Governo admite retomar apoio que paga até dois salários mínimos após lay-off simplificado

Tiago Petinga / Lusa

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho

Na reunião de concertação social desta quarta-feira, o Governo mostrou-se disponível para recuperar o Incentivo Extraordinário à Normalização da Atividade que atribui um apoio até dois salários mínimos por trabalhador após o lay-off simplificado. 

O jornal Público, que ouviu uma fonte governamental, avança esta quinta-feira que a recuperação do Incentivo Extraordinário à Normalização da Atividade, que encerrou as candidaturas a 31 de dezembro, faz parte do reforço dos apoios às empresas afetadas pelo confinamento e, para já, não tem a ver com o eventual plano de abertura da economia.

Este apoio entrou em vigor no verão do ano passado com o objetivo de apoiar a manutenção do emprego e reduzir o risco de desemprego nas empresas que recorreram ao lay-off simplificado ou ao plano extraordinário de formação.

Com este incentivo, era atribuído um apoio ao empregador na fase de regresso dos seus trabalhadores à atividade.

Nessa versão do apoio, o empregador podia optar por um apoio no valor do salário mínimo – 635 euros – pago por cada trabalhador que esteve em lay-off ou pelo pagamento de dois salários mínimos – 1270 euros – de forma faseada ao longo de seis meses.

No ano passado, foram aprovadas 52.411 candidaturas ao incentivo, abrangendo mais de 458 mil trabalhadores.

Se as regras do apoio se mantiverem, o incentivo terá como universo as 68 mil empresas que nas últimas semanas de janeiro recorreram ao lay-off simplificado

Com o regime de lay-off simplificado, que pode ser feito através da suspensão do contrato de trabalho ou da redução do horário de trabalho, a entidade empregadora suporta apenas 19% do salário dos funcionários, ficando isenta da Taxa Social Única (TSU).

As empresas com quebra de faturação, por seu lado, podem continuar no apoio à retoma progressiva e mantêm a possibilidade de reduzir o horário a 100%. Há uma redução da TSU de 50% para micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) e os sócios-gerentes dessas empresas que estejam no apoio à retoma progressiva passam a estar abrangidos.

Na reunião desta quarta-feira, o Governo comprometeu-se também a apresentar, até ao final de março, um documento que servirá de base a um eventual acordo na área da formação profissional.

Os parceiros sociais lamentaram que ainda não tenha sido apresentado um texto para negociação e alertaram para o facto de não ter sido ainda divulgado o desenho do apoio às empresas cujos custos aumentaram com o aumento do salário mínimo para 665 euros em 2021.

 

Maria Campos Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Devido ao sucesso da vacinação, Israel põe fim à obrigatoriedade de uso de máscara no exterior

As autoridades israelitas anunciaram hoje que a partir do próximo domingo acabará a obrigatoriedade de uso de máscara no exterior, medida no quadro do levantamento progressivo das restrições ligadas à pandemia de covid-19. Na primavera de …

A rainha Isabel de Castela ficou conhecida por cheirar mal (mas novos documentos põem fim aos mitos)

A famosa rainha Isabel I de Castela, em Espanha, era conhecida por lavar-se pouco e cheirar mal. Contudo, documentos recém-descobertos mostram que possuía uma quantidade enorme de perfumes de grande valor. Isabel I financiou a viagem …

Instagram testa opção que permite ocultar ou mostrar o número de likes

O Instagram vai começar a testar uma nova opção que dá aos seus utilizadores a possibilidade de esconder os likes recebidos nas publicações. Em 2019, a empresa começou por forçar esta mudança, aplicando-a a alguns utilizadores …

Atlético de Madrid: o que aconteceu a João Félix e companhia?

Equipa de Diego Simeone tinha vantagem confortável sobre os dois maiores rivais e, em pouco tempo, só ganhou metade dos pontos que poderia ter ganhado. Ainda lidera mas tem três adversários muito perto. Em Portugal, no …

EUA impõe novas sanções e expulsam dez diplomatas russos. Moscovo promete resposta “inevitável”

O Governo dos EUA anunciou hoje novas sanções financeiras contra a Rússia e a expulsão de 10 diplomatas russos, em resposta a recentes ataques cibernéticos e à interferência na eleição presidencial de 2020 atribuída a …

Rede 5G pode transmitir energia elétrica e substituir baterias

Os investigadores descobriram uma maneira inovadora de explorar a capacidade das redes 5G, transformando-as numa “rede elétrica sem fios” de modo a alimentar dispositivos de Internet das Coisas (IoT) que precisam de baterias para funcionar. Os …

Itália vai enviar réplica de David de Michelangelo para o Dubai

No final de abril, Itália vai enviar uma réplica em tamanho real do famoso David de Michelangelo, feita com impressoras 3D, para a Exposição Universal do Dubai, que se irá realizar de 1 de outubro …

China pede a membro do Governo japonês que beba água de Fukushima

O Japão garante que a água de Fukushima que vai despejar no Pacífico não representa nenhum perigo para a saúde e pode até ser consumida. Para o provar a China pediu a um oficial japonês …

Emirados Árabes Unidos anunciaram a primeira mulher astronauta da história do país

Nora Al-Matrooshi é a primeira mulher astronauta dos Emirados. A contratação é vista como um marco histórico para os Emirados Árabes Unidos. Nora foi escolhida para o programa Sheik Mohammed. Os Emirados Árabes Unidos contrataram a …

Investigação sobre cultivo de células humanas em macacos é "mais um passo" para compreender doenças

Investigadores de instituições chinesas e norte-americanas conseguiram integrar células humanas em embriões de macacos, um avanço na pesquisa biomédica sobre determinadas doenças e transplante de órgãos, defende um estudo hoje divulgado. "Um objetivo importante da biologia …