Governo não consegue encontrar informações sobre reuniões das PPP rodoviárias

O Ministério das Infraestruturas não conseguiu localizar as informações sobre as reuniões relativas às Parcerias Público-Privadas (PPP) rodoviárias, realizadas durante o governo de José Sócrates, que estão a ser investigadas pelo Ministério Público (MP).

A informação é avançada esta segunda-feira pelo Correio da Manhã, que adianta que, no final de agosto, quatro meses após o Ministério Público (MP) ter pedido a informação, Isabel Marques, chefe de gabinete do secretário de Estado das Infraestruturas Jorge Delgado, informou que “não foi possível obter a informação pretendida apesar de todas as diligências realizadas”.

Em maio, explica o CM, o MP solicitou ao Ministério das Infraestruturas o envio “da lista indicativa das reuniões ocorridas em 2007 e 15 de julho de 2010, e da identificação dos participantes em cada uma delas” sobre a renegociação das concessões SCUT entre membros do Governo, pessoal dos gabinetes e representantes das concessionárias. Foi ainda pedida a mesma informação relativa “às reuniões ocorridas em 2009 e no 1º semestre de 2010”, sobre as subconcessões.

Nestas reuniões, segundo o CM, foram discutidas 10 autoestradas: as subconcessões do Algarve Litoral, Transmontana, Baixo Alentejo, Douro Interior e Litoral Oeste; e as concessões da Estradas do Norte, Costa de Prata, Grande Porto, Beiras Litoral e Alta, e Grande Lisboa .

Logo em maio, o Ministério das Infraestruturas explicou que estava a ter dificuldades em chegar à informação pretendida. Em causa estavam os condicionalismos impostos pela pandemia, o facto de os documentos mais antigos terem sido enviados para o arquivo central do Estado e o facto de o acervo documental do antigo Ministério das Obras Públicas ter passado para o Ministério da Economia em 2011.

Quando as reuniões terão sido realizadas, o Ministério das Obras Públicas foi liderado por Mário Lino, ministro de 2005 a outubro de 2009, e António Mendonça, ministro de outubro de 2009 a junho de 2011 Paulo Campos era o secretário de Estado das Obras Públicas. O registo das reuniões e entradas de pessoas nos edifícios eram da responsabilidade da então Secretaria-Geral desse ministério, segundo o CM.

A investigação em torno das PPP rodoviárias arrancou em 2011, implicando suspeitas em torno do pacote de subconcessões lançado pelo Governo de Sócrates e das renegociações de contratos para introdução das portagens nas ex-SCUT. O Estado terá sido lesado em 3,5 milhões de euros por decisões tomadas entre 2009 e 2011.

Mário Lino, António Mendonça, Teixeira dos Santos, Costa Pina e Paulo Campos são cinco dos 11 arguidos no caso PPP rodoviárias.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Ventura vai "atrás" de Costa (e espera um milhão de votos nas legislativas)

O Chega organizou, este domingo, uma manifestação contra a ilegalização do partido. André Ventura sublinhou que o partido não tem medo e que "só o povo" pode fazê-lo. O presidente do Chega afirmou, este domingo, que …

Juiz-Anti-Confinamento

"Pelos castelos de Portugal" em protestos ilegais, juiz anti-confinamento não pode ser detido

O juiz Rui Fonseca e Castro, que se tornou conhecido pela postura anti-confinamento tem reunido vários apoiantes em protestos sem máscaras e sem distanciamento social. Mas apesar da detenção de alguns desses apoiantes, o magistrado …

Navalny. Ministros europeus analisam situação de opositor russo

Os ministros dos Negócios Estrangeiros europeus vão analisar a situação de Alexei Navalny, opositor à Presidência russa cujo estado de saúde se agravou devido à greve de fome que iniciou na prisão, anunciou este domingo …

Espanha aprova lei para proteger as crianças contra a violência. Decisão é pioneira a nível mundial

Espanha está a pouco mais de um mês de dar um passo importante em prol da defesa dos direitos sociais dos cidadãos. O Congresso dos Deputados aprovou na passada quinta-feira o projeto de lei de …

Linhas do tempo da monarquia. Pela primeira vez, Portugal vai ter um Plano Ferroviário

Pela primeira vez, Portugal vai ter um Plano Ferroviário Nacional (PFN). Esta segunda-feira, é dado o pontapé de saída para o debate nacional sobre a ferrovia. Em declarações à TSF, o ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno …

Sporting volta à carga por Yaremchuk, mas tem concorrência de Paulo Fonseca

Roman Yaremchuk volta a entrar na equação do Sporting. O avançado ucraniano leva 20 golos esta temporada e pode ser reforço para a próxima temporada. O Sporting CP não desiste de procurar opções para o ataque, …

Atraso de três meses do Governo terá facilitado venda de barragens da EDP

O Ministério do Ambiente demorou quase três meses a pedir uma avaliação do negócio das seis barragens da EDP à Engie, o que terá facilitado o processo de venda. Em 30 de julho de 2020, a …

Marques Mendes acredita que Sócrates tem ajudado a extrema-direita a crescer

Segundo Luís Marques Mendes, José Sócrates "tem dado um contributo enorme, enorme, enorme para o crescimento da extrema-direita em Portugal". No seu habitual espaço de comentário no Jornal da Noite da SIC, Luís Marques Mendes defendeu …

Rio impôs candidatos a Leiria e Castelo Branco (e causou desconforto no PSD)

Em Leiria e Castelo Branco as estruturas locais do PSD mostraram-se descontentes com as escolhas de Rui Rio para a corrida às autárquicas e imputam os resultados de outubro à direção nacional do partido. Ainda no …

José Mourinho despedido do Tottenham

José Mourinho foi despedido do comando técnico do Tottenham. Os maus resultados da equipa ditaram a saída do treinador. A notícia é avançada esta segunda-feira pelo portal britânico The Athletic. O lugar do português já há …