Governo aperta cerco aos negócios dos políticos

-

As empresas vão ter que reportar às autoridades negócios efectuados com políticos e ex-políticos, conforme prevê uma proposta de Lei do Governo que visa prevenir os crimes de “colarinho branco”.

O jornal Público teve acesso a essa proposta de Lei do Governo que já foi entregue na Assembleia da República e que obriga empresas financeiras e não financeiras a vigiarem os negócios com uma “pessoa politicamente exposta” (PPE), ou seja, com políticos, ex-políticos, juízes de tribunais superiores e seus familiares mais próximos e sócios.

A medida abrange os actuais detentores de cargos públicos e aqueles que tenham desempenhado funções políticas ou públicas nos últimos 12 meses.

A proposta de Lei do Governo transpõe recomendações do Grupo de Acção Financeira Internacional e de uma directiva europeia, conforme destaca o Público, salientando que as empresas ficam obrigadas a identificar “situações de risco dos seus clientes” e a comunicarem-nas às autoridades “sempre que se depararem com operações suspeitas”.

Actualmente, as empresas já estão obrigadas a reportarem situações de risco, mas a nova proposta do Executivo alarga as regras já existentes, abrangendo sectores que vão desde o imobiliário ao jogo, passando por agentes desportivos, negociadores de diamantes, sociedades de advogados, auditoras, consultoras, contabilistas ou notários.

“O que esta proposta de lei faz é um alargamento do âmbito destes reportes, como um alargamento do tipo de operações abrangidas e ainda em termos de valor ou das entidades envolvidas”, destaca o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Fernando Rocha Andrade, em declarações ao Público.

Assim, quando um cliente se dirigir a uma empresa abrangida pela nova proposta de Lei, será obrigado a preencher um formulário onde será inquirido sobre o seu trabalho e currículo. Com estes dados, a empresa poderá classificá-lo como PPE e logo, comunicar o caso às autoridades.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Inteiramente de acordo com a medida do governo.
    Se avançar em pleno, muita “careca” se vai descobrir, pois vai permitir perceber para onde vão as camadas de chulos que têm os Kus sentados naquelas cadeiras do parlamento, só para se promoverem, para ganharem contactos e influências. Alguns são de carreira mas muitos há que vão lá fazer 4 ou 8 aninhos, á nossa conta, faltam que se farta e, saídos de lá é vê-los irem para “administradores de empresas” com as quais desenvolveram relações enquanto brincavam aos deputados, terem interesses em empresas que concorrem em concursos publicos, etc, etc, tudo á socapa, mas legal, como convém. Pode ser que esta Lei lhes troque as voltas. Espero que sim.
    Já agora, o Passos de Massamá, falava tanto em “transparência” e não se lembrou de fazer nada deste género, pelo contrário, na epoca dele voaram 10 mil milhões para off-shores e o freguês não sabia (ou não quiz saber, ou andava distraído, ou não tinha metade do conhecimento do que se passava no seu governo, o mostra a sua incompetência).

  2. Se for como aconteceu no Fisco com dinheiros desviados para paraísos fiscais e que ficaram no segredo dos deuses…

RESPONDER

É agora possível os robôs mexerem-se sozinhos, graças a novos polímeros de alta energia

Através do uso de novos polímeros que armazenam mais energia e são depois aquecidos, investigadores da Universidade de Stanford conseguiram colocar manequins a mexer os braços sozinhos. Era ver robots a mexer os braços sozinhos, pelo …

"Poço do Inferno". Espeleólogos encontram serpentes, mas não demónios

No deserto da província de Al-Mahra, no leste do país, um buraco redondo e escuro de 30 metros de largura serve de entrada para uma caverna de cerca de 112 metros. Uma maravilha natural que …

Vitória SC 1-3 Benfica | “Águia” passa tranquila em Guimarães e continua a voar no topo

Naquele que era apontado como o mais duro teste à sua liderança até ao momento, o Benfica passou com relativa tranquilidade em Guimarães. Frente a um Vitória que tentou discutir o jogo de igual para igual …

Fazer umas calças de ganga exige 10 mil litros de água. Dez marcas estão a criar jeans sustentáveis

As calças de ganga são das peças de vestuário com piores impactos para o ambiente, mas há marcas que estão a apostar na sustentabilidade como um factor atractivo para os consumidores. Estão sempre na moda e …

"Guerra das matrículas" faz escalar tensão entre Sérvia e Kosovo

Esta semana, a fronteira entre o norte do Kosovo e a Sérvia esteve bloqueada por protestos de elementos da etnia sérvia, que não aceitam a decisão do governo kosovar, de etnia albanesa, de proibir a …

Num golpe de "fake it until you make it", Hong Kong vai a eleições a saber o vencedor

Hong Kong prepara-se para as primeiras eleições legislativas após as mudanças no sistema eleitoral implementadas pela China para garantir a vitória dos seus aliados. Aos olhares mais desatentos, as eleições em Hong Kong são mais um …

Stefano Pioli propõe regra de basquetebol que contribui para um "futebol de ataque"

O treinador do Milan, Stefano Pioli, propõe uma alteração nas regras do futebol que promete revolucionar o desporto rei. De forma semelhante ao basquetebol, uma vez dentro do meio campo adversário, as equipas não poderiam voltar …

Um dos maiores sites de dados sobre a covid-19 na Austrália é, afinal, gerido por adolescentes

Aproveitando o momento em que passaram a integrar as estatísticas que os próprios fazem chegar diariamente à população australiana, o grupo de três jovens revelou a sua identidade para surpresa de muitos dos seus seguidores. …

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …

Dirigente da Huawei detida no Canadá pode voltar à China após acordo com EUA

A justiça dos EUA aceitou hoje o acordo entre o Departamento da Justiça e a Huawei, que vai permitir à filha do fundador e diretora financeira do conglomerado chinês de telecomunicações regressar à China. Uma juíza …