Governo dos Açores recorre a emigrantes nos Estados Unidos para conseguir vacinas

O Governo dos Açores vai desenvolver contactos junto de políticos e empresários de ascendência açoriana nos Estados Unidos da América para tentar que o país ceda ou venda vacinas contra a covid-19 à região.

“Vamos sensibilizá-los para que consigam interceder para que os Estados Unidos nos forneçam vacinas de um modo gratuito ou eventualmente até, através dos nossos empresários, conseguindo adquiri-las pagando, porque a saúde dos açorianos não tem preço”, afirmou o vice-presidente do executivo açoriano, Artur Lima.

Segundo o governante, esta decisão surge depois de o ministro dos Negócios Estrangeiros ter recusado acionar o Acordo de Cooperação e Defesa entre Portugal e os Estados Unidos para solicitar a cedência de vacinas à região, alegando que não havia “base jurídica sólida”.

“A resposta do senhor ministro escusa-se em preciosismos jurídicos e não considera, em momento algum, a realidade específica dos Açores, que é um desafio suplementar no combate à covid-19. Para o Governo Regional dos Açores, esta é uma resposta não aceitável, demonstrativa da falta de solidariedade da República em relação à nossa região e ao nosso povo”, frisou.

Artur Lima defendeu, no entanto, que é possível acionar o Acordo de Cooperação e Defesa, alegando que, o artigo III do ponto J prevê a cooperação entre os serviços de saúde das Forças dos Estados Unidos e os serviços de saúde portugueses “na manutenção da saúde pública”.

“O Governo Regional dos Açores foi institucional e respeitador. O que esperávamos do senhor ministro é que, pelo menos, nos dissesse: eu vou desenvolver os esforços diplomáticos para vos ajudar. Refugiou-se em pormenores jurídicos. Deu-nos liberdade de irmos às nossas comunidades, aos nossos políticos de ascendência açoriana, aos nossos empresários pedir-lhes a ajuda para que possamos imunizar a população dos Açores”, apontou.

O vice-presidente do Governo Regional, da coligação PSD-CDS-PPM, mostrou-se confiante de que será possível conseguir vacinas para imunizar a população dos Açores através da influência da comunidade açoriana nos Estados Unidos.

“Como é público, os Estados Unidos já ofereceram vacinas a vários países. Eu acho que o Estado norte-americano, com a relação de amizade de décadas com os açorianos, não nos vai deixar ficar mal”, acrescentou.

Os Açores administraram até 15 de abril 66.557 doses de vacinas contra a covid-19 a 46.165 pessoas, das quais 20.392 com duas doses, o que significa que 18,7% da população já foi inoculada com pelo menos uma dose da vacina, segundo os censos de 2011.

O aumento de casos de infeção na ilha de São Miguel, nas últimas semanas, e a fragilidade do serviço regional de saúde, com hospitais em apenas três das nove ilhas do arquipélago, levam, no entanto, o executivo açoriano a pedir uma vacinação mais rápida.

“Efetivamente temos de imunizar e rapidamente a população dos Açores, porque começa a agravar-se a situação, embora dentro de níveis absolutamente controlados da pandemia. Temos de ter a preocupação de imunizar o mais rapidamente a população dos Açores”, salientou.

Antes do pedido ao Ministério dos Negócios Estrangeiros, o presidente do Governo Regional dos Açores já tinha solicitado à Comissão Europeia um reforço de vacinas ao abrigo do estatuto de região ultraperiférica, mas igualmente sem sucesso.

“Recebemos a resposta da senhora comissária a dizer que isto era um assunto que cada um dos estados-membros devia gerir internamente. E, a resposta que tivemos é que tínhamos os 2,5% da nossa quota de vacinas disponíveis para os Açores”, lembrou Artur Lima.

Se a tentativa de sensibilização da comunidade emigrante nos Estados Unidos também não surtir efeito, o vice-presidente do Governo Regional admitiu recorrer a outras vias.

“Esgotaremos todas as possibilidades até conseguirmos e se conseguirmos vacinas que nos sejam faculdades pelos Estados Unidos estaremos encantados, mas também se conseguirmos adquirir por outro processo também estamos a avaliar essa questão. Nós somos cautelosos, somos institucionais e vamos passo a passo tentando resolver”, reforçou.

Os Açores têm atualmente 391 casos ativos de infeção pelo novo coronavírus que provoca a doença covid-19, dos quais 372 em São Miguel, 10 no Faial, cinco em Santa Maria, dois na ilha Terceira e um nas Flores.

Desde o início da pandemia foram diagnosticados na região 4.614 casos, tendo ocorrido 4.082 recuperações e 30 óbitos. Saíram do arquipélago sem terem sido dadas como curadas 68 pessoas e 43 apresentaram comprovativo de cura anterior.

  // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Homem budista a meditar

O tukdam - um estado mental "meio-morto" dos monges budistas - é o novo fascínio da ciência

Os monges budistas conseguem chegar a um estado de meditação tão profunda que não é detectada qualquer actividade cerebral. No Budismo no Tibete, há um conceito mítico conhecido como "thukdam" ou "tukdam". Acredita-se que este é …

Trofense 1-2 Benfica | Águias passam a rasar

O Benfica, da I Liga, venceu hoje o Trofense, da II Liga, por 2-1, no prolongamento, depois do 1-1 no tempo regulamentar, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, e segue …

Como nasceu o mito dos vampiros? Mais doenças e menos Drácula

Os vampiros são um mito com séculos de história e que podem estar associados a doenças como a raiva e a pelagra — e não ao Drácula. O vampiro é uma imagem comum na cultura pop …

Edifícios impressos em 3D pelo exército norte-americano

Exército dos EUA pode agora imprimir edifícios de cimento em 3D em zonas de desastre

O objectivo da tecnologia é facilitar a construção de casas e pontes quando são precisas com urgência em zonas afectadas por catástrofes. O Corpo de Engenheiros do exército norte-americano pode agora imprimir quartéis, bunkers e outras …

Monumento Pillar of Shame, na Universidade de Hong Kong

Pillar of Shame foi, em tempos, um testemunho da liberdade de Hong Kong. Agora, dizem-lhe adeus

Em tempos, a escultura Pillar of Shame, plantada na Universidade de Hong Kong, foi um testemunho das liberdades da cidade. Agora, está a ser removida. Exposta há mais de 20 anos na Universidade de Hong Kong, …

Arquitetura em nome do amor. Homem constrói casa giratória para que a esposa possa escolher a vista

Na Bósnia, um autodidata de 72 anos construiu uma casa invulgar: a habitação gira 360 graus para mudar de vista. Algumas das mais bonitas obras arquitetónicas do mundo nasceram em nome do amor. É o …

Novo SEF deverá chamar-se Agência para as Migrações e Asilo

Afinal, já não vai haver um Serviço de Estrangeiros e Asilo (SEA) para substituir o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), mas sim uma Agência Portuguesa para as Migrações e Asilo (APMA). De acordo com o …

Pinto da Costa, presidente do FC Porto, com o guarda-redes Diogo Costa

Diogo Costa renova com o FC Porto até 2026

O guarda-redes Diogo Costa renovou contrato com o FC Porto até 2026, anunciaram os dragões, na tarde deste sábado. Diogo Costa, de 22 anos, aproveitou a lesão de Marchesín no início da temporada e assumiu a …

O algoritmo das plataformas de streaming afeta o que vemos (e quem somos)

As plataformas de streaming usam um algoritmo que afeta aquilo que vemos e o que queremos ver, moldando a nossa personalidade. Squid Game, o drama coreano distópico da Netflix, tornou-se a série mais vista lançada pela …

BPN e Banif custam mais do que alívio de IRS e subida de pensões

A despesa prevista no OE2022 para os veículos financeiros dos antigos Banif e BPN supera o valor previsto para medidas como o alívio no IRS e o aumento extra das pensões. Tal como destaca o Dinheiro …