Governo acusa PSD de ser responsável por suspender linha circular do Metro de Lisboa

O secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares acusou o PSD, esta quarta-feira, de ser o responsável pelas consequências da suspensão da construção da linha circular do Metro de Lisboa, sublinhado que o projeto já está em curso.

O governante falava hoje no plenário, durante o debate na especialidade do Orçamento do Estado para 2020 (OE2020), em reação às propostas do PCP e do PAN aprovadas durante a madrugada no sentido de suspender o processo de construção da linha circular do Metropolitano de Lisboa.

Esta obra está em curso e os senhores vão ser responsáveis [….] por perda de fundos comunitários e por pagar indemnizações aos empreiteiros”, disse Duarte Cordeiro.

A proposta do PCP que defende que seja dada prioridade à estação da rede metropolitana até Loures, bem como para Alcântara e zona ocidental de Lisboa, foi aprovada com votos a favor do PSD, BE, PCP, CDS, PAN e Chega, a abstenção da Iniciativa Liberal e o voto contra do PS.

Já a do PAN obteve os votos favoráveis do PSD, BE, PCP e Chega, os votos contra do PS e da Iniciativa Liberal e a abstenção do CDS.

“Do PSD esperávamos um pouco mais”, disse o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, acrescentando que o estudo que a proposta aprovada prevê já existe e que “a obra já está em curso” e por isso terá consequências.

A suspensão do processo “implica provavelmente o pagamento de fortes indemnizações” aos empreiteiros e arrisca a perda de “centenas de milhões de euros de fundos comunitários”, disse o secretário de Estado.

Além disso, vai suspender o projeto “no mínimo por três anos”, acrescentou Duarte Cordeiro, apelando ao “bom senso”.

O deputado do PSD, Carlos Silva, afirmou que “não há obra nenhuma” em curso e precisou que a aprovação destas propostas impede que o Governo “transforme o metro numa espécie de carrossel para turistas“.

Hoje, em declarações ao semanário Expresso, o ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, espera que a decisão dos sociais-democratas relativamente às propostas aprovadas no Parlamento ainda seja “corrigida”.

Segundo o governante, são 83 milhões de euros de perda de fundos, destacando ainda que, desta forma, não poderá haver qualquer obra no metro até depois de 2023, uma vez que os fundos têm de ser investidos até ao final desse ano. “É trocar isto por zero. Não haverá qualquer possibilidade de fazer qualquer obra no Metro de Lisboa”.

Matos Fernandes critica ainda os partidos de esquerda por defender o combate às alterações climáticas e depois chumbarem uma obra que, segundo diz, vai ser essencial para o transporte público e para reduzir as emissões. “Acabam por torpedear esse combate às alterações climáticas”, afirma.

A votação final global do Orçamento do Estado para 2020 está marcada para esta quinta-feira, dia 6 de fevereiro. Na generalidade, o PS foi o único a votar a favor do documento. Bloco, PCP, PAN, PEV, Livre e os três deputados do PSD-Madeira abstiveram-se. Como seria de esperar, PSD, CDS-PP, Chega e Iniciativa Liberal votaram contra.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Afinal, grupo de trabalho para a vacinação no Parlamento não vai existir

Afinal, ao contrário do que foi avançado esta terça-feira, o grupo de trabalho que devia coordenar o processo de vacinação dos deputados não vai existir. A Assembleia da República esclareceu esta tarde, em comunicado, que não …

Polícia espanhola apreende 387 quilos de cocaína em navio chegado do Brasil

A polícia espanhola apreendeu 387 quilos de cocaína no porto de Santa Cruz de Tenerife, nas ilhas Canárias, numa inspeção feita a um camião que viajava num navio chegado do Brasil. O Ministério do Interior (Administração …

SEF detém suspeito de auxiliar pessoas a emigrar ilegalmente para a Irlanda

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve, na segunda-feira, um cidadão europeu por suspeitas da prática do crime de auxílio à imigração ilegal. O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve, em Lisboa, um cidadão …

Afinal, primeira morte por covid-19 na Europa foi na Sérvia

Um trabalhador da construção civil morreu de covid-19 em fevereiro de 2020 em Belgrado, 10 dias antes de outra pessoa ter morrido em França, podendo ter sido afinal a primeira morte pela doença no continente, …

Vacina da Johnson & Johnson considerada eficaz pelos Estados Unidos

O regulador norte-americano, a Food and Drug Administration, aprovou a vacina produzida pela Johnson & Johnson para utilização de emergência em todo o país. A vacina de dose única da Johnson & Johnson contra a covid-19 …

Banco de Portugal alerta sobre investimento em Bitcoin e outras criptomoedas

O Banco de Portugal (BdP) lançou esta quarta-feira um novo aviso aos consumidores sobre os riscos relativos ao investimento em bitcoin e outras criptomoedas, devido à "recente volatilidade observada nos preços de determinados ativos virtuais". "Não …

Sismo de magnitude 5,7 perto da capital da Islândia

O epicentro do terramoto, registado às 10:05 (mesma hora em Lisboa), situa-se perto do Monte Keilir, na Islândia. Um sismo de magnitude 5,6 abalou esta manhã o sudoeste da Islândia, incluindo a capital, Reiquejavique, sem vítimas …

Portugal terá de pedir mais fundos a Bruxelas, diz Durão Barroso

O antigo primeiro-ministro e antigo presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, acredita que Portugal terá de pedir mais fundos a Bruxelas, considerando que a crise será mais grave que o que está atualmente previsto. Em entrevista …

Maioria dos portugueses quer manter escolas fechadas (e quase metade defende encerramento até à Páscoa)

Uma sondagem da Aximage para o Jornal de Notícias, Diário de Notícias e TSF revela que a maior parte dos portugueses defende o prolongamento do encerramento das escolas. A eventualidade de voltar a reabrir as escolas …

Costa anuncia apoio a recandidatura de Guterres à ONU. EUA querem voltar à instituição

O primeiro-ministro António Costa formalizou, esta quarta-feira, o apoio de Portugal à recandidatura de António Guterres a secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), que ocupa o cargo desde 2016. "António Guterres serviu de forma exemplar …