Reembolso de refeições de bombeiros suspenso por suspeita de irregularidades

Paulo Cunha / Lusa

A Autoridade Nacional de Proteção Civil encontrou discrepâncias entre o que foi reportado pelos bombeiros sobre a qualidade das refeições fornecidas e os documentos comprovativos das despesas efetuadas com as mesmas.

De acordo com o Diário de Notícias, a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) terá detetado indícios de irregularidades nas despesas de alimentação dos bombeiros envolvidos em operações de combate a grandes incêndios durante o mês de agosto.

O processo de inquérito, que tinha sido ordenado pelo Ministério da Administração Interna, já levou à suspensão por 20 dias do reembolso do valor das refeições nas ocorrências em que foram verificados indícios de irregularidade, algo que terá acontecido “em grande número”.

O jornal relata que, entre outras, existe a discrepância entre o que foi registado pelos bombeiros e os documentos comprovativos das mesmas.

O Ministério da Administração Interna vai agora proceder à audição das entidades dos corpos dos bombeiros para que esclareçam as condições e contornos em que apresentaram os processos de reembolso de despesa.

O inquérito foi relativo a 17 incêndios que mobilizaram 12 associações de bombeiros.

Quanto à qualidade e quantidade das refeições, apenas foram comprovados casos pontuais, sendo que a maioria dos operacionais no terreno não se deparou com o problema.

Eduardo Cabrita, ministro da Administração Interna, já terá decidido fazer a revisão da diretiva financeira que estipula a comparticipação de despesas resultantes de intervenções no âmbito das operações de Proteção e socorro e estados de alerta especiais.

Liga dos Bombeiros considera a situação “lamentável”

O presidente da Liga dos Bombeiros, Jaime Marta Soares, diz-se indignado com a decisão do Ministério de Eduardo Cabrita de suspender o reembolso das refeições por 20 dias.

Marta Soares diz não confiar nas inspeções da ANPC e lamenta que a decisão do executivo tenha sido tomada antes de os bombeiros serem ouvidos. Em declarações à TSF, o presidente da Liga dos Bombeiros fala numa “caça às bruxas“.

Já na altura em que o inquérito foi aberto, quando o ministério ainda era tutelado por Constança Urbano de Sousa, Jaime Marta Soares contestou a isenção da Proteção Civil para realizar o inquérito. O presidente da Liga dos Bombeiros justificou com o facto de a ANPC ser a entidade responsável pelo financiamento das refeições fornecidas aos bombeiros durante o combate aos fogos.

Segundo o que está estipulado as refeições têm os seguintes valores: sete euros por cada almoço e jantar, pequeno-almoço, lanche e dois reforços (1,80). Estes valores somados dão uma verba de 21,2 euros diários por cada operacional.

ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Uma forma discreta de se encobrir a falta de verbas para cumprir com obrigações que não são consideradas “importantes”.
    É assim que Portugal vai vivendo… empurrando os problemas para o futuro…

    • Ou não!
      Se calhar a ANPC fez muito bem, mas o Alves como é ignorante e/ou pouco inteligente e não sabe o que se passa, prefere escrever palermices sem sentido, invés de se informar!!
      Isso é que seria uma “obrigação importante”!…

  2. Se tudo o que é Estado gama a bem gamar, porque é que os bombeiros também não podem mamar?
    Desde que os camelos continuem a pagar impostos , está tudo bem

  3. A liga e as direccoes esbanjam dinheiro em jantaradas para o jet-set, depoi fazem jogadas destas!!!!

    Acho muito bem o que o governo fez.
    Esta visto que o lobby dos bombeiros e mais uma forma de sacar dinheiro para offshores…

Acordo para o Brexit garante milhões aos homens mais ricos do Reino Unido

Os três homens mais ricos do Reino Unido acabaram de ficar mais ricos apenas com o acordo entre o Governo de Boris Johnson e a União Europeia para o Brexit. O anúncio de acordo fez …

Funcionários da Groundforce julgados por furto de malas no Aeroporto de Lisboa

23 funcionários da Groundforce vão ser julgados por furto de centenas de objetos tirados de dentro de bagagens no Aeroporto de Lisboa. 23 funcionários da Groundforce, que trabalhavam no Aeroporto de Lisboa até 2016, vão ser …

Clássico entre Barcelona e Real Madrid adiado

As duas equipas espanholas têm de chegar a um acordo para uma nova data, até à próxima segunda-feira, para a realização do clássico da 10.ª jornada. O jogo FC Barcelona-Real Madrid, agendado para 26 de outubro, …

Dez escolas fechadas em Lisboa por protestos contra falta de funcionários

As 10 escolas do Agrupamento Vergílio Ferreira, em Lisboa, não abriram as portas, esta sexta-feira, devido a um protesto de trabalhadores não docentes, revoltados com a falta de pessoal. A paralisação irá prolongar-se durante toda …

"Casillas apoiou-me desde o momento em que cheguei", diz Marchesín

O guarda-redes argentino falou da sua adaptação ao novo clube, destacando que o seu antecessor, do qual não esconde a sua grande admiração, o apoiou desde que chegou ao FC Porto. Na semana passada, Agustín Marchesín …

Zoo de Paris apresenta Blob, uma estranha criatura amarela sem cérebro e com quase 720 sexos

O zoológico de Paris exibe desde esta quarta-feira um estranho organismo unicelular criado em laboratório: parece um fungo, mas interage como um animal. De acordo com a agência AFP, a estranha criatura, batizada de bolb (bolha), …

Apesar das críticas, Venezuela conquista um lugar no Conselho de Direitos Humanos da ONU

A Venezuela conquistou um assento no Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, depois de uma votação, esta quinta-feira, na Assembleia Geral da ONU. O Brasil ficou com a outra vaga destinada aos países da …

Amália Rodrigues apoiou secretamente a causa antifascista

A fadista Amália Rodrigues, que chegou a ser acusada de estar ao serviço do Estado Novo, financiou presos políticos e apoiou a causa antifascista durante a ditadura, revela uma investigação publicada pela revista Visão Biografia. Numa …

FC Porto pode ser obrigado a criar equipa de futebol feminino

A UEFA deverá obrigar todas os emblemas que participem nas competições europeias a ter uma equipa de futebol feminino. O objetivo é promover o desporto e aumentar o número de jogadoras. O FC Porto pode vir …

Há novas suspeitas no negócio do lítio. João Galamba rejeita ilegalidades

A aprovação da concessão de exploração de lítio em Cepeda, no concelho de Montalegre, à empresa Lusorecursos Portugal Lithium continua envolta em polémica. Desta vez, surgem suspeitas de ilegalidades relacionadas com divergências no capital social …