Governo disponível para retomar reuniões no Infarmed (mas nega falta de informação)

Mário Cruz / Lusa

O primeiro-ministro, António Costa

O Governo manifestou esta quinta-feira “abertura para retomar as reuniões” no Infarmed sobre o ponto de situação da epidemia de covid-19, mas rejeitou falhas na informação ao parlamento e aos partidos.

Na conferência de imprensa do Conselho de Ministros, a ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, foi por várias vezes questionada sobre o retomar das reuniões no Infarmed de atualização sobre a evolução da pandemia, entretanto suspensas, mas que os partidos manifestaram vontade de retomar, queixando-se de falta de informação detalhada, segundo noticiaram o Expresso e o Observador no início da semana.

Mariana Vieira da Silva reiterou que “existe abertura para retomar as reuniões” depois de conhecida informação que tinha ficado em aberto, como os resultados do inquérito serológico e o inquérito sobre os transportes públicos, e frisou que essa abertura existe desde que as reuniões foram suspensas, mas defendeu que estas apenas se justificam havendo alterações significativas na evolução da epidemia, o que não atualmente o caso, com o país a atravessar uma situação de estabilidade.

“Quando estivermos perante decisões de outra natureza ou uma alteração mais significativa das circunstâncias naturalmente poderemos retomar e a informação que tem seguido para os grupos parlamentares e para os partidos políticos resume, no fundo, as grandes linhas da informação que o Governo dispõe e da informação que era tradicionalmente apresentada nessas reuniões”, disse a ministra.

Sublinhou que as decisões no combate à pandemia têm sido tomadas “numa ampla construção de compromissos”, com partidos, municípios, parceiros sociais e organismos que devem ser consultados e recusou qualquer falta de informação aos grupos parlamentares e aos partidos políticos.

“Não existe nenhuma falta de informação”

“Não existe nenhuma falta de informação e queria deixar isso muito claro. Toda a informação sobre o que se passa no caso português é explicitada em briefings três dias por semana, é publicada e é consultável por todos”, disse.

“A existência de novas reuniões no formato que existiam ou noutro depende da existência de nova informação, que à data não existia, para podermos analisar situações mais em concreto. Aquilo que temos assistido nas últimas quinzenas são decisões de continuidade e pequenos acertos, porque a evolução da pandemia é, de facto, de continuidade”.

E acrescentou: “Portanto, queria deixar claro que a transparência com que temos trabalhado em matéria de informação e de decisão é total e não depende única e exclusivamente daquelas reuniões ou de outras que possam retomar e ser alteradas em termos que neste momento não tenho condições de comentar”, acrescentou.

Segundo Mariana Vieira da Silva, os partidos e o parlamento não têm, neste momento, “falta de informação quantitativa e qualitativa que normalmente era disponibilizada” nas reuniões no Infarmed, que decorriam em Lisboa.

A posição do Governo surge depois de vários partidos políticos se terem queixado de informação, pedindo o regresso das reuniões do Infarmed.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Encontrado o primeiro planeta que sobreviveu à morte da sua estrela

Uma equipa internacional de astrónomos relatou o que pode ser o primeiro planeta intacto encontrado a orbitar uma anã branca, as densas sobras de uma estrela semelhante ao Sol, apenas 40% maior do que Terra. O …

Os sinais de vida em Marte podem ter sido "apagados" por ácidos

Fluidos ácidos podem ter destruído há muito as evidências de vida biológica passada dentro da argila marciana - possivelmente explicando, assim, por que é tão difícil encontrar evidências de vida antiga no Planeta Vermelho. Em pouco …

Faca feita de fezes entre os vencedores deste ano dos prémios Ig Nobel

Uma faca feita com fezes congeladas e um jacaré a arrotar são alguns dos vencedores dos prémis Ig Nobel, que distinguem as invenções mais incomuns. Os prémios Ig Nobel – uma paródia dos prémios atribuídos pelas …

O hemisfério norte teve o verão mais quente de que há registo (e isso é um sinal de alerta para a Terra)

O hemisfério teve em 2020 o verão mais quente de que há registo. No geral, o Planeta Terra teve três dos meses mais quentes, e o mês de agosto foi o segundo mais quente que …

Há uma nova explicação para o naufrágio do Titanic: Uma fantástica Aurora Boreal

Todos conhecemos a história do Titanic. Também todos sabemos que o seu naufrágio aconteceu após o grande navio ter embatido num iceberg. Contudo, um investigador americano põe novas hipóteses em cima da mesa. E se …

Famalicão 1-5 Benfica | "Águia" faminta com nota artística

Após a desilusão de Salónica, que ditou um adeus precoce dos milhões da fase de grupos da Liga dos Campeões, o Benfica goleou na noite desta sexta-feira o Famalicão por 5-1, numa espécie de redenção. Neste …

O anonimato de Banksy teve um custo. Perdeu os direitos sobre uma das suas obras mais icónicas

O famoso artista de rua britânico Banksy perdeu uma longa batalha judicial pelos direitos autorais da obra "The Flower Thrower", contra a Full Colour Black, empresa que produz postais de felicitações. Banksy, o misterioso artista que, …

Reino Unido e Espanha aumentam restrições. Itália e Alemanha com quase dois mil casos

Madrid restringe movimentos de 850 mil pessoas, Itália regista um aumento dos casos de infeção nas últimas 24 horas, britânicos enfrentam novas restrições no país e Alemanha com dois mil novos casos de covid-19. A região …

Trump novamente acusado de assédio sexual. "Enfiou a língua na minha garganta", disse Amy Doris

O Presidente dos EUA, Donald Trump, foi acusado esta quinta-feira de agressão sexual por uma ex-modelo, num episódio que alegadamente terá ocorrido num torneio de ténis, em 1997. A ex-modelo Amy Dorris relatou ao jornal britânico …

Ventura pondera suspender mandato para se dedicar à campanha presidencial

O presidente do Chega afirmou hoje que o seu partido "está a analisar" no plano jurídico a questão da suspensão temporária do seu mandato de deputado para se dedicar às campanhas dos Açores e presidenciais. Em …