações próximas entre a Huawei e o Governo chinês – nomeadamente os serviços de informação do Estado chinês, que, dessa forma, pode permitir o acesso privilegiado de Pequim a uma rede de infraestruturas importantes no Reino Unido.

O Sunday Times avança ainda que o Presidente dos EUA insistiu que os dois países devem trabalhar em conjunto para chegar a uma alternativa à gigante chinesa, tendo comunicado a Boris que se este não desistir, estará a lançar bases para uma guerra diplomática.

“Dar luz verde ao acordo [com a Huawei] será uma grave ameaça para a segurança nacional”, avisou Donald Trump.

Por sua vez, em Downing Street argumenta-se que os chineses serão “excluídos de locais sensíveis”, como o Parlamento de Westminster ou as bases navais de Portsmouth, Faslane ou Devonport.

O eventual braço de ferro entre o Reino Unido e os Estados Unidos pode prejudicar tanto a posição de princípio de Washington nas negociações com Londres sobre um novo acordo de livre comércio, como a cooperação entre os serviços secretos dos dois países.

Segundo o diário, a Administração Trump chegou a ameaçar com a exclusão do Reino Unido do “Five Eyes” – o mecanismo de cooperação e de troca de informações entre EUA, Reino Unido, Austrália, Canadá e Nova Zelândia –, mas um funcionário do Governo britânico disse ao Sunday Times que os serviços secretos norte-americanos lhes garantiram que essa hipótese não está em cima da mesa.

Em relação às negociações entre Washington e Londres, o clima pode mesmo azedar. “O apetite para um acordo comercial EUA-Reino Unido pode diminuir se o Reino Unido tomar a decisão errada sobre a Huwaei”, alertou um alto funcionário da Casa Branca, em declarações ao Wall Street Journal.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Considerando que a NSA pode ver e ouvir tudo e todos no mundo, os EUA sabem muito bem o potencial da Huawei. Na Europa, a Huawei comprou a sua concorrente directa da EU, na Belgica para além de mais alguns spin-off’s da Universidade da Lovaina e a partir daí estamos f*didos na mesma. Para além disso, o que é que os EUA tem neste momento pra oferecer em alternativa?

    • Ai Paulo que tu quando estás caladro roças a genialidade. O pior é quando te lembras de exteriorizar o que a tua mente te permite.

      • O Sr. Paulo disse uma grande verdade. Os Americanos têm de facto a mania de controlar tudo e todos, se não sabe disso deveria estar mais bem informado até porque isto é assumido por eles próprios.

  2. Todos pelos direitos humanos, até que lhes cheguem à carteira.
    É igual ao tuga. A Isabel dos Santos também era venerada aqui pelos subditos do ocidente, até que lá fora a começaram a processar e de repente aqui os papagaios começaram a falar para não parecer mal e não por causa da exploração dos pobres angolanos.

    Agora preferirem ser governados pela china em vez dos eua é que não percebo, mas as pessoas também com a capacidade intelectual que têm neste país já nada me admira.

Morreu Catarina Sena, subdiretora-geral da Saúde, aos 47 anos

Catarina Sena, subdiretora-geral da Saúde, morreu esta segunda-feira, aos 47 anos, vítima de doença prolongada. Administradora hospitalar e especialista em planeamento em gestão, era subdiretora-geral da Saúde desde 2008, tendo trabalhado com Francisco George e …

Quarentena deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"

As medidas de isolamento social adotadas para conter o novo coronavírus estão a deixar a Terra mais silenciosa - pelo menos para os “ouvidos” sensíveis dos sismógrafos. A atividade humana, como a circulação de pessoas e …

Descobertas duas anãs brancas que orbitam entre si a cada 20 minutos

Cientistas do Harvard & Smithsonian Center, nos Estados Unidos, descobriram uma anã branca binária composta por duas estrelas com um núcleo de hélio que orbitam entre si a cada 1.201 segundos, isto é, pouco mais …

Dispositivo de grafeno pode transformar sinais de Wi-Fi em energia

A tecnologia do carregamento sem fio não é muito mais útil do que conectar o telemóvel a um cabo, já que, de qualquer das maneiras, precisamos de estar em contacto com o carregador. No entanto, …

Descobertas filmagens inéditas de um centro de espionagem da II Guerra Mundial

Foi descoberta uma rara filmagem da instalação militar secreta Bletchley Park, no Reino Unido. Este centro de espionagem atuou durante a II Guerra Mundial e foi responsável por decifrar códigos alemães durante o período nazi. O …

Montezemolo revelou o sonho que Ayrton Senna não cumpriu

O antigo presidente da equipa da Ferrari, Luca di Montezemolo, revelou que o seu maior arrependimento foi não ter conseguido levar Ayrto Senna para a equipa. Em 1994, Ayrton Senna morreu de forma trágica quando perdeu o …

Friends: atores já terminaram as gravações do episódio especial

Ainda antes de os talk shows serem suspensos devido à COVID-19, Matt LeBlanc foi um dos convidados do The Kelly Clarkson Show, onde confirmou que as gravações do episódio especial de FRIENDS estavam concluídas. O programa …

YouTube remove vídeos com teoria da conspiração que liga covid-19 ao 5G

A onda de teorias falsas que ligam a pandemia da COVID-19 ao 5G levou a uma série de incidentes, incluindo ameaças a funcionários de operadoras e ataques a antenas de telecomunicações. Agora, o YouTube está …

Engenheiros construiram um ventilador caseiro. Pode servir como "último recurso"

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Vanderbilt, nos Estados Unidos, construiu um ventilador caseiro que pode ser usado como último recurso. A pandemia de covid-19 continua a desafiar as comunidades médicas e uma das ameaças …

Sepultura de genocídio encontrada no Ruanda pode conter 30 mil corpos

No Ruanda, foi encontrada uma sepultura que pode conter 30 mil vítimas do genocídio no país em 1994. Cerca de 800 mil tutsis e hutus moderados foram assassinados. Mais de 25 anos depois de um genocídio …