Governo cede aos sindicatos: reposição salarial aos docentes começa nesta legislatura

Mário Fernandes / Flickr

Mário Nogueira, líder da Fenprof

O Governo admitiu, esta quinta-feira, à Fenprof começar a pagar a reposição salarial do tempo de serviço congelado nesta legislatura, mas o processo negocial ainda está em aberto e os sindicatos voltam a reunir-se com o Executivo esta sexta-feira.

A revelação foi feita pelo secretário-geral da Federação Nacional dos Professores (Fenprof) à saída da reunião com o Governo no Ministério da Educação (ME) e contraria o que havia sido dito anteriormente às outras forças sindicais que se reuniram com o Executivo antes desta federação.

Segundo Mário Nogueira, que falava aos jornalistas ao lado de representantes da Federação Nacional de Educação (FNE) e da Frente Sindical de Docentes, que na tarde de quinta-feira já tinham estado reunidos com a tutela, o Governo admite também contar na íntegra todo o tempo de serviço congelado e garantiu não mexer no Estatuto da Carreira Docente, que regula a profissão dos professores, nesta legislatura.

Na quarta-feira, dia de greve nacional dos professores, a secretária de Estado Adjunta e da Educação, Alexandra Leitão, afirmou no Parlamento que este problema ia ser resolvido, apesar dos avisos do primeiro-ministro, que relembrou que a reposição imediata e total dos anos de congelamento custaria 650 milhões de euros.

No mesmo dia, a secretária de Estado reafirmou o descongelamento dos anos do tempo de serviço dos professores de uma forma faseada mas alertou que “não é matéria para este Orçamento do Estado” de 2018.

O desfecho destas negociações só será conhecido esta sexta-feira à tarde, depois de uma nova ronda agendada para as 17h30, e em contagem decrescente para acabar o prazo de entrega de propostas de alteração ao OE, que termina às 21h00.

Esta sexta-feira, numa intervenção inicial na Comissão parlamentar de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa sobre a proposta de OE2018, o ministro das Finanças, Mário Centeno, afirmou que, no próximo ano, 46 mil professores vão ser abrangidos pela progressão de carreiras e que sete mil recém-contratados “vão ser recolocados nos escalões a que têm direito”.

São mais de 115 milhões de euros de custo orçamental. Não há efeitos retroativos”, afirma o governante, acrescentando que também “cerca de 37% de médicos e magistrados vão ser progredidos”, assim como “57% dos enfermeiros veem a sua carreira valorizada”.

Sargentos também reclamam descongelamento

Esta quinta-feira, a direção da Associação Nacional de Sargentos (ANS) também reivindicou a extensão a este grupo socioprofissional do descongelamento de carreiras na Administração Pública.

Em comunicado, a ANS faz várias citações do primeiro-ministro e da secretária de Estado Adjunta e da Educação e compara-se com o tratamento dado aos professores para sustentar a sua pretensão.

A ANS lembrou, em particular, a afirmação de António Costa em que diz que “o descongelamento se vai aplicar a todas as carreiras da Administração Pública”, feita a 4 de novembro, para relembrar, “porque só de professores se fala, que também aos militares é necessário adotar os mesmos critérios“.

No seu texto, a direção da ANS reclamou que esta, “enquanto associação socioprofissional, deve ser integrada no processo tendente ao encontrar das soluções para aqueles a quem também ‘há vários anos se parou o cronómetro que contava o tempo da sua carreira para efeitos de progressão’!”.

A ANS fez esta citação, relembrando que é recente e de Costa: “Ontem voltou a afirmar que: ‘os professores não vão ficar de fora do processo de descongelamento das carreiras. Os professores foram objeto de uma medida que compreendo que os revolte e que a considerem injusta quando há vários anos se parou o cronómetro que contava o tempo da sua carreira para efeitos de progressão'”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Oh Costa, depois manda a conta para pagarmos!
    Entretanto vou ver se faço mais umas horas extraordinárias e se faço mais um buraco no cinto, que os nossos amigos dos sindicatos merecem toda a atenção possível!

    • Muito bom. Totalmente de acordo. Isto é fácil prometer tudo e mais alguma coisa com o dinheiro dos outros.

      Já dizia a Margaret Thatcher: “o socialismo acaba quando acaba o dinheiro dos outros”

  2. Viva os chulos de Portugal, juntamente com o lixo comunista e drogaditos (ou seja Bloco de Esquerda).

    Os funcionarios publicos sao o podridao do nosso pais e ainda se beneficia essa escumalha!!!!

RESPONDER

Japão e Estados Unidos assinam acordo de cooperação para exploração da Lua

O Ministério da Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia do Japão e a agência espacial dos Estados Unidos (NASA) assinaram um acordo de colaboração entre os dois países no programa Artemis, para a exploração da …

Washington Redskins mudam de nome por ser considerado racista

A equipa de futebol americano, até aqui denominada de Washington Redskins, vai abandonar essa designação, considerada de teor racista, para designar nativos da América do Norte. Em comunicado, a equipa de Washington explicou que, depois de uma …

Flores precisaram de cerca de 50 milhões de anos para se tornarem o que são hoje

As plantas com flor evoluíram há cerca de 100 milhões de anos, mas precisaram de outros 50 milhões de anos para diversificar e tornarem-se aquilo que são hoje, sugere uma equipa de investigadores. Os cientistas documentaram …

Estudo sugere que imunidade à covid-19 pode desaparecer em poucos meses

A imunidade adquirida por anticorpos após a cura da covid-19 pode desaparecer em alguns meses, o que poderá complicar o desenvolvimento de uma vacina eficaz a longo prazo, sugere um estudo britânico divulgado esta segunda-feira. "Este …

60 anos depois, já se sabe o que aconteceu aos 9 russos que desapareceram na Montanha da Morte

Passados 61 anos, o mistério da morte de nove esquiadores russos que faziam uma caminhada pelos Montes Urais, perto da chamada Montanha da Morte, foi finalmente resolvido. Em 1959, nove viajantes russos que faziam uma caminhada …

Médicos Sem Fronteiras é "institucionalmente racista", acusam atuais e ex-colaboradores

Uma declaração assinada por mil atuais e ex-funcionários revela que a Organização Não Governamental (ONG) Médicos Sem Fronteiras (MSF) é "institucionalmente racista" e reforça o colonialismo e a supremacia branca no trabalho humanitário que pratica. Na …

Empresa culpada pela crise de opioides fez contribuições políticas após declarar falência

A Purdue Pharma, empresa culpada pela crise de opioides nos Estados Unidos, fez contribuições políticas após ter sido processada e declarado falência. Os opioides são usados para aliviar a dor, mas também provocam uma sensação exagerada …

Norte-americano morre após ir a festa para provar que a covid-19 é uma farsa

Um norte-americano de 30 anos, de San Antonio, no estado do Texas, morreu de covid-19 depois de ir a uma festa para provar que a doença era uma farsa, informou a media local. O homem foi …

Luso-canadiano quer criar 25 murais dedicados a Amália Rodrigues

Um português a residir no Canadá pretende criar uma “aldeia global virtual” das comunidades portuguesas espalhadas nos vários cantos do mundo, um projeto que envolve a colocação de 25 murais dedicados à fadista Amália Rodrigues. “O …

MP e BdP pedem manutenção de coima a Salgado no processo da compra de ações da ESFG

O Ministério Público e o Banco de Portugal pediram, esta segunda-feira, ao Tribunal da Concorrência, Regulação e Supervisão, que mantenha a coima de 75 mil euros aplicada ao ex-presidente do BES no processo da compra …