Ministério ordena inquérito a “sandes vazias” fornecidas aos bombeiros

Paulo Novais / Lusa

O inquérito à Autoridade Nacional de Proteção Civil foi ordenado pelo secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, e que deverá ser entregue à tutela até ao dia 30 de setembro.

O Ministério da Administração Interna ordenou, esta segunda-feira, um inquérito à Autoridade Nacional de Proteção Civil sobre as condições de fornecimento de refeições aos bombeiros que, este mês, têm participado nas operações de combate aos grandes incêndios.

Numa nota enviada à agência Lusa é referido que o inquérito à ANPC foi ordenado pelo secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, e que deverá ser entregue à tutela até ao dia 30 de setembro.

O inquérito, refere a nota, “tem por base várias denúncias, segundo as quais as refeições são inapropriadas, face ao desgaste a que os operacionais são sujeitos neste tipo de missão”.

Paulo Rocha / Facebook

O Ministério da Administração Interna recebeu “várias denúncias, segundo as quais as refeições são inapropriadas, face ao desgaste a que os operacionais são sujeitos neste tipo de missão”.

Cabe à Autoridade Nacional de Proteção Civil suportar financeiramente as refeições dos operacionais que participam no combate aos incêndios.

As refeições têm os seguintes valores: sete euros por cada almoço e jantar, pequeno-almoço, lanche e dois reforços (1,80 euros), o que representa diariamente 21,20 euros por cada operacional.

O Ministério da Administração Interna acrescenta que “os corpos de bombeiros e as câmaras municipais, da área onde decorre o incêndio, têm a responsabilidade do apoio logístico das diversas entidades integrantes do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais (DECIF), nomeadamente a alimentação dos operacionais envolvidos nos teatros de operações”.

De acordo com um vídeo reproduzido pelo Jornal de Notícias, os operacionais no centro do país que combatiam fogos foram alimentados por sandes vazias que chegaram em sacos do lixo.

“Não reconheço isenção à Proteção Civil”

O presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Jaime Marta Soares, considera que o inquérito ordenado pelo Ministério da Administração Interna à Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) não passa de uma “fuga para a frente”, uma vez que “a ANPC é uma das responsáveis do processo”.

Marta Soares explica ao Expresso que, apesar de acreditar que o inquérito “se justifica perfeitamente”, a investigação deveria ser conduzida por “uma autoridade independente ligada ao setor”.

Tudo porque “a ANPC também está envolvida, coordena e comanda as operações – mas o que corre bem é com eles, e o que corre mal é com os outros. Não lhe reconheço isenção, não pode ser juiz na sua casa“, remata.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

22 COMENTÁRIOS

  1. que vergonha!!! a massa mal cozida e “agarrada”, salsichas de lata… melhor que isso comem os meus cães todos os dias.
    Quem está a ganhar com 7€ por uma refeição destas?
    Chega de vergonhas e desonestidades!
    ainda bem que os bombeiros se queixaram; pela proteção civil niunca saberíamos de nada.
    tenham respeito pelo dinheiro retirado ao bolso dos portugueses e chega de compadrios!
    não podemos permitir estas situações!

  2. No entanto a maior parte da população é licenciada. Falta a formação base e umas chapadas na cara na altura certa mas ainda acredito que a vida lhes dê o que merecem. Quanto aos bombeiros e todos os que lutam contra o fogo merecem todo o meu respeito e peço que Deus os abençoe e proteja.

    P.S. e os técnicos de Planeamento e Ordenamento do Território onde estão? No desemprego ou nas caixas dos supermercados?

    Cristina Barros

  3. 7 euros por salsichas e massa… TEMOS DE PERGUNTAR: QUEM ESTÁ A GANHAR COM AS REFEIÇÕES DOS BOMBEIROS? VERGONHA!!!

  4. Já viram porque há tantos incêndios? É por isto… e muito mais. MUITA GENTE A ENCHER OS BOLSOS COM OS FOGOS. Só perdem as pessoas afectadas pelos fogos, algumas infelizmente, até a vida. De resto todos ganham… desde os que vendem comida até aos bombeiros. Já viram bombeiros a apagar fogos na sua propria terra? Não, são deslocados. Vêm os de Lisboa para o Norte e os do Norte para Lisboa. Sabem porquê? Porque só ganham… e muito, se forem deslocados. O Jaime Soares fala, fala, mas não diz tudo. ISTO É UMA POUCA VERGONHA.

  5. É realmente vergonhoso! Qualquer adolescente de 12 anos é capaz de cozinhar algo mais criativo e saudável. Os bombeiros merecem mais respeito!

  6. Só em Portugal!
    Foi ordenado à Protecção Civil, que está envolvida no processo, que elaborasse um inquérito ao verificado.
    Cabe na cabeça de alguém que uma entidade envolvida faça este inquérito?
    Só na cabeça de uma pessoa que não joga com o baralho todo.

    • Mais um iluminado que que não conhece Portugal e, tal como é típico dos menos esclarecidos, acha bonito escrever “Só em Portugal”!!
      Marta Soares?!
      Esse palerma que se considera “presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses” não representa os bombeiros portugueses, e eu que estive no local, nunca vi ou ouvi falar de tal coisa!…
      Devem ser como os suicídios que o Passos “noticiou”!…

      • Ao contrário do que afirma no 1º parágrafo, por me desconhecer, posso informá-lo que conheço bem todas as províncias de Portugal por onde viajei e tirei centenas de fotografias que tenho em meu poder.
        Foi o meu passatempo desde 1977 até 1990.
        Também viajei por Espanha,França,Itália,Joguslávia,Áustria,Suiça e Angola onde obtive fotografias.
        Resumindo:
        A sua afirmação é gratuita e infundada.

        • Ok, mas lamento informar que, viajar por Espanha, França, Itália, Jugoslávia, Áustria, Suíça e Angola, não dá para conhecer tudo (nem esses são os únicos países do mundo!!), portanto, quando escreve afirmações como “Só em Portugal”, é natural que ninguém o leve a sério!…
          Eu também conheço muito bem Portugal (e bastante bem a zona de Pedrogão, onde tenho andado a trabalhar nas ultimas semanas!) e já viajei por quase todos os países da Europa, onde já vi coisas bem estranhas….
          Posto isto, parece-me que gratuito e infundado é alguém escrever “Só em Portugal”!!….

          • Pois…

            Eu que fui duas décadas bombeiro e tomei contacto com corporacões de varios países digo “só em portugal” e ainda digo mais… Falta referir os casos em que se os populares nao derem uma sandes aos operacionais no terreno, nem comer comem. E eu nao estive duas semanas na zona e acho que conheço a realidade.
            Felizmente para pessoas como o Sr. Os bombeiros nunca fizeram greve por melhores condições como vi em inglaterra senao estavam todos a apanhar cinza.
            Tenham respeito por estes homens e mulheres. Ao menos aljmentem condignamente quem defende verdadeiramente este país

      • Ena!
        Com tantas falácias por parágrafo quadrado, este comentário tem entrada directa no Compêndio Mundial das Falácias Famosas.

        1ª falácia famosa: não questiona nem contradiz a argumentação do interlocutor, limita-se a atacar a sua idoneidade, inteligência, conhecimento ou carácter.
        “Mais um iluminado que que não conhece Portugal e, tal como é típico dos menos esclarecidos”

        2ª falácia famosa: não questiona nem contradiz a argumentação do interlocutor, ataca um argumento ou assunto a que o interlocutor não se refere, como se estivesse a atacar um argumento apresentado pelo interlocutor
        “Marta Soares?! Esse palerma que se considera “presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses” ”

        3ª falácia famosa: usa um exemplo que não tem nada a ver para fundamentar uma coisa como se o que se tenha passado no caso exemplificado por inerência invalide o argumento apresentado pelo interlocutor.
        “Devem ser como os suicídios que o Passos “noticiou”!…”

        Brilhante!

        Em relação à opinião concreta do “vo”:
        “Cabe na cabeça de alguém que uma entidade envolvida faça este inquérito?”

        É mentira? Está errado? Discorda? Tem algum comentário concreto a fazer?

        • Bem… vamos lá falar de coisas sérias e esclarecer essas duvidas!

          1º -“Só em Portugal” não me parece ser argumento e, foi apenas essa afirmação que eu critiquei relativamente ao comentário do “vo”!
          2º – Nesse caso, como se percebe (até porque o “vo” não faz nenhuma referência a esse individuo), eu já estava a comentar a noticia!
          3º- Mais uma vez, estava a comentar a notícia (nomeadamente os comentários do Marta Soares – que não passa de um tonto, sempre a dizer barbaridades e a envergonhar os bombeiros)!

          Em relação ao “Cabe na cabeça de alguém que uma entidade envolvida faça este inquérito?”, eu não fiz nenhum comentário, mas posso fazer agora:
          Tendo em conta que NÃO é a ANPC que faz as refeições – apenas as contrata e paga, não vejo porque não possam ser eles a fazer o inquérito, pois podem ter sido enganados por algum fornecedor (e até é o mais provável ter acontecido)!
          Mas também pode ser uma entidade independente a fazer o inquérito (até a PJ, se for caso disso), principalmente se a ANPC não conseguir descobrir quem foi responsável por essas supostas refeições “falsificadas”.
          Digo supostas porque tendo andado no local e estado com muitos bombeiros, NUNCA ouvi falar nessas refeições, embora, como em tudo que envolva pessoas, tudo é possível!!….

  7. Muitos bombeiros tiveram uma primeira refeição após vinte horas no combate aos incêndios, passado vinte e quatro horas um pequeno almoço e passadas mais doze outra fraca refeição, foi assim aos que estavam mais longe dos locais de logística, descanso era uma hora e deitados em pleno chão de terra, pedras e cinzas. enquanto uns apagavam incêndios outros estavam na “fantochada” mediática.

  8. Basta. É mais uma vergonha que os incêndios vem trazendo ao conhecimento do povo português.
    Verdadeiramente lamentável e nunca visto o tratamento agora dado aos valentes Bombeiros que sempre estiveram na frente do combate. É de perguntar aos responsáveis governativos e ao corpo dirigente da ANPC se as suas refeições também foram deste tipo. Isto é que é atacar os Bombeiros e não a mentira do PM ao dizer que Passos Coelho só sabe atacar os Bombeiros. Tem, isso sim, atacado a descoordenação que se verifica nas entidades envolvidas no comando do combate aos incêndios, que muito miserável e lamentavelmente ficou marcado com as 64 mortes no incêndio de Pedrogão. Bastou só ver a posição assumida de “sacudir a água do capote” para ver que ninguém se entendia, empurrando o governo o assunto para um inquérito que tarda a vir à luz do público, talvez para não prejudicar o resultado das próximas eleições autárquicas. E agora até para as “sandes” mais um inquérito…. Os inquéritos é que vão resolver….. Basta de nos atirar areia para os olhos.

  9. 21 euros chegaria muito bem para alimentar um ser humano diariamente para mais que as coisas são compradas e cozinhadas em grandes quantidades acontece simplesmente que tal como me aconteceu na tropa em Angola o dinheiro fica pelo caminho não chegando ao seu destino final, o mal é antigo há apenas que caçar os infractores e puni-los devidamente!.

  10. Mas então quem tutela a Proteção Civil não sabia de nada?
    Agora que alguém denunciou a situação, numa fuga para a frente, antes que a oposição dissesse alguma coisa, o Secretário de Estado, que deveria ser conhecedor da situação, manda abrir um inquérito.
    Esta gente é mesmo ridícula e faz do povo parvo.

  11. Deve ser como no caso da comida dos militares, espero que haja prisoes em breve para quem anda a ficar com o dinheiro destinado aos bombeiros

  12. Desculpem a expressão GRANDE BOSTA, mas isto tudo cheira muito mal, alguem anda a meter dinheiro graudo ao bolso, ainda dizem que não há corrupção, então o que isto? Parece um polvo com tentaculos em todos os organismos do estado e não só.
    A culpa vai morrer solteira ou encontram um desgraçado qualquer para culpar e os inqueritos podem ficar nas gavetas … fechadas.

RESPONDER

Vila Real vs FC Porto | Goleada com poker de Adrián

O FC Porto garantiu hoje a passagem à quarta eliminatória da Taça de Portugal de futebol, ao golear por 6-0 o Vila Real, num encontro marcado pelos quatro golos de Adrián López, que abriu e …

85% dos medicamentos estão em falta na Venezuela

A Federação Farmacêutica Venezuelana (Fefarven) informou hoje que estão em falta 85% dos medicamentos que se comercializam no país. A denúncia surgiu um dia depois de o Governo venezuelano estabelecer preços fixos para 56 medicamentos, durante …

Obrigar as crianças a beijar os avós é mesmo uma "violência"

O professor universitário Daniel Cardoso pôs o país a discutir se é ou não uma violência obrigar as crianças a beijar os avós. Uma posição que é defendida por inúmeros especialistas e que nem sequer …

Cidade da Maia testa passadeira 3D

O município da Maia está a testar a colocação de passadeiras 3D, cujo objetivo é criar uma ilusão de ótica que faz os condutores abrandar quando se aproximam, descreveu hoje a autarquia. Em causa está, de …

Portugal recebe em novembro cerca de 150 refugiados que estão no Egito

Portugal vai receber, em novembro, cerca de 150 refugiados que estão no Egito, primeiro grupo de mais de mil pessoas que vão ser reinstaladas em Portugal até 2019, disse hoje o ministro da Administração Interna. "Vamos …

Crianças até 2 anos são as que mais usam apps

Mais de metade das crianças com menos de 8 anos usa aplicações como entretenimento e as crianças que mais usam os dispositivos eletrónicos têm até 2 anos. Segundo o estudo "Happy Kids: Aplicações Seguras e Benéficas …

Abstenção galopante alastra-se à faixa dos 30-44 anos

A abstenção aumentou de forma galopante em Portugal, dos 8,1% em 1975 para os 44,2% nas legislativas de 2015, e a tendência está a alastrar das gerações mais jovens para a faixa dos 30 aos …

Descida da propina vai retirar bolsas a alunos carenciados. Medida "demagógica e perversa"

A descida do valor máximo da propina poderá significar o fim da bolsa para muitos alunos carenciados, alertou o reitor da Universidade Nova de Lisboa, que considera a medida ''demagógica e perversa''. Segundo a proposta de …

Hugo Abreu caiu da viatura e “não se mexeu mais”. Instrutor dos comandos viu e ignorou

Rodrigo Seco afirmou que, no decurso da Prova Zero, os dois instrutores desvalorizaram os sintomas de mal-estar, sinais de cansaço e ignoraram os vários pedidos dos instruendos para que pudessem beber água. Um dos instruendos do …

Nunes da Fonseca é o novo Chefe do Estado-Maior do Exército

O tenente-general José Nunes da Fonseca é o escolhido para suceder ao general Rovisco Duarte como Chefe do Estado-Maior do Exército. Rovisco Duarte demitiu-se no âmbito do caso do roubo de armas em Tancos. O nome …